Médica de Natal é vítima de leilão falso e perde R$ 240 mil

Publicação: 2021-02-12 07:52:00
Uma médica intensivista de Natal publicou um vídeo nas redes sociais alertando seus seguidores sobre um site falso de leilão que estaria lesando pessoas no Rio Grande do Norte. Ela relatou que foi vítima de golpe e perdeu R$ 240 mil ao tentar arrematar itens que supostamente estariam sendo leiloados.
Créditos: ReproduçãoSite de leilões segue no arSite de leilões segue no ar

No relato, a médica Camila Costa, que atua como intensivista, recebeu o link para o suposto site de leilões e ela e seu marido se interessaram por alguns itens que estavam à disposição. Inicialmente, eles decidiram arrematar uma lancha, que tinha lance inicial de R$ 30 mil. "Era algo que costumávamos alugar e vimos que poderíamos tirar o valor do investimento em 3 anos, aproximadamente", explicou a médica.

Além da lancha, ela e o marido viram também a oportunidade de arrematar um novo carro para a médica, um carro para o pai dela e outros dois veículos para serem revendidos. Em imagens publicadas pela médica, é possível ver que o "valor de tabela" do carro que ela compraria, da marca Jaguar, era de R$ 272 mil. Porém, o custo total dos cinco itens ficou em R$ 240 mil, que foram transferidos através de cinco TEDs para as contas definidas no site do leilão. Quando eles foram ao local onde seria o depósito dos bens, em Parnamirim, descobriram que se tratava de um golpe.

No relato, a médica explicou que o galpão indicado era, na verdade, uma pequena metalúrgica e o homem que os atendeu explicou que outras pessoas já haviam caído na armadilha, procurando o local para resgatar itens de um leilão que, na verdade, jamais ocorreu.

"Estou fazendo esse vídeo para ajudar outras pessoas e evitar que mais gente caia nesse golpe", explicou a médica, relatando que o valor perdido era fruto de economias de plantões que ela cumpriu durante três anos.
Créditos: ReproduçãoLancha fez que casal fosse ao site buscar aquisição de bensLancha fez que casal fosse ao site buscar aquisição de bens

A médica chegou a afirmar que foi à Polícia relatar o caso, mas que não teria conseguido formalizar a queixa porque o site não estaria hospedado no Rio Grande do Norte. Em contato com a reportagem da Tribuna do Norte, a assessoria da Polícia Civil explicou que o caso, devido ao valor, pode ser relatado na Delegacia de Defraudações, e que outras pessoas que tenham caído no golpe e perdido valores menores podem procurar a Delegacia Virtual e Distrital.

O site

O site em questão é o www.leilãooficialriograndedonorte.org. Na página, que ainda estava no ar até o fechamento da matéria, é possível ver marcas falsas do Governo do Estado, além de listas onde ficariam os itens disponíveis. Na manhã desta sexta-feira (12), entretanto, não havia nenhum item a ser leiloado.

Além da referência ao Rio Grande do Norte, os golpistas também têm um link redirecionando o site para outro endereço que seria o de leilões no Ceará.

Os números disponíveis para o contato estavam desligados.