Médicos da UPA de Nova Esperança entram com pedido de demissão coletiva

Publicação: 2016-10-31 16:54:00 | Comentários: 0
A+ A-
Médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Esperança, em Parnamirim, entregaram os cargos alegando falta de condições de trabalho. De acordo com Geraldo Ferreira, presidente do Sindicato dos Médicos (Sinmed), 38 médicos entraram com pedido de demissão coletiva e ficam de fora da escala de plantão do mês de novembro.

A decisão pelo ato de demissão foi definida em assembleia da categoria na última sexta-feira (28). Ferreira explica que a categoria tenta negociar com a prefeitura há dois anos, sem sucesso.

Segundo os médicos, na unidade falta insumos básicos, além de exames laboratoriais, raio-x, falta de segurança, contratos de trabalho e atrasos nos salários desde setembro. De acordo com Geraldo Ferreira, sete médicos contratados do município continuam na escala da UPA.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Parnamirim, a Secretaria de Saúde recebeu um comunicado do sindicato na tarde desta segunda-feira (31) afirmando que os médicos irão suspender o atendimento a partir de amanhã. A direção da unidade irá entrar em contato com os médicos para tentar garantir o atendimento.

Para retornarem as atividades, os profissionais exigem a atualização dos salários, formalização dos contratos de trabalho, garantias de condições de trabalho, além de reforço na segurança da unidade.

Atualizada às 17h26

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários