Médicos do município irão paralisar atividades na próxima terça em Natal

Publicação: 2019-11-14 10:51:00 | Comentários: 0
A+ A-
Os médicos concursados de Natal decidiram paralisar as atividades na próxima semana, a partir da terça-feira (19). A motivação dessa medida é, principalmente, pelo atraso em dez meses no pagamento de gratificações dos profissionais que iniciaram neste ano, os trabalho no município, segundo o presidente do Sindicato dos Médicos (Sinmed RN), Geraldo Ferreira. Com isso, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e maternidades terão efetivos reduzidos, e nas demais unidades de saúde, esses profissionais param por completo.

A maternidade realizará assistência humanizada
A maternidade Araken Pinto será uma das unidades de saúde atingidas pela paralisação

Nesta quinta-feira (14), os gestores da administração pública e das unidades de saúde que serão afetadas começaram a ser avisados pelo Sinmed RN sobre a definição da paralisação. Em Natal, além dos concursados, profissionais da Cooperativa do Médicos (Coopmed) e do programa Mais Médicos também fazem o atendimento à população.

Sobre o impacto nos atendimentos de saúde na cidade, o presidente do Sinmed, Geraldo Ferreira, disse: "A nossa paralisação não interfere nos casos de urgência. Se, por exemplo, nós tivermos três médicos de plantão em uma UPA ou maternidade, um trabalhará normalmente e os outros dois só serão convocados à unidade de saúde em caos de necessidade".

De acordo com uma estimativa feita pelo presidente do Sinmed RN, Geraldo Ferreira, aproximadamente cem médicos estão sem receber as gratificações desde janeiro deste ano. "Fazendo uma estimativa com as pessoas que estão sem receber, levando em consideração que as gratificações são cerca de 50% dos 8 mil reais, em média, que os médicos deveriam ganhar, nós vemos que a prefeitura tem uma dívida próxima a casa dos cinco milhões de reais com os nossos profissionais", explicou Geraldo.

Outra reivindicação do sindicato é a atualização do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) da categoria no município, que não ocorre desde 2016, segundo Geraldo Ferreira.

Na próxima terça (19), está previsto uma manifestação dos médicos com reunião às 9h, em frente à sede do Sinmed RN, na Rua Apodi, no Tirol. Após a concentração, Geraldo Ferreira afirmou que os manifestantes deverão passar por unidades de saúde da cidade a fim de convencer outros médicos a unir-se a eles nesse protesto.

Solução

O presidente do Sinmed, Geraldo Ferreira, disse ter tentado solucionar o problema desde o início dos atrasos nos pagamentos. Ele disse ter entrado em contato algumas vezes com a prefeitura do Natal, mas que não conseguiu entrar em um acordo. "Quando a gente cobra o pagamento das gratificações, a resposta que nós ganhamos é de que a prefeitura não tem verba para isso, e que se pagasse iria atrasar o salário de outros trabalhadores. Então quer dizer que a culpa disso é nossa?", questionou ele.

A reportagem tentou ouvir a Secretaria Municipal de Saúde para saber o posicionamento do município, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários