Mártires de Cunhaú e Uruaçu são proclamados santos pelo Papa Francisco

Publicação: 2017-10-15 07:14:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Papa Francisco proclamou os 30 Mártires de Cunhaú e Uruaçu como santos na manhã deste domingo (15) no Vaticano. A cerimônia aconteceu na Praça São Pedro e começou às 5h no horário de Natal.

Além dos mártires do Rio Grande do Norte, também foram proclamados santos os três meninos Mártires de Tlaxcala, do México, o sacerdote espanhol Faustino Míguez e o capuchinho italiano Angelo da Acri.
Papa Francisco
Além dos 30 Mártires do RN, outras cinco pessoas também foram proclamadas santas

Após ser cantado o Veni Creator, o Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, acompanhado pelos Postuladores das Causas, dirigiu-se até o Santo Padre pedindo para que se procedesse à canonização dos Beatos, com a leitura de seus nomes.

A seguir, foi lida uma breve biografia dos novos Santos e entoada a Ladainha de todos os Santos, pedindo que por meio da Virgem Maria e de todos os Santos seja sustentado o ato que está para ser cumprido. Por fim, o Santo Padre leu a fórmula de canonização.

Na homilia, se inspirando no Evangelho de Mateus proposto pela Liturgia do dia, o papa comparou o Reino de Deus com uma Festa de Núpcias. Nós, “somos os amados, os convidados” para estas núpcias, mas “o convite pode ser recusado”, disse Francisco.

“Tais convidados somos nós, todos nós, porque o Senhor deseja celebrar as bodas com cada um de nós. As núpcias inauguram uma comunhão total de vida: é o que Deus deseja ter com cada um de nós. Por isso o nosso relacionamento com Ele não se pode limitar ao dos devotados súbditos com o rei, ao dos servos fiéis com o patrão ou ao dos alunos diligentes com o mestre, mas é, antes de tudo, o relacionamento da noiva amada com o noivo”, falou.
Além dos 30 mártires do RN, outras 5 pessoas também foram canonizadas hoje
Cerimônia de canonização aconteceu na Praça São Pedro

Uma comitiva com representantes políticos do Rio Grande do Norte e da Arquidiocese de Natal acompanhou a cerimônia no Vaticano. Para o governador Robinson Faria, trata-se de uma grande oportunidade para que o Rio Grande do Norte esteja no circuito mundial do Turismo Religioso. "O Rio Grande do Norte está no centro da atenção mundial da Igreja Católica com os 30 santos Mártires Potiguares. Além de uma grande graça aos católicos, nosso Estado se torna um destino do turismo religioso para o mundo todo", declarou o governador Robinson Faria.

A prefeita de Canguaretama, Fátima Marinho, afirmou que município está ampliando a estrutura para receber visitantes na capela onde aconteceu o martírio em Cunhaú. “A cada ano esse fluxo de pessoas vem crescendo e movimentando a nossa cidade. Agora, com a canonização, esperamos que esse fluxo trazido pelo turismo religioso possa aumentar ainda mais. Estamos conscientes disso e ampliando a estrutura para receber todos de braços abertos”, disse. Paulinho Emídio, prefeito de São Gonçalo do Amarante, onde está localizado o Monumento dos Márties, também esteve junto com a comitiva do município na cerimônia. "É uma emoção profunda estar aqui representando nossa cidade", disse.

O prefeito Carlos Eduardo também acompanhou neste domingo na Praça São Pedro, no Vaticano, a cerimônia de canonização dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu. Ele representou Natal acompanhado da primeira dama e secretária de Políticas para as Mulheres, Andrea Ramalho, e da secretária de Turismo, Christiane Alecrim. “Nossa administração sempre valorizou as manifestações religiosas que constituem um dos pilares da formação de nosso povo e a canonização dos mártires é um motivo de júbilo e alegria para a nossa cidade que já nasceu na data magna do cristianismo, 25 de dezembro, nascimento do Menino-Deus e fato que dá significado ao próprio nome da cidade”, disse o prefeito. Para Carlos Eduardo, é simbólico o fato de a canonização ter sido decretada pelo Papa Francisco, um líder religioso que vem se notabilizando por ter abraçado algumas causas e defendido posturas como a necessidade do diálogo entre as religiões para se alcançar a paz. 

Centenas de fiéis acompanham cerimônia 

No Monumento dos Mártires, em São Gonçalo do Amarante, cerca de 300 pessoas que passaram a noite em vigília acompanharam a cerimônia, transmitida através de um telão. No momento em que o Papa Francisco fez a proclamação dos santos, o clima foi de comemoração no local.

Junto com a família, Lidiana Nobre, 34 anos, fazia preces e pedia bênçãos no momento dos mártires. Com outras nove pessoas, entre filhos, sobrinhos e irmãos, Lidiana saiu direto do trabalho, em Parnamirim, para uma missa que foi celebrada mais cedo no monumento. “É um momento de muita felicidade, é a história que está sendo escrita. Mas também de muita oração”, disse Lidiana.

Católica desde criança, ela veio pedir intercessão dos mártires pelo irmão, que aos 23 anos foi diagnosticado com uma depressão grave. “Eu ouvia falar dessa doença, mas não imaginei que poderia ser tão terrível. Mas eu e minha família temos muita fé que ele vai ser curado”, explicou a garçonete.

 Ansiedade foi o sentimento que prevaleceu antes da celebração de beatificação ser iniciada na Praça de São Pedro. No Monumento dos Mártires, era possível ver pessoas das mais variadas idades reunidas com um único propósito: celebrar os novos santos brasileiros. No momento em que o Papa Francisco anunciou o nome dos santos, do telão que dividia espaço com o altar, os aplausos tomaram conta do lugar. 

O católico José Ribeiro, de 51 anos, foi um dos fiéis que passou a noite de sábado (14) e madrugada de domingo (15), acompanhando as celebrações em homenagem aos mártires, que ocorreram no monumento em homenagem aos santos. Morando há 27 anos em Natal, ele fez parte do elenco que encenou a peça “Filhos do Rio Grande”, durante a noite. 

A devoção à Igreja Católica foi um dos motivos que levou José Ribeiro a conhecer a história dos mártires, que ele considera ainda pouco difundida a nível nacional. “Sou missionário da igreja, a beatificação dos potiguares serve de reafirmação da fé e celebração”, frisou José. A noite sem dormir não dominou a disposição do católico em contribuir para os festejos, que amanheceu acompanhando a canonização em um telão montado no monumento. 

Do Vaticano, o Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, falou sobre a importância do evento para a Igreja Católica, "É um momento gratificante, eterno e histórico para a nossa Igreja do Brasil, quando vemos o testemunho de tantos que deram a vida e o sangue pelo nome de Cristo. Temos que fazer co  que esse exemplo seja revertido em benefício da população", disse o Arcebispo.

Serviço
Confira a programação dos eventos de Canonização  
Itália 
Dia 16, 11h – Missa em Ação de Graças presidida pelo presidente da CNBB cardeal Dom Sérgio da Rocha, no altar da cátedra de São Pedro, Basílica Vaticana.

Brasil (Rio Grande do Norte)
Dia 28, 17h – Missa em Ação de Graças presidida pelo cardeal Dom Cláudio Hummes, no Santuário dos Mártires, em Uruaçu, São Gonçalo do Amarante; show com Cantores de Deus
Dia 29, 10h – Missa em Ação de Graças presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovani  D'Aniello, no Santuário dos Mártires, bairro de Nazaré, Natal
Dia 4 de novembro, 16h – Missa em Ação de Graças presidida por Dom Jaime Vieira Rocha, na Capela de Nossa Senhora das Candeias, em Canguaretama





Atualizada às 16h23 de 16/10/2017

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários