Mais de 534 mil eleitores escolhem os rumos de Natal

Publicação: 2016-10-02 00:00:00
Os eleitores vão às urnas neste domingo para a escolha dos novos prefeitos e vereadores. Estão aptos a votar 534.582 mil eleitores em Natal. Eles vão escolher entre os sete candidatos a prefeito — Carlos Eduardo (PDT), Fernando Mineiro (PT), Kelps Lima (SD), Márcia Maia (PSDB), Robério Paulino (PSOL), Rosália Fernandes (PSTU) e Freitas Júnior (REDE). Para vereador, são 559 candidatos que concorrem a 29 vagas. No Rio Grande do Norte, há 2.401.871 eleitores aptos, que vão escolher entre 434 candidatos a prefeito. Há outros 7.804 registrados na corrida por vagas nas câmaras dos municípios do Estado.

Os eleitores também irão às urnas em mais de 5.500 municípios brasileiros neste domingo, dia 2 de outubro.

As eleições deste ano marcaram mudanças nas regras na legislação que regulamenta as campanhas e o funcionamento dos partidos. As doações financeiras de empresas para candidatos e coligações foram proibidas. Os registros da Justiça Eleitoral mostram que — sem recursos de empresas e com baixa adesão de pessoas físicas às doações de campanha — os próprios partidos decidiram  financiar as eleições dos prefeitos nos maiores colégios eleitorais do País. 

A minirreforma política, que antecedeu a campanha, também reduziu o tempo da propaganda eleitoral de rua de 90 para 45 dias. O período de publicidade no rádio e na TV foi diminuído de 45 para 35 dias.  Segue, e na página 4, algumas informações sobre os candidatos a prefeito de Natal.

Perfil, defesa do voto e resumo das propostas

“Natal melhor de novo”  - 12 (PDT/PMDB/PR/PROS/PSC/DEM/PSDC/PRB/PTB) -


Carlos Eduardo Nunes Alves (PDT), 57 anos, três filhos, advogado, nasceu em 5 de junho de 1959, no Rio de Janeiro (RJ). É candidato à reeleição, tendo exercido o primeiro mandato de prefeito de Natal entre os anos de 2002 e 2008, depois de ter sido vice-prefeito na gestão de Wilma de Faria, que havia renunciado ao cargo para disputar o governo do Estado em 2002. Até então tinha quatro mandatos de deputado estadual e em 2010 disputou a eleição para governador do Estado. Entre 1996 e 1998 foi secretário estadual da Justiça e Cidadania, no primeiro governo Garibaldi Alves Filho (1995/1998).
Carlos Eduardo (PDT)
Por que mereço o voto do eleitor de Natal?
“A experiência de ser prefeito de Natal tem sido um aprendizado contínuo, que me permitiu não apenas administrar o dia-a-dia de uma cidade em constante crescimento, como me capacitou a enfrentar os mais diversos problemas com rapidez e eficiência. Conheço Natal com a palma da minha mão, sei das necessidades mais urgentes da população e conheço profundamente a estrutura administrativa. Com o tempo, consegui formar uma equipe técnica, altamente qualificada, sem a qual nenhum gestor pode conduzir a Prefeitura a um bom porto, sabendo enfrentar os ventos e as tempestades, com a responsabilidade de quem não apenas deseja, mas é capaz de, efetivamente, promover uma melhor qualidade de vida para os natalenses.”

Resumo das principais propostas apresentadas
O prefeito assumiu o compromisso de ampliar as ações que já vem realizando na atual gestão, como a criação de mais 37 equipes do PSF, que se juntam a 140 já existentes para atender 155 mil pessoas, e reabertura de concurso público para a contratação de 372 médicos. As ciclofaixas passarão de 40 km para 70 km, diminuindo o tempo de uso  de transporte coletivo. Com o governo federal, já está liberado R$ 43 milhões para urbanização de Lagoa Azul, na Zona Norte de Natal e em relação a segurança, garante a criação de um Centro de Videomonitoramento. A proposta geral é desenvolver novas formas de coordenação das políticas públicas, no que se refere aos recursos, às populações e aos territórios, definindo estratégias de desenvolvimento territorial que respondam às demandas sociais, econômicas e ambientais dos diversos territórios.

“Frente Popular da Cidadania” - 13 (PT/PC do B)

Fernando Wanderley Vargas da Silva (PT), “Mineiro”, 59 anos, casado, um filho, nasceu em Curvelo (MG), em 6 de dezembro de 1956. Graduado em Biologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está no exercicio do terceiro mandato na Assembleia Legislativa, depois de ter passado por quatro  mandatos na Câmara Municipal de Natal. É candidato pela segunda vez a prefeito da capital, ja tendo sido candidatO governador do Estado, em 1994.
Fernando Mineiro (PT)
Por que mereço o voto do eleitor de Natal?
“Natal precisa de outro modelo de gestão. Os atuais gestores representam grupos familiares que há décadas administram Natal, com métodos ultrapassados e clientelistas. É preciso dar uma chance à renovação. Me sinto preparado para administrar Natal porque tenho uma vida pública limpa e conheço bem a nossa cidade. Acho que o papel do prefeito é o de coordenar a mediação dos conflitos, através do diálogo e do convite à participação, não se omitindo e nem fugindo dos problemas. E estou motivado para trabalhar em busca de soluções para as principais demandas da cidade”.

Resumo das principais propostas apresentadas
Preconiza a integração de modais terrestre e ferroviário, incluindo ciclovias e VLTs no sistema de transporte de massa de Natal, sem o controle absoluto das empresas de ônibus. Na área de saúde, quer investir em tecnologia, melhorar salários dos servidores e cobrir 100% toda a área de Natal, na educação, tentará buscar parcerias com os governos federal e estadual para melhorar os índices do Ideb, promete reativar o Conselho Municipal de Defesa Social e estimular a ocupação de cargos de confiança por servidores de carreira da prefeitura.

“É possível fazer mais por Natal” - 77 (SD/PHS/PSB/PRP/PMN/ PRTB/PTC)

Kelps de Oliveira Lima (SD), 44 anos, casado, um filho, deputado estadual, nasceu em Natal, no dia 16 de março de 1972. Advogado, foi secretário municipal de Mobilidade Urbana, na gestão da prefeita Micarla de Sousa, exerce o segundo mandato na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte e disputa sua primeira eleição majoritária. É formado em Direito e tem especialização em Gestão Pública, ambos pela UFRN, reside na Vila de Ponta Negra, Zona Sul da cidade.
Kelps Lima (SD)
Por que mereço o voto do eleitor de Natal?
“Depois da ditadura militar, Natal nunca teve um prefeito que não fosse de família política tradicional. Decidi acreditar que os natalenses comuns como eu, que andam de ônibus, vão a postos de saúde e trabalham duro, podem melhorar a qualidade da administração pública. Para isso, me preparei: conclui Direito, sou especialista em gestão e mestrando em Políticas públicas na UFRN.”

Resumo das principais propostas apresentadas
Garante que não vai estatizar o sistema de transporte coletivo, mas fará a licitação, com integração de outros meios de mobilidade urbana, com ar condicionado em todos os ônibus e liberação de vias públicas para desafogar o trânsito. Na saúde, defende a integração entre os municípios da Grande Natal e do Governo Estadual para melhorar o atendimento à população. Defende o uso de novas tecnologias (TI) pra incrementar o serviço público em todas áreas e chamar às universidades para auxiliar na melhoria da educação e da cultura do empreendedorismo na capital.


“A favor de Natal” - 45 (PSDB/PEN/PP/PMB/PT do B)

Márcia Maria Faria Maia Mendes (PSDB), 51 anos, divorciada, três filhas, deputada estadual, foi secretária estadual de Habitação e Ação Social, no governo da mãe, Wilma de Faria, entre os anos de 2003 e 2005, nasceu em Natal, em 14 de fevereiro de 1965. Graduada em Ciências Sociais pela UFRN, foi a primeira mulher a ocupar a presidência da Assembléia Legislativa, onde exerce o quinto mandato parlamentar. Disputa sua primeira eleição majoritária.
Márcia Maia, do PSDB
Por que mereço o voto do eleitor de Natal?
“Tenho um grande projeto para resolver o problema da segurança e tirar Natal da mesmice administrativa. Fazer a cidade avançar com a retomada do turismo, da construção civil e atração de novos investimentos. Meta é criar 50 mil empregos. Vou promover o atendimento à saúde nos bairros, implantar ensino de tempo integral e o Vem Pra Praça para organizar os espaços públicos e devolver Natal aos natalenses.”

Resumo das principais propostas apresentadas

Indica um pacto entre empresas, Ministério Público, Poder Legislativo, os técnicos da prefeitura para destravar a licitação do transporte coletivo, integrado ao VLT e ciclovia. Quer um pediatra em cada equipe do Programa Saúde da família (PSB) e investir em prevenção para tirar gargalos dos hospitais vai investir em escolas de tempo integral. Fala em melhorar a arrecadação de IPTU, que tem uma inadimplência de 50%, porque o cidadão não é estimulado a contribuir por falta de obras nos bairros. Também promete criar 50 mil empregos com projetos de primeira renda e de microempreendorismo.


Robério Paulino - 50 (PSOL)

Robério Paulino Rodrigues (PSOL), 59 anos, casado, um filho, professor universitário, filho de pais natalenses, nasceu em Nilópolis (RJ), em 29 de maio de 1957. Fez Eletrotécnica na antiga Escola Técnida Federal do Rio Grande do Norte (ETFRN), hoje IFRN. Doutor em História Econômica (USP), Professor do Departamento de Políticas Públicas (UFRN), é graduado em Economia pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (USP).
Robério Paulino (PSOL)
Por que mereço o voto do eleitor de Natal?
“Porque não somos parte da velha política familiar e corrupta do estado. É preciso encerrar o ciclo das oligarquias. O PSOL nunca esteve envolvido em corrupção. Temos um programa arrojado de transformações para Natal, na educação, na saúde, na segurança etc. que pode ser visto no site do TRE ou em nossas páginas. Porque vamos plantar 100.000 árvores em Natal. Porque nosso candidato, o Professor Robério, é o mais preparado para fazer essa mudança”. 

Resumo das principais propostas apresentadas
Propõe a criação de uma empresa pública de transporte coletivo, que vai participar da licitação ao lado da iniciativa privada no setor. Vai criar a bolsa-atleta, a fim de reduzir a criminalidade entre os jovens. Promete plantar 100 mil árvores em Natal e implantar a escola de tempo integral, inicialmente com um plano piloto em dez escolas do município,  com refeição nos três turnos, educação, lazer e esportes para os alunos até às 18:30. zerar o analfabetismo em quatro anos e reduzir em 70% os cargos comissionados e ampliar de 5% para 50% a coleta seletiva de lixo.

Rosália Fernandes - 16 (PSTU)

Rosália Maria Fernandes (PSTU), 49 anos, solteira, sem filhos, assistente social e servidora pública, lotada no Hospital Walfredo Gurgel (HWG) e dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde-RN), nasceu em 16 de agosto de 1967, em Marcelino Vieira (RN), mas foi radicada em Mossoró, onde estudou e iniciou sua militância política. Em 2010, ajudou a fundar a Central Sindical e Popular (Conlutas), uma nova organização para movimentos sociais, estudantis e de trabalhadores.
Rosália Fernandes (PSTU)
Por que mereço o voto do eleitor de Natal?
“Porque a candidatura do PSTU é a única que não está envolvida na Operação Lava-Jato e não recebe dinheiro de empresários. Nós defendemos que todo político ganhe igual a uma professora e vamos cobrar a dívida de mais de R$ 1 bilhão em impostos que as grandes empresas devem ao município. Nosso governo vai instituir o IPTU progressivo, para que os ricos paguem mais. Nós queremos uma Natal para os trabalhadores, com saúde, educação, transporte e moradia, e não uma cidade cheia de privilégios para ricos e poderosos. Somos a candidatura que não defendeu Dilma e que luta por uma greve geral no país para colocar pra fora o Temer e o Congresso de corruptos”.

Resumo das principais propostas apresentadas
Defende a criação de uma empresa pública de transporte urbano, investindo 10% do orçamento municipal na integração entre trens, metrôs e ônibus, com a Região Metropolitana de Natal. Apresenta 16 propostas para mudar a cidade, suspender pagamento da dívida pública e cobrar impostos dos cem maiores devedores e garantir 5% do PIB para educação, além de criar conselhos de bairros para ajudar na administração da cidade.

Freitas Júnior - 18 (Rede)

Francisco Raimundo de Freitas (REDE), “Freitas Júnior”, 28 anos, solteiro, engenheiro ambiental e servidor público estadual, nasceu em 27 de outubro de 1987, em Alexandria (RN), é a primeira vez que disputa uma eleição majoritária.
Freitas Júnior (REDE)
Por que mereço o voto do eleitor de Natal?
“As pessoas e os eleitores votarão em mim pra prefeito e administrar a cidade do Natal pensando nas próximas gerações, não nas próximas eleições, por isso eu mereço o voto delas”.

Resumo das principais propostas apresentadas
Quer mudanças na legislação do trânsito, a sincronização dos semáforos e uma licitação de transportes coletivos, criação de linhas de transporte interbairros, todos conectados com o VLT para reduzir valor da passagem aos usuários. Na segurança, promete usar técnicas de georeferenciamento para identificar as áreas com maior incidência de crimes, disponibilizando informações para a Policia e dobrar efetivo da Guarda Municipal. Quer criar escolas de tempo integral e universalizar o acesso às creches .Destinar 1% do orçamento público pra incentivar o empreendedorismo e diminuir o desemprego na cidade.