Mais que um título em disputa

Publicação: 2020-08-05 00:00:00
A+ A-
A partir desta quarta-feira (5) Corinthians e Palmeiras começam a decidir o Campeonato Paulista e a retomar uma história de rivalidade em finais que se acirrou bastante na última vez em que os dois se enfrentaram por uma taça. Em 2018 a final do Estadual foi vencida pelo time alvinegro no Allianz Parque em um jogo marcado por polêmica. Dois anos depois, os protagonistas daquela tarde tumultuada agora estarão distantes desse novo encontro. A partida começa às 21h30.

Créditos: Agência CorinthiansThiago Nunes comanda o Corinthians em sua nova faseThiago Nunes comanda o Corinthians em sua nova fase


Os jogadores envolvidos no momento mais tenso daquele 8 de abril de 2018 estão distantes dos dois clubes atualmente. Ralf trocou o Corinthians pelo Avaí no início deste ano e Dudu se despediu do Palmeiras rumo ao Al Duhail, do Catar. Naquela tarde, uma disputa entre os dois acabou com o atacante palmeirense no chão. O árbitro Marcelo Aparecido de Souza marcou pênalti, mas depois de oito minutos voltou atrás.

A mudança de decisão motivou a fúria dos palmeirenses, principalmente porque depois da perda de título o clube acusou a existência de uma interferência externa. Com vídeos, fotos, documentos, ofício ao Ministério Público (MP) e ajuda de empresas de inteligência, o Palmeiras procurou impugnar a partida e acionou até a CBF. No entanto, não teve o resultado esperado. O Corinthians teve o título mantido.

Mas a pressão e até o rompimento institucional entre o clube e a Federação Paulista de Futebol (FPF) foram superados ano passado. Um dos episódios recentes que deixou o Palmeiras satisfeito foi a saída do diretor de arbitragem da FPF, Dionísio Domingos, acusado pela diretoria alviverde de ter atuado para cancelar a marcação do pênalti de Ralf em Dudu. Domingos deixou o cargo em dezembro e foi substituído por Ana Paula Oliveira.

Quem também está distante da arbitragem paulista é o juiz daquela partida. Marcelo Aparecido de Souza superou a idade máxima para ser filiado ao quadro de arbitragem da FPF e agora pertence à Federação da Paraíba. Em um dos últimos trabalhos, ele participou de jogos decisivos da Copa do Nordeste.

Times
O Palmeiras de 2020 é um elenco com algumas modificações em comparação à campanha do vice de 2018. No cargo de técnico, em vez de Roger Machado, o comandante agora é Vanderlei Luxemburgo. O time titular que vai enfrentar o Corinthians estará bem modificado, em especial pela ascensão de novos jogadores. Em vez de nomes como Jailson, Antônio Carlos, Thiago Martins e Borja, agora será a vez de Weverton, Viña, Gómez, Patrick de Paula e Luiz Adriano assumirem a responsabilidade.

Créditos: Cesar Greco/PalmeirasVanderlei Luxemburgo tenta recuperar a fama e as conquistasVanderlei Luxemburgo tenta recuperar a fama e as conquistas


Mesmo com tantas mudanças, a memória do vice ainda é viva para quem estava naquele elenco. Reserva naquela decisão, o ex-zagueiro e atual assessor técnico Edu Dracena disse no último domingo que espera uma final com boa arbitragem. "Não vou citar aqui, porque todo mundo já sabe o que aconteceu. Tomara que possamos estar falando de um jogo bonito, decidido dentro de campo, entre os 22 jogadores. E não ficar falando de lances polêmicos para não estragar o campeonato", disse à TV Gazeta.

Dos 11 palmeirenses escalados naquela tarde, somente o lateral Marcos Rocha e o atacante Willian devem iniciar a decisão contra o Corinthians. Vários atletas daquela decisão nem estão mais no clube, casos de Antônio Carlos, Victor Luís, Thiago Martins, Moisés, Borja e Dudu.

As principais mudanças no elenco do Corinthians de 2018 para 2020 se concentram no sistema defensivo, no setor de criação de jogadas e no comando técnico. A dupla de zaga, a dupla de volantes, peças importantes do meio-campo para frente e o treinador, não são mais os mesmos. Dos 11 titulares de 2018, apenas cinco estarão na final de 2020. São eles: Cássio, Fagner, Sidcley, Gabriel e Mateus Vital.

Balbuena defende a camisa do West Ham, da Inglaterra. Henrique está sem clube. Em 2019, ele jogou pelo Ittihad Kalba, dos Emirados Árabes Unidos. Em seus lugares entraram Gil, repatriado do Shandong Luneng, da China, e Danilo Avelar, que ao longo da temporada passada jogou na lateral, mas com a chegada de Tiago Nunes foi adaptado à defesa central.

Vale lembrar que Sidcley retornou ao Corinthians nesta temporada Apesar de ser o mesmo de 2018, ele não está em sua melhor forma física, mas pode iniciar o clássico dentre os titulares por conta de uma forte entrada que Carlos Augusto recebeu e o tirou dos gramados contra o Mirassol.

Ralf e Maycon também deixaram o clube. Ralf, que foi protagonista do polêmico lance da final do Paulistão de 2018, envolvendo o então volante Felipe Melo, do Palmeiras, e uma suposta interferência arbitral, hoje defende os mantos do Avaí. Pode-se dizer que sua despedida do clube também foi polêmica, já que não houve nenhuma homenagem ao jogador multicampeão alvinegro. Maycon, por sua vez, joga no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.