Manifestantes conseguem assinaturas para nova CEI

Publicação: 2011-06-15 00:00:00 | Comentários: 6
A+ A-
Os manifestantes conseguiram ontem as sete assinaturas necessárias para a criação de uma nova Comissão Especial de Inquérito para investigar os contratos administrativos firmados pela Prefeitura do Natal desde o início da gestão da prefeita Micarla de Sousa. Assinaram o documento: Adão Eridan (PR), Júlia Arruda (PSB), Assis Oliveira (PR), Fernando Lucena (PT), Raniere Barbosa (PRB), Sargento Regina (PDT) e George Câmara (PC do B). Agora, o requerimento deve ser lido em plenário para que a nova CEI seja criada.
Micarla de Sousa afirma que manifestações são golpistas
Contudo, para que isso aconteça, é necessário que os vereadores retomem as sessões na Câmara. Ontem, após o cancelamento da audiência pública, não houve sessão legislativa. Apenas a vereadora Sargento Regina (PDT) compareceu ao prédio na tarde de ontem, mas somente para conversar com os manifestantes. De acordo com a vereadora, basta a leitura do requerimento para que a Comissão seja criada. “Agora que as assinaturas foram coletadas, basta a leitura do requerimento para que o presidente da Casa indique os membros dessa comissão”, afirma.

Não há previsão para que os vereadores voltem a realizar sessões, tendo em vista a ocupação da Casa pelos manifestantes do Coletivo #ForaMicarla. Os ocupantes argumentam que o acampamento  não atrapalha o andamento do trabalho, mas mesmo assim não houve sessão desde que a ocupação foi iniciada, na semana passada.

Havia a preocupação, entre os manifestantes, de que o recesso da Câmara, marcado para o fim do mês, fosse um impeditivo para a leitura do requerimento. Mas, segundo a vereadora Sargento Regina, o recesso só pode acontecer após a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias. “Precisamos votar a LDO antes do recesso e não pode haver recesso antes dessa votação”, garantiu Sargento Regina.

A nova Comissão Especial de Inquérito substituirá a CEI dos Alugueis, extinta pela presidência da Câmara dos Vereadores na última quinta-feira. A CEI vinha sendo articulada há meses pela oposição. Após o fim da Comissão, os opositores começaram a recolher novas assinaturas para uma outra comissão, no intuito de conseguir a presidência ou a relatoria para um dos membros da oposição. Agora, com todas as assinaturas novamente coletadas e com o apoio do Coletivo #ForaMicarla, os vereadores de oposição esperam investigar os contratos firmados pela Prefeitura.

A reportagem da TRIBUNA DO NORTE tentou contato com o presidente da Câmara dos Vereadores, mas ele não atendeu o telefone celular.

Micarla promete apresentar contratos

Antecipando-se à abertura de um inquérito civil anunciado ontem pelo Ministério Público, a prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), afirmou, durante coletiva à imprensa, que enviará aos promotores informações sobre  contratos, valores e localização de todos os imóveis alocados pelo Executivo do município. Em uma entrevista nervosa, Micarla de Sousa não quis tecer comentários sobre a legitimidade que o processo traria com a investigação no âmbito do legislativo municipal e tampouco sobre a composição de governo e oposição no comando da Comissão Especial de Inquérito (CEI), que deverá voltar à pauta da Câmara Municipal de Natal (CMN). Dizendo-se vítima de um movimento golpista – no caso os jovens do #ForaMicarla – a prefeita afirmou que os vereadores oponentes intencionam aproveitar o momento para criar “factóides” e, principalmente, para adiantar o debate eleitoral de 2012.

Micarla de Sousa tratou da CEI como algo distante a ela. “Não cabe ao poder executivo interferir em qualquer ponto que é exclusivo da CMN. Nós  temos o respeito suficiente e não interferimos em nenhuma comissão”, destacou. E culpou os vereadores oponentes pela extinção precoce da CEI. “Não aceitaram talvez porque quem não é presidente e quem não é relator não dá entrevista e não aparece ons holofotes. A falta de holofotes faz com que não participem”, emendou ela.

Ao tratar do assunto e, mesmo questionada pela imprensa presente, não fez referência ao fato de que os  parlamentares oposicionistas se ausentaram do processo por não terem qualquer participação nas decisões efetivas da investigação. De três membros, a relatoria e a presidência – cargos mais importantes – ficaram nas mãos de parlamentares governistas. A prefeita demonstrou irritação ao tratar do assunto e pediu inclusive à jornalista que insistiu em um dos questionamento que respeitasse a sua opinião.

Um outro questionamento fez menção à desaprovação da atual gestão. O jornalista perguntou, face às colocações da prefeita de que “está tudo bem”, se o descontentamento é algo pontual ou se está entranhado na maioria esmagadora da população. Ao responder ela disse que está sendo vítima de calúnias que buscam atingir sua moral.

Micarla de Sousa assinalou ainda que não aceitará “ilações de questionamento com relação à lisura da gestão”. Por isso mesmo, enfatizou, determinou aos assessores que em no máximo 72 horas encaminhem todas as informações ao Ministério Público para que se proceda a apuração sobre os alugueis. “E se porventura o MP achar que ainda existe algum documento necessário estaremos fazendo as entregas para que não paire qualquer dúvida a respeito da transparência e lisura”. De qualquer maneira, a Prefeitura de Natal já terá que prestar esclarecimentos sobre os alugueis dos imóveis que ocupa.

Ontem, os promotores do Patrimônio Público, em conjunto, instauraram um inquérito baseados sobretudo nas informações encaminhadas pela vereadora Sargento Mary Regina.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • marcialima201073

    bem,estou decepcionada cm a nova gestão\"ou seja\"a população depositou toda confiança na prefeita\"MICARLA DE SOUZA\"ela estar deixando a desejar,ñ estar fazendo nada por essa cidade linda q merece muito ms.e é isso fora MICARLA!

  • franciscogilberto1

    GOLPE é a falta de compromisso com o povo. Na democracia é ligitimo colocar e retirar os mandatários. Prefeita. Peça prá sair que é mais digno.

  • izancoelho

    Senhor mensaleiros@...o senhor deve ser?

  • miguelcruzp

    A foto da reportagem já diz tudo.

  • raphael_dmelo

    Será possível que essa prefeita não se mancou que Natal já não a suporta mais? Uma gestão de \"me engano qaue gosto\" ela só tem feito o contrário daquilo que prometeu. Deixou a saúde na UTI, a educação caduca, a segurança insegura, as ruas intransitáveis, os funcionários desistimulados, as repartições desequipadas e por aí afora. Agora viajar é com ela mesmo e familiares. Paris, Maiami, São Paulo, Lisboa, são rotina para ela e cia. No próximo ano (graças à Deus) termina esse calvário da presença dessa prefeita, se é que ficará até lá. Nunca Natal viu tanto descaso, desprezo e mentira, por parte de um governante. Chega a dar nojo. Agora vem esse caso dos aluguéis, que a dita prefeita ficou irritada com a imprensa, logo ela que é a \"dona\" de uma emissora de televisão. Parece piada. Explique direito o que está errado, e deixe de embromação pois esse dinheiro é do povo, dos impostos e do trabalho honesto do natalense. Tomara que o MP saiba analisar esses documentos e a podridão emergir. Tomara, mas tomara mesmo, que o próximo prefeito, ao assumir, peça uma auditoria minunciosa do desgoverno dessa senhora, e que tudo que foi feito irregularmente, seja levado ao público, para ela nunca mais pensar em querer brincar de política. Como diria o Bóris Casoy: \"ISSO É UMA VERGONHA\".

  • zeessea

    Sou da opinião que a atual prefeita de Natal não está preparada para administrar uma cidade do porte da nossa. Torço que Natal nunca mais eleja pessoa tão incompetente, mas desconfio que com os \"amigos\" que ela contou durante a campanha, ela não precisaria nem de oposição para ser a decepção que é na prefeitura. Torçamos que encontremos pessoas com o mínimo de competência e algum bom propósito para administrar Natal.