Mansueto: se diluída, reforma não trará o efeito esperado

Publicação: 2019-04-19 00:00:00
O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse, nesta quinta-feira (18), que, se a reforma da Previdência for desidratada, não haverá crescimento esperado para o Produto Interno Bruto (PIB). Para ele, o clima pró-reforma das regras das aposentadorias hoje é muito mais favorável do que era em 2016 e 2017. Por isso, acredita, a reforma passa, mas o tamanho da economia vai depender da base que o governo construir para aprovar o projeto.

saiba mais

"O debate para valer, de méritos, começa agora na Comissão Especial. É a partir daí que vamos saber de fato o tamanho da economia", afirmou Mansueto. Segundo o secretário, a reforma contribuirá também para reduzir o crédito direcionado na economia.