Maracanã terá sócio-torcedor do Palmeiras na decisão

Publicação: 2021-01-23 00:00:00
O Palmeiras anunciou ontem que vai levar 11 sócios-torcedores para acompanhar a final da Copa Libertadores diante do Santos, dia 30, no estádio do Maracanã. Apesar da partida ser realizada com os portões fechados, cada clube pode levar 150 convidados e a diretoria pretende utilizar parte dessa cota para levar alguns dos contribuintes do Avanti, o programa oficial de sócio-torcedor do clube.

Créditos: Paula Reis

Um decreto assinado pelo governador, em exercício, do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, autoriza a ocupação de 10% da capacidade total do estádio (78.838 pessoas) no Maracanã para a final da Copa Libertadores de 2020. O decreto foi publicado no Diário Oficial de ontem. 

O texto aponta que o evento não terá público pagante, mas “é autorizada a presença de pessoas devidamente credenciadas pela entidade organizadora, inclusive integrantes da coordenação, realização, segurança e patrocínio do evento e das entidades esportivas participantes até o limite máximo de 10% da capacidade do estádio (7.800 pessoas).

Os nomes dos 11 escolhidos serão anunciados nos próximos dias. O Palmeiras afirmou que vai selecionar de acordo com a assiduidade nos jogos do time, tempo de contribuição e manutenção da adimplência nos últimos meses, quando por causa da pandemia o número de contribuintes reduziu drasticamente. Os torcedores vão ganhar credenciais e serão um dos poucos autorizados a entrar no Maracanã.

O clube afirmou que a escolha desses 11 nomes é uma maneira de retribuir o esforço de quem manteve os pagamentos das mensalidades mesmo durante a pandemia. 

Fora os torcedores, a comitiva de convidados do Palmeiras deve ter dirigentes, familiares de atletas e conselheiros. O Santos também anunciou que vai levar alguns torcedores. A equipe da Vila Belmiro pretende selecionar 25 nomes. A final da Libertadores será disputada no dia 30, às 17h, em jogo único.

Para entrar no estádio será exigida a realização de exame PCR com material coletado até cinco dias antes da partida e resultado negativo, a checagem de temperatura corporal, uso de máscara de proteção durante todo o tempo em que a pessoa estiver no estádio e respeito às regras de segurança do local. 

Há pouco mais de uma semana para decisão, Santos e Palmeiras têm adotado estratégias diferentes na utilização dos elencos nos compromissos de cada um no Campeonato Brasileiro antes do encontro no Maracanã. Enquanto Cuca vem sendo cuidadoso na escalação da sua equipe, nem levando muitos titulares na viagem para o confronto com o Fortaleza, por exemplo, Abel Ferreira repete o discurso da "máxima força", mas com "gestão de energia".

A maratona do Palmeiras até a decisão, porém, é maior. São cinco jogos: empatou por 1 a 1 com o Grêmio, na última sexta-feira, goleou o Corinthians por 4 a 0, na segunda, e perdeu para o Flamengo por 2 a 0, nesta quinta. Ainda vai visitar o Ceará no domingo e receber o Vasco na próxima terça. Weverton, Luan, Viña, Raphael Veiga e Zé Rafael, todos com status de peças importantes, foram titulares nos três jogos do Palmeiras, além de Willian, que vem reconquistando seu espaço.








Leia também: