Informe Publicitário
Maria Alice amplia atendimento e fará cirurgias ortopédicas
Publicado: 00:00:00 - 31/10/2021 Atualizado: 09:56:13 - 30/10/2021
O Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes, referência em pediatria no Rio Grande do Norte, ampliou sua capacidade de atendimento às crianças do Estado e está prestes a ofertar cirurgias ortopédicas em sua rede de atendimento. Inicialmente, a unidade fará um procedimento cirúrgico por semana e a previsão é para começar no próximo dia 6 de novembro. Na pandemia, a unidade é referência em atendimento covid-19. Aliado a isso, desde novembro de 2020, a unidade presta atendimento humanizado para cirurgias de pacientes com fissura labiopalatino, novidade incorporada à rede de saúde do Estado. 
Adriano Abreu
Hospital tem importância estratégica na rede pública do Estado, atendendo, em sua maioria, crianças e adolescentes do interior

Hospital tem importância estratégica na rede pública do Estado, atendendo, em sua maioria, crianças e adolescentes do interior

De acordo com a diretora do hospital Maria Alice Fernandes, Suyame Ricarte, a unidade possui importância estratégica na rede pública de saúde do Estado, atendendo, em sua maioria, crianças e adolescentes procedentes do interior do Rio Grande do Norte. Ela lembra que o HMAF está inserido no plano de contingência do Estado como o hospital referência para covid-19.

“Somos o único hospital do Estado que é referência em pediatria da rede estadual e dá suporte para todos os municípios, desde os casos mais graves ao mais simples. Atendemos ambulatorial com algumas especialidades, como cirurgia pediátrica, cardiologia, otorrinolaringolosgia, fonoaudiologia, nutrição, gastroendocrinologia no Programa Estadual de Alergia a Proteína do Leite de Vaca (APLV).  Fazemos distribuição das fórmulas para pacientes do programa de APLV. Não vejo o RN sem o Maria Alice para essas crianças”, aponta a diretora.

Entre 2020 e 2021, contando com a pandemia de coronavírus, a unidade foi a única unidade de referência para crianças até 14 anos com suspeita ou confirmação da covid-19. Além disso, o hospital fez, entre procedimentos eletivos e de urgência, 3.127 cirurgias entre 2020 e 2021. Dessas, cerca de 700 cirurgias eletivas foram feitas através do programa “Mais Cirurgias, Mais Saúde”.

A unidade possui 32 leitos de internamento em enfermaria clínica, sendo destes 17 destinados para tratamento de doenças  infectocontagiosas especialmente a covid-19. Alem da enfermaria cirúrgica com 14 leitos, 03 de saúde mental e 10 leitos de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP) sendo 03 isolamentos para sintomáticos respiratórios (covid) e 07 UTI geral. Foram atendidos, desde o início da pandemia, 1.787 crianças com entrada no hospital por suspeita de covid-19. 

O Hospital, atualmente, conta com uma equipe multidisciplinar de 640 profissionais entre efetivos e terceirizados, treinados para oferecer uma assistência humanizada aos pacientes pediátricos em clínica médica e cirúrgica.

“Nem todos os hospitais municipais dos interiores tem o pediatra. Às vezes tem um clínico, que atende criança e adulto, e muitas vezes precisa desse olhar diferenciado para atender as crianças. Nisso, muitos são transferidos para o Maria Alice”, cita.

Entre os atendimentos, a unidade oferece diariamente atendimento ambulatorial em cirurgia pediátrica, cardiologia, otorrinolaringologia, fonoaudiologia,  gastroenterologista (Programa de Alergia ao Leite de Vaca) e nutrição. Também dispõe dos serviços de Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Psicologia, Suporte Nutricional e Dietético, Odontologia Hospitalar, Enfermagem, Serviço Social, Assistência Farmacêutica, Parecer Técnico, entre outros. Possui também os serviços de apoio ao diagnóstico como Radiologia, Ultrassonografia, Hemoterapia, Laboratório de Análises Clínicas e Microbiologia.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte