Maria, entre o divino e o humano

Publicação: 2019-03-08 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Tádzio França
Repórter

Uma das figuras mais populares do cristianismo católico, Maria, a mãe de Jesus, ainda é uma personagem com muitas histórias a serem contadas. O escritor Júlio Hernesto Ramezoni foi à procura de outras leituras e evangelhos para escrever o livro “A Virgem Maria, Mulher Mãe Entre o Divino e o Humano”, que será lançado nesta sexta-feira, às 19h, no salão paroquial da Nova Catedral, Cidade Alta. O autor discute novos ângulos da vida da santa, e também levanta algumas polêmicas que envolvem sua história.

Ramezoni: pesquisa foi além das fontes já conhecidas
Ramezoni: pesquisa foi além das fontes já conhecidas

Ramezoni conta que sua pesquisa se baseou em evangelhos apócrifos, ou seja, aqueles escritos para além dos evangelhos canônicos (Mateus, Marcos, Lucas e João) que servem de base para o pensamento cristão mais conhecido. “Os textos canônicos dão margem a interpretações diferenciadas, informações incompletas e deixam muitas dúvidas no ar, inclusive aquelas que dão margem às polêmicas sobre a figura de Maria”, afirma.

O livro traz à tona fatos pouco conhecidos ou ainda enevoados, como o nascimento de Maria, com o histórico de sua vida e morte, e o mistério de seu túmulo vazio; a história de seus pais, Joaquim e Ana, antes mesmo de seu nascimento; a quase impossível fuga para o Egito, e também saber quem eram os ditos irmãos de Jesus, uma passagem que sempre gera discussões entre vertentes diferentes do cristianismo.

Segundo Ramezoni, o livro traz “revelações” que não são do conhecimento de muitos padres e pastores que não se interessam por ir além das fontes já conhecidas. “A Virgem Maria é uma figura polêmica nas igrejas. Em algumas é consagrada, e em outras é vista com reservas. A razão é que os mestres, teólogos e hermeneutas ainda estão presos aos textos canônicos”, ressalta.

Uma curiosidade sobre Maria que Ramezoni destaca está no fato de que ela é bastante respeitada e até cultuada no mundo árabe. “Jesus, Maria e José passaram algum tempo no Egito, portanto ela é citada no Alcorão com um capítulo só sobre ela”, conta. Ele também ressalta o fato de o livro ser lançado no Dia da Mulher. “Maria, em seu sofrimento, ainda é uma referência para muitas mulheres, até mesmo independente de religião”, diz.

O escritor, que tem nove livros, sendo este o seu segundo com tema religioso, conta que inicialmente estava escrevendo um livro sobre Jesus, mas que ao chegar no capítulo dedicado a Maria, foi tomado pela história da santa, e dedicou o livro todo a ela. Ele afirma que não teve receio em tocar em alguns assuntos considerados tabus pela igreja. “Não fiz um livro pra agradar nenhum lado em especial. Até porque sigo uma máxima de Jesus Cristo: ‘conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”, conclui.

Serviço:
Lançamento de “A Virgem Maria, Mulher Mãe Entre o Divino e o Humano”, de Júlio Ramezoni. Sexta, às 19h, na Nova Catedral de Natal, Cidade Alta. Preço: R$43.













continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários