Menino de 8 anos desaparece na zona Norte de Natal

Publicação: 2020-10-24 12:26:00
Cláudio Oliveira
Repórter

A dona de casa Ozenilda da Dores da Silva vive, desde a última quarta-feira (21), a dor de não saber onde está e nem o que aconteceu com seu filho de oito anos, José Carlos. Ele saiu de casa próximo ao Rio Doce, no bairro da Redinha, zona Norte de Natal, por volta das 9h para entregar um suco ao irmão mais velho que trabalha no semáforo do cruzamento da Avenida João Medeiros Filho com a Avenida Moema Tinoco, porém nunca chegou ao destino.

O percurso que João Carlos fez é conhecido por ele e pela vizinhança e nunca algo parecido aconteceu, segundo seus familiares. “Ele é conhecido por todo mundo aqui e já tinha andado por esse caminho. É perto e não tem como se perder. A gente também não tem inimigos, nada que levasse a alguém querer se vingar usando meu filho pequeno", contou a mãe do garoto, que é o sétimo entre nove filhos.

Créditos: Magnus NascimentoJosé Carlos, de 8 anos, desaparece na Zona Norte de Natal e preocupa família. Ozenilda das Dores, mãe da criança, pede ajudaJosé Carlos, de 8 anos, desaparece na Zona Norte de Natal e preocupa família. Ozenilda das Dores, mãe da criança, pede ajuda

Ela só veio sentir a falta do menino, cerca de seis horas depois, no mesmo dia à tarde, quando o filho que trabalha no sinal chegou e disse que o garoto não havia chegado ao semáforo onde trabalha. “Eu pensava que ele tinha ficado lá com o irmão, porque ele ficava, às vezes. Aí eu me desesperei e a gente saiu procurando e perguntando a todo mundo por perto, mas até hoje ninguém sabe o paradeiro dele", relatou a mulher. 

Do trabalho no semáforo, sai parte da renda da família, cujos membros não têm emprego fixo. Quando ficava por lá, José Carlos recebia doações de algumas pessoas também. “Muita gente gostava dele. É um menino bom e as pessoas davam as coisas a ele também", disse a mãe.
Boletim de Ocorrência
Depois do registro do Boletim de Ocorrência no dia seguinte, a Polícia Civil iniciou as investigações, mas como o trajeto que José Carlos teria percorrido se trata de uma área de vegetação,  sem muitas casas, comércio ou passagem de pessoas, não há registros de câmeras de segurança que possam auxiliar nas buscas.

Os últimos que disseram ter visto o garoto foram trabalhadores de uma construção que fica no caminho. Segundo a mãe de José Carlos, eles disseram que a criança passou por lá e até deram água a ele, antes que prosseguisse a viagem em direção à Avenida João Medeiros.

Créditos: Magnus NascimentoJosé Carlos, de 8 anos, desaparece na Zona Norte de Natal e preocupa família. Ozenilda das Dores, mãe da criança, pede ajudaJosé Carlos, de 8 anos, desaparece na Zona Norte de Natal e preocupa família. Ozenilda das Dores, mãe da criança, pede ajuda

Neste sábado (24), amigos e familiares realizaram novas buscas na região, mas não encontraram nenhuma pista. A Polícia também voltou ao local para buscar mais informações. José Carlos atendia pelo apelido de “Barbeiro" e no momento em que despareceu usava camiseta de abadá colorida, sandália de dedo (estilo havaianas) e bermuda laranja.

“Como mãe quero pensar que ele está vivo, mas só Deus sabe. Às vezes, penso que o pior aconteceu mas continuo buscando e quero meu filho vivo, ou então que seja feita justiça com quem tenha feito algum mal a ele", desabafou a mãe da criança. Ainda de acordo com a família, o menino sofre de problemas cardíacos e qualquer informação sobre o caso pode ser dada pelo telefone (84) 99610 7922.