Mercado expressivo

Publicação: 2013-12-29 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A liberação para a entrada da carne bovina in natura brasileira no mercado norte-americano, ainda não confirmada, será propulsor do crescimento da pecuária no Brasil, afirma Luiz Cláudio Paranhos, presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), maior entidade da pecuária nacional. Para ele, o Brasil colocará a pecuária brasileira em um outro patamar em termos de imagem, práticas e mercado. “A possível exportação de carne para os Estados Unidos acelerará esse processo e torna mais tangível o objetivo de dobrar a produtividade por hectare, hoje em torno de 1 UA (unidade animal) – equivalente à produção de 250 kg de carne/ano por hectare”, ressalta Paranhos.

Aftosa
Os Estados Unidos reconhecem mais estados brasileiros livres da febre aftosa. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) publicou a consulta pública para o reconhecimento de 14 estados brasileiros como áreas livres de febre aftosa com vacinação: Mato Grosso, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás,  Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo, Sergipe e Tocantins. A consulta será realizada até o dia 21 de fevereiro de 2014.

Alimento 
Nos Estados Unidos, um grupo de Senadores propôs recentemente  eliminar o uso de milho na produção de etanol, mas mantendo outros aspectos da Lei de biocombustíveis intactos. A justificativa é de que a Lei atual, que demanda milho, eleva os custos de alimentos e rações animais, além de causar danos para o meio ambiente. Há uma reação de estados agrícolas, que apoiam o programa Padrão de Combustível Renovável (RFS), que requer o aumento do volume de etanol feito com grãos, entre eles o milho, nas misturas de combustíveis para transportes.

Tecnologia    
No sertão do Ceará, castigado pela seca, a produção de leite bovino saltou de 320 litros/mês para 1.017 litros/mês. Vem acontecendo em 96 pequenas propriedades rurais de Quixeramobim, Morada Nova e Barreira, onde foi implantado  o programa Balde Cheio, iniciado em 2011 pelo Sebrae-Ceará com o apoio da Faec e do Senar e os produtores. Por meio de uma solução simples de silagem - uma técnica de produção de volumosos que se revelou ideal para a região do semiárido.

Manual técnico
O IBGE lança a terceira edição do Manual Técnico de Uso da Terra. É uma obra de referência para mapeamento da cobertura e uso da terra e para análises da dinâmica da ocupação e uso do território do Brasil. Destinado à comunidade técnica e acadêmica, aos órgãos de pesquisa e interessados no tema em geral, o manual oferece normas para a produção e armazenamento de informações em banco de dados. A obra está disponível em formato PDF no portal da instituição e também em CD-ROM.

Pecuária 
O engenheiro agrônomo potiguar Rodrigo Coutinho Madruga teve o seu nome indicado pela Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ) para integrar a Comissão da raça Sindi do Conselho Deliberativo Técnico da ABCZ, com sede em Uberaba/MG. Rodrigo já dirige há algum tempo o escritório técnico da ABCZ no RN e integra o colegiado de juízes daquela associação.

1 - O Ministério do Desen-volvimento Social e Combate à Fome (MDS) vai investir, até agosto de 2015, R$ 24,9 milhões para incentivar a produção e o consumo de leite no RN, através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), cerca de 30% a mais de recursos em relação à parceria anterior. Somada a contrapartida do estado, ao todo serão investidos R$ 31,4 milhões.

2 - De acordo com projeções do IBGE, a produção de leite no Brasil deve aumentar 5% em 2014. Se confirmado o aumento, a produção deve chegar a 36,75 bilhões de litros em um ano. Em 2013, a produção leiteira foi de 35 bilhões de litros, sendo 35% a mais que os 26 bilhões contabilizados em 2007.

3 - O alto valor pago pelo produto neste ano deve motivar os criadores de gado leiteiro a investirem na expansão dos negócios. A previsão para o próximo ano é que os preços continuem em alta. A redução nas importações do leite e seus derivados, devido o aumento do dólar que encarece as compras internacionais, será responsável pela valorização, segundo os analistas.

Cadastro
O Ministério do Meio Ambiente deverá publicar, nos próximos dias,  a portaria que regulamentará o Cadastro Ambiental Rural (CAR). As regras de como os proprietários rurais devem fazer o registro eletrônico obrigatório dos remanescentes florestais de suas terras estão prontas há seis meses e aguardavam apenas que o sistema nacional pudesse entrar em funcionamento.
  
Cautela
Depois de mais um ano de grande crescimento, o agronegócio brasileiro tem visto 2014 como um período que pede cautela. É o que o afirma Eduardo Daher, diretor executivo da Andef – Associação Nacional de Defesa Vegetal. Ele destaca que será um ano movido por grandes desafios e expectativas e aponta que, mesmo com alguns cenários negativos percebidos recentemente na área agrícola, como no caso do algodão, ainda há muita confiança em outras commodities, como a soja, que continuará indo muito bem.
  
Desejos
Aos leitores da coluna ABRINDO A PORTEIRA, os desejos de um Ano Novo cheio de conquistas e esperanças concretizadas. Que as chuvas possam chegar na medida certa em 2014, contribuindo para recuperar as perdas dos anos anteriores, na agricultura  e na pecuária.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários