Cookie Consent
Esportes
Meta é gerar R$ 100 mil por jogo com Ingresso Social
Publicado: 00:01:00 - 26/05/2022 Atualizado: 22:25:34 - 25/05/2022
ABC e América ganharam um aliado de peso na busca pelo acesso dentro do Brasileirão, de mãos dadas com a Fecomércio, que resolveu entrar no sentido de fazer a diferença na campanha de erguimento do futebol potiguar, as entidades lançaram o projeto Ingresso Social, com o qual os comerciantes interessados poderão adquirir ingressos das partidas dos clubes na competição nacional a um valor reduzido e distribuir entre colaboradores e o público de um modo geral.

Divulgação
Projeto Ingresso Social vai permitir ao comerciante veicular sua marca nos espaços dos clubes

Projeto Ingresso Social vai permitir ao comerciante veicular sua marca nos espaços dos clubes


"O Ingresso Social será uma oportunidade para os torcedores natalenses e está respaldado na adesão da Fecomércio, na pessoa de Marcelo Queiroz, que abriu as portas para conhecer o projeto que visa beneficiar os clubes e os comerciantes de um modo geral. Eles podem participar tanto através de retorno de imagem, expondo placas nas mídias dos clubes ou apenas mesmo na aquisição do ingresso que terá preços mais baixos para esse investidor. Espero que todos aproveitem essa grande oportunidade", destacou o idealizador do projeto  Beto Cabral.

A intenção da dupla do futebol é conseguir colocar em torno de 5 mil torcedores com ingresso social por partida daqui em diante, na visão do diretor de marketing do ABC, Roberto Medeiros, essa quantia além de povoar mais os espaços de arquibancadas, seriam capaz de garantir R$ 100 mil a mais na conta do clube.

“O grande segredo desse projeto que vem sendo desenvolvido por Beto Cabral é que o comerciante pode comprar o ingresso, fazer sua própria campanha de marketing ou projeto social, distribuir com quem desejar e ainda terá o direito de ter sua marca divulgada nas propriedades pertencentes a ABC e América. Será uma boa vantagem para os comerciantes”, destacou Medeiros. 

Para ser mais enfático, Roberto Medeiros tratou de dar um exemplo concreto, lembrando que uma placa situada na arquibancada do Frasqueirão custa em torno de R$ 2,5 mil ao patrocinador. Então o comerciante que comprar esse valor de ingressos sociais terá o direito de expor sua marca nestes locais.

“Na verdade o comerciante ganha duas vezes. Primeiro adquirindo o ingresso com um valor reduzido e esse dinheiro investido ainda dará direito a ele expor sua marca nas dependências do Frasqueirão, no centro de treinamento e por aí vai. Os clubes vão ganhar com uma maior presença dos torcedores nos estádios”, explicou.

O diretor de marketing abecedista não acredita que a ação vá se chocar de frente com os interesses do programa de sócio-torcedor. Roberto Medeiros explicou que mesmo se a média de público apenas com os sócios girasse em torno de dez mil pessoas, o estádio abecedista ainda teria capacidade de receber mais cinco mil torcedores beneficiados pelo programa de Ingresso Social.

O vice-presidente da Fecomércio RN, Luiz Lacerda, participou do lançamento da campanha Ingresso Social, reforçando que o objetivo da iniciativa é dar maior visibilidade ao futebol potiguar e apoiar a valorização do esporte no Rio Grande do Norte.

“Acreditamos que mais do que proporcionar qualidade de vida e lazer para a sociedade, o Sistema Fecomércio entende que o esporte é capaz de unir esforços em torno de uma causa maior. Estamos juntos, ao lado do ABC e América, entrando em campo pela valorização do futebol potiguar, da economia e do comércio”, afirmou Luiz Lacerda.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte