Metade dos deputados ainda não chegou à Assembleia Legislativa

Publicação: 2018-01-11 12:35:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Assembleia Legislativa ainda não tem quórum para iniciar as deliberações a respeito da convocação extraordinária feita pelo Governo do Estado. Até o início da tarde desta quinta-feira (11), metade dos parlamentares estava dentro do palácio José Augusto, sede do Poder Legislativo.
Servidores abordaram o deputado Raimundo Fernandes para impedir a entrada na ALRN
Servidores abordaram o deputado Raimundo Fernandes para impedir a entrada na ALRN

Com a manifestação em torno do Palácio José Augusto, o acesso dos parlamentares ficou prejudicado e alguns chegaram a ser hostilizados pelos manifestantes. Os servidores que protestam derrubaram o cerco à Casa e, com isso, a Polícia Militar teve dificuldades para garantir a entrada dos deputados.

Até as 12h30, estavam na Assembleia somente os deputados Ezequiel Ferreira (PSDB), Gustavo Carvalho (PSDB), Dison Lisboa (PSD), Ricardo Motta (PSB), Fernando Mineiro (PT), José Adécio (DEM), Márcia Maia (PSDB), Tomba Farias (PSB), Raimundo Fernandes (PSDB), Hermano Morais (PMDB), José Dias (PSDB), Larissa Rosado (PSB).

Pelo cronograma, os deputados deverão analisar as propostas em reunião fechada e, em seguida, decidirão em plenário se acatam a convocação extraordinária. Depois disso, caso o chamado seja aceito, os deputados decidem sobre o trâmite das matérias, que devem passar pela análise das comissões. Os projetos, no entanto, podem tramitar em regime de urgência, com parecer oral no próprio plenário. Para isso, porém, é necessária a anuência dos líderes partidários.

Para o início da deliberação das matérias em plenário é necessário quórum de maioria simples, com 13 parlamentares.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários