Ministro anuncia construção de novos aeroportos em Caicó e Mossoró

Publicação: 2014-02-11 12:44:00 | Comentários: 3
A+ A-
O ministro da Secretaria Nacional de Aeroportos, Moreira Franco, anunciou a construção de dois novos aeroportos no Rio Grande do Norte, um em Caicó e outro em Mossoró. O anúncio foi feito durante encontro com o presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves, em que foi apresentado um relatório da Secretaria Nacional de Aviação Civil sobre a situação dos aeroportos dessas cidades.

Segundo Franco, no total, serão investidos R$ 218,2 milhoes, dentro do Programa de Aviação Regional do Rio Grande do Norte. O consórcio Progen-Planway já foi contratado para desenvolver os projetos de viabilidade técnica, estudo preliminar, anteprojeto, ensaios e sondagens, projeto executivo de fundações e analise de projetos executivos.Outro consórcio, Cartografia Aeroportuária, contratado em novembro do ano passado, está fazendo o levantamento topográfico. A consultoria para o licenciamento ambiental está em fase de contratação, segundo o secretário de aeroportos, e será realizado pela empresa Bioma Consultoria Ambiental Ltda.

A localização dos novos aeroportos já foi discutida pelo Secretário de Aeroportos com a secretária Kátia Pinto e Yure Tasso Duarte, da Secretaria de Infraestrutura do Rio Grande do Norte. No caso de Caicó a ampliação da pista de mil metros e elevação da categoria do atual aeroporto estão inviabilizados pela penitenciária Pereirão e uma torre do estádio Marizão.  A Secretaria Nacional de Aviação Civil aguarda o estudo de viabilidade técnica e o plano básico de zoneamento. O estudo técnico para a construção de um novo aeroporto na cidade está previsto para o fim deste mês.

Já em Mossoró, segundo o ministro, a situação do aeroporto Dix-sept Rosado é mais complicada. De acordo com o relatório apresentado, com as irregularidade, o atual aeroporto seria rebaixado e o comprimento da pista de 2 mil metros sofreria uma redução de 560 metros. O Comando Aéreo Regional (Comaer) constatou 71 obstáculos, não oferecendo condições para ampliação.

De acordo com o cronograma, entre abril e junho deste ano, serão feitas as prospecções para a definição dos novos locais. Os estudos técnicos definitivos serão apresentados entre agosto e outubro. Em dezembro deverá sair o estudo preliminar e as licitações, dependendo das desapropriações e licenciamento ambiental, serão realizadas entre janeiro e abril de 2015.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • louzada.cl

    Um aeroporto regional moderno e seguro precisa de uma pista de pouso e decolagem de 1.700m por 30m de largura e resistência do piso asfáltico para suportar aeronave de 29mil quilos, ou seja, a nova geração de Turboélices de 70 lugares, rápidos, confortáveis, nível baixo de ruído na cabine de passageiros e adequado as cidades médias. Estação de passageiros e outros itens também fazem parte da infraestrutura, mas essas modernas aeronaves de 70 lugares não conseguem mais pousar em aeroportos com pistas menores. Vamos torcer para o novo aeroporto já nascer adequado a essa realidade! Saudações.

  • pjcgurgel

    Melhor seria investir em ferrovias.Se existem aeroportos ,que sejam feitos pequenos ajustes.Acho até que este aeroporto de S.G.do Amarantes foi desnecessário.O Augusto Severo cumpre muito bem a sua função.

  • mauricyterra

    A senhora presidente num determinado momento prometeu construir mais de 800 aeroportos regionais em todo Brasil. Até o momento não fez nenhum. Em Mossoró, no aeroporto atual não se consegue manter uma linha aérea regular, muito provavelmente em função da baixa utilização, por não ser rentável. Agora falam em fazer um novo aeroporto!!!! Haja dinheiro para esse governo gastar! Não temos saúde, não temos educação, não temos segurança. Será que o transporte aéreo é prioritário?????? Lembro que essa não era uma solicitações nos protestos de junho passado.