Morre Gordon Banks, autor da maior defesa do futebol e campeão mundial em 1966

Publicação: 2019-02-12 08:47:00 | Comentários: 0
A+ A-
Gordon Banks, campeão do mundo pela Inglaterra em 1966, morreu nesta terça-feira. O ex-goleiro é conhecido por ter feito aquela que é considerada a maior defesa da história do futebol, em lance protagonizado ao impedir um gol de cabeça de Pelé, na Copa de 1970. Sem especificar as causas da morte, o Stoke City, clube que defendeu entre 1967 a 1972, confirmou a informação: "Nós estamos devastados em perdê-lo, mas temos tantas boas memórias e não poderíamos ter mais orgulho dele."

Gordon Banks, goleiro da seleção inglesa, realizou uma defesa na cabeça de Pelé na 1ª fase do Mundial de 70, no México
Gordon Banks, goleiro da seleção inglesa, realizou defesa na cabeçada de Pelé na 1ª fase do Mundial de 70, no México

Banks estava com 81 anos. O goleiro foi titular em todos os jogos da única conquista de Copa do Mundo da Inglaterra, em 1966 o que incluiu a final contra a então Alemanha Ocidental, vencida por 4 a 2, na prorrogação. Já em 1970, a equipe não foi além das quartas de final, quando caiu para os alemães ocidentais - o jogo da defesa histórica no cabeceio de Pelé foi válido pela fase de grupos e terminou com vitória brasileira por 1 a 0, graças a um gol de Jairzinho.

No total, Banks disputou 73 jogos por sua seleção nacional, o que incluiu, também, a participação na Eurocopa de 1968. Um dos maiores nomes da história da sua posição ao lado de lendas como Yashin e Zoff, Banks foi eleito o melhor goleiro do ano em seis oportunidades pela Fifa.

Banks e Pelé durante reencontro, anos décadas depois da grande defesa do arqueiro inglês
Banks e Pelé durante reencontro, anos décadas depois da grande defesa do arqueiro inglês

Ele defendeu o Chetersfied, o Leicester e o Stoke na sua carreira na Inglaterra, tendo sido campeão da Copa da Liga Inglesa em duas oportunidades, em 1964 e 1972. Sua carreira, porém, foi atrapalhada por um acidente de carro em 1972, que lhe tirou a visão de um dos olhos. Fora do futebol inglês, teve passagens por Cleveland Stokers e Fort Lauderdale Strikers, ambos nos Estados Unidos, o Hellenic, na África do Sul, e o St Patrick's Athletic, na Irlanda.

Em 2015, foi revelado que Banks realizava tratamento contra câncer renal. Apesar disso, a causa da sua morte não foi detalhada pelo Stoke. "É com grande tristeza que anunciamos que Gordon faleceu tranquilamente durante a noite", afirmou o Stoke.

Estadão Conteúdo
















continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários