Morre Ruth Escobar, artista que mudou a rota do teatro

Publicação: 2017-10-06 00:21:00 | Comentários: 0
A+ A-
Morreu na  aos 81 anos, a atriz e produtora cultural Ruth Escobar. Ela sofria de Alzheimer e estava internada no Hospital 9 de Julho, em São Paulo. O velório começou ainda na tarde de ontem (5), no teatro que leva o seu nome. 

Morre Ruth Escobar, artista que mudou a rota do teatro

Demolir parte de seu teatro, criando um vão livre de 20 m de altura, foi uma das medidas tomadas para que Ruth colocasse o Brasil no mapa da vanguarda teatral do mundo. O feito realizado em 1969, com a estreia de O Balcão, dirigido pelo argentino Victor Garcia, rendeu elogios do próprio autor, o francês Jean Genet, que a considerou a melhor montagem de seu texto. Sobre o legado de Ruth ao teatro, o ator Juca de Oliveira diz: "Ela nos lançou à modernidade, dentro e fora dos palcos."

A carreira da protagonista de mais de 30 espetáculos não se restringiu apenas no teatro e alargou-se pela produção cultural e pelo ativismo político. Em 1951, a portuguesa aportou no Brasil e no fim da década foi estudar interpretação na França, ao lado do marido, o filósofo, dramaturgo e poeta Carlos Henrique Escobar. Quando retorna, cria o Novo Teatro, companhia que estreou com a peça Mãe Coragem e Seus Filhos, de Brecht, em 1960, um fracasso de bilheteria.

Nada disso tirou o ânimo da artista, que brilhou ainda mais em 1964, com a criação do Teatro Ruth Escobar, palco de resistência que abrigou as memoráveis peças A Ópera dos Três Vinténs, também de Brecht, e Roda Viva (1968), de Chico Buarque, em plena ditadura. Nesta última, o Comando de Caça aos Comunistas (CCC) invadiu o teatro, destruiu equipamentos e agrediu os artistas, entre eles Marília Pêra, que dividiu a cela da prisão com Ruth. (Ag Estado).

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários