Morte e vida em três atos

Publicação: 2020-01-10 00:00:00
A+ A-
O espetáculo “A tragédia mais insignificante do mundo” será apresentado neste sábado, às 20h, na Casa da Ribeira. A peça da companhia Teatro das Cabras é uma obra sobre o despertar da violência. De um crime banal, surge o drama. É exibida no palco a cena de um crime violento. Acima disto, impõe-se a figura da Perita, uma personagem que busca compreender passado, presente e supõe o futuro, a partir do que lhe é dado. A direção é de Heloísa Sousa.

Créditos: Carol MacedoUma perita criminal investiga a morte de três cabrasUma perita criminal investiga a morte de três cabras
Uma perita criminal investiga a morte de três cabras

“A Tragédia” conta a história de uma perita criminal que busca compreender o assassinato de três cabras. Em três atos, a personagem principal realiza uma dissecação teatral sobre o que motivou esse crime. No palco estão Fernanda Cunha e Thuyza Fagundes. A produtora BEX compôs a trilha sonora, cheia de ambiências eletrônicas, soturnas e melódicas.

A peça nasceu a partir de um estudo sobre a vida e a morte das mulheres na obra trágica de Shakespeare, mas ganhou outro rumo. O grupo tem o desejo de criar um teatro alucinado, explorando seus limites estéticos e cruzando experimentações em diferentes linguagens artísticas. O Teatro das Cabras propõe uma cena contemporânea pensada por mulheres, a partir de obras que evidenciam e discutem a realidade, tensionada por uma dramaturgia de sobreposições, vozes e forte elaboração imagética.

Serviço:
A Tragédia Mais Insignificante do Mundo. Sábado, às 20h, na Casa da Ribeira. Entrada: R$40 (inteira) e R$20 (meia).






Deixe seu comentário!

Comentários