Mostra de Cinema de Gostoso conta com oficinas, palestras e qualificação

Publicação: 2019-11-10 14:43:00
A+ A-
Yuno Silva
Repórter

Debates, cursos, palestras, seminários, encontros, contatos e possibilidades de novas parcerias audiovisuais. A programação da Mostra de Cinema de Gostoso extrapola as exibições de curtas e longas metragens em escolas, no auditório do centro de cultura e na sala principal instalada à beira mar, e se espraia com atividades de formação de plateia, qualificação e interações planejadas para atingir todos os públicos a partir dos 6 anos.

Exibições com audiodescrição e acessibilidade em libras, mostras infantil, panorama e competitiva integram a agenda de 40 filmes que movimenta São Miguel do Gostoso, litoral norte do RN, até a próxima terça-feira (12).
Créditos: Yuno SilvaFilmes são exibidos na praiaFilmes são exibidos na praia

Filmes são exibidos na praia

Distante cerca de 100km de Natal, os interessados na combinação cinema, sol e mar ainda podem pegar as sessões deste domingo (10) em São Miguel do Gostoso: a BR-101 Norte sentido Touros está bem sinalizada e em boas condições, e o acesso até Gostoso passou por recente recuperação. No programa principal dessa noite na Praia do Maceió serão exibidos o documentário "Sete Anos em Maio" (MG) e o longa de ficção "Vermelha" (GO).

Mas a Mostra vai além das atrações na tela: há todo um trabalho realizado junto à comunidade local que rende oportunidades na área audiovisual como a produção de filmes e profissionalização. Desde a primeira edição, os jovens de Gostoso que participam das oficinas de formação cinematográfica já produziram 19 curtas sob a assinatura do Coletivo Nós do Audiovisual. O grupo também colabora em todo o processo de organização do festival, da curadoria à produção executiva.

Sala lotada


O filme "Bacurau", longa de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles premiado em Cannes (França) que foi gravado no município de Parelhas (RN)  fechou as projeções na noite de sábado (9). O diretor Juliano Dornelles marcou presença no festival e falou ao público - que ocupou todas as espreguiçadeiras da sala e ainda se acomodou na areia nas laterais - sobre a emoção de exibir pela segunda vez o filme ao ar livre no Rio Grande do Norte.
Créditos: Yuno SilvaJuliano Dornelles, diretor de Bacurau, participa da programação do festivalJuliano Dornelles, diretor de Bacurau, participa da programação do festival

Juliano Dornelles, diretor de Bacurau, participa da programação do festival

Durante o debate desta manhã na Pousada dos Ponteiros, Dornelles lembrou da convivência com os moradores da comunidade de Barra, em Parelhas, e contou que foram semanas de tantas emoções que a equipe de produção mereceu até a celebração de uma missa: "Não chovia na região há sete anos, e como durante as filmagens caíram tempestades disseram que nós (do filme) tínhamos trazido aquela chuva", disse o cineasta.

Dornelles revelou ainda que uma das "chaves" para entender o filme está no museu. "Não economizamos nos temas, trabalhamos dez anos nesse roteiro, e é sempre bom jogar em casa: as reações mais entusiasmadas que vimos do público são sempre aqui pelo Nordeste", comemorou o pernambucano.
 
Os filmes da Mostra Competitiva concorrem ao Troféu Luís da Câmara Cascudo, concedido pelo voto popular ao melhor curta e longa-metragem. Também será concedido o Prêmio da Imprensa, a partir da votação de jornalistas e críticos de cinema presentes na Mostra.
 
A 6ª Mostra de Cinema de Gostoso é uma realização da Heco Produções, do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC) e da Guajirú Produções, com apoio da  Prefeitura Municipal de São Miguel do Gostoso.

Mais informações e programação completa no site www.mostradecinemadegostoso.com.br




Deixe seu comentário!

Comentários