Mudança na rua João Pessoa causa descontentamentos

Publicação: 2010-07-31 00:00:00 | Comentários: 3
A+ A-
A mudança no trânsito de um trecho da rua João Pessoa, paralelo à Praça André de Albuquerque, provocou insatisfações aos moradores daquela quadra, na Cidade Alta. “Fizeram tudo sem fazer qualquer consulta”, reclama Rose Santos, que prepara um abaixo-assinado contra a medida, o trancamento do acesso à esquerda pela rua João Pessoa, a partir da rua Padre João Manoel, para quem vem da Ribeira.

Alteração no trânsito da rua João Pessoa foi necessária para implantação de um boxe de informaçãoDesde anteontem, quem entra à direta na rua João Pessoa, segue adiante uns 20 metros e entra à esquerda, em frente à 1ª Delegacia de Polícia, pela rua Rodoval Cabral, onde era permitido, anteriormente, o fluxo no sentido contrário para quem vinha pela rua Santo Antônio e passava em frente à Igreja do Galo.

O taxista Manoel Tomaz de Oliveira diz que a mudança é muito pouca e que logo os motoristas vão se acostumar. “Acho que só estão faltando alguns guardas para orientarem o trânsito, enquanto o pessoal pega o costume”.

Na próxima semana técnicos da Secretaria de Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde) e da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), se reúnem no auditório da Secretaria de Turismo com os moradores do largo da praça André de Albuquerque para detalhar as mudanças que estão sendo feitas naquela área, em decorrência da construção de um boxe de informação turística e da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

O secretário adjunto da Secretaria de Turismo de Natal, Sandro Pacheco Magalhães, explica que a construção do boxe de turismo ao lado da praça André de Albuquerque e a mudança no fluxo de trânsito não vão demandar problemas na área, mesmo com a inversão do tráfego pela rua Rodoval Cabral ao lado da igreja Santo Antônio, porque os veículos podem retornar para o Centro pegando a rua Santo Antônio e contornando a catedral até chegar à rua Ulisses Caldas.

Para o secretário adjunto Sandro Magalhães serão realizadas melhorias no Centro sem causar nenhum transtorno aos moradores daquela região, ao contrário vai trazer benefícios, porque no boxe turístico vai funcionar também um posto policial 24 horas. Outro detalhe é que os ônibus que fazem city tour com os turistas vindos da Ribeira vão poder agora ter acesso pela rua Expedito Rodoval Cabral, levando os turistas para visitar a igreja do Galo e o Palácio Episcopal.

A construção do boxe turístico na praça André de Albuquerque faz parte de um pacto de recursos destinados pelo Ministério do Turismo no valor de R$ 530 mil que prevê a construção de outro boxe turístico na Redinha e em Ponta Negra, além da aquisição de duas vans que funcionarão como boxe turístico itinerantes, percorrendo os pontos de atração turística da capital.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • chateau.briand

    Tem alguem querendo aparecer prejudicando a população; e porque não fazem essa construção na prórpria praça?

  • cgpetrovich

    Estou indignado com esta situação. Deveria procurar outro lugar,no caso à calçada do Memorial Câmara Cascudo, que está abandonado que no momento está servido para cheiradores de cola, maconheiro e outros meliantes. Este projeto da competente prefeita-borboleta iria ocupar toda aquela área. Mas como está sendo publicado,divulgado e elaborado, será só construído um boxe turístico e posto policial . Será que espaço existente em frente ao Memorial Cascudo não poderia ser utilizado para esse fim.

  • cpinheirorosa

    eu acho que a prefeita deveria em primeiro lugar sanar os problemas dos esgotos jorrando em nossas praias urbanas, na cara dos turistas, ao invéz de inventar moda, gastando milhares de reais, com box turisticos que sabemos que ficarão, na maior parte do tempo, fechados e sem ninguem para tomar conta.