Muriel defende pênaltis e Fluminense é campeão da taça rio

Publicação: 2020-07-09 00:00:00
A+ A-
O Fluminense conseguiu adiar a definição do campeão carioca de 2020. Nesta quarta-feira, em uma atuação marcada pela garra e aplicação tática diante do favoritismo do rival, derrotou o Flamengo na disputa de pênaltis por 3 a 2, após empate por 1 a 1, no Maracanã, para vencer a Taça Rio.

Créditos: Lucas MerçonO goleiro Muriel acabou sendo o grande destaque da conquista, defendendo duas penalidadesO goleiro Muriel acabou sendo o grande destaque da conquista, defendendo duas penalidades


O goleiro Muriel foi o principal herói da conquista ao defender as cobranças de pênalti de Willian Arão e Rafinha, que executou a última cobrança da disputa decisiva, e ainda viu Léo Pereira chutar outra para fora. Assim, ofuscou até Diego Alves, que defendeu as cobranças de Dodi e Michel Araujo. Na disputa, Nenê, Hudson e Fernando Pacheco converteram para o Fluminense, enquanto só Gabriel, Pedro acertaram cobranças para o Flamengo.

Agora, então, a definição do campeão estadual se dará em mais dois jogos contra o Flamengo, pois o time rubro-negro faturou a Taça Guanabara. As partidas vão ser disputadas nos dois próximos domingos.

No tempo regulamentar, a forte marcação e a luta do Fluminense praticamente pararam o ataque do Flamengo, que teve atuação irregular. Foi superior no primeiro tempo, quando Gilberto abriu o placar em cabeceio. Mas não resistiu na etapa final, especialmente após os 30 minutos, quando foi encurralado, e viu Pedro, formado pelo clube das Laranjeiras, igualar o placar. E o time rubro-negro esteve perto, inclusive, de garantir o título antes da disputa de pênaltis, em oportunidades com Bruno Henrique.

O clima da conquista foi, porém, bem diferente ao de qualquer título recente do Fluminense. Afinal, o Fla-Flu, sempre um clássico marcante, foi disputado com o Maracanã vazio, em função das medidas restritivas para evitar a propagação do coronavírus. E com polêmicas extracampo que deixaram a disputa em segundo plano nos últimos dias.

O suspense envolvendo a decisão da Taça Rio começou bem antes do apito inicial. Afinal, o Fluminense teria o direito de transmitir o jogo, por ser o mandante e após receber o aval da Rede Globo. Mas o Flamengo chegou a obter decisão do TJD-RJ que também o permitiria exibir a final, algo que foi revertido apenas momentos antes do clássico pelo STJD.

Recorde
A transmissão da final da Taça Rio entre Fluminense e Flamengo, nesta quarta-feira, no Maracanã, estabeleceu um novo recorde de audiência para um jogo exibido pela internet no Brasil. No fim do primeiro tempo da decisão, vencida pelo time tricolor na disputa de pênaltis, o seu canal no YouTube, a FluTV, tinha 2,826 milhões de acessos simultâneos.

Créditos: Lucas MerçonGilberto colocou o Tricolor em vantagem, que se segurou bem na defesa até cansar na reta finalGilberto colocou o Tricolor em vantagem, que se segurou bem na defesa até cansar na reta final


Essa audiência foi aumentando nos momentos mais importantes da final: no gol de empate do Flamengo, esse número chegou a 3,235 milhões. Ao fim do tempo regulamentar, eram 3,379 milhões.

O recorde havia sido estabelecido há uma semana, durante partida entre Flamengo e Boavista, que teve 2,2 milhões de acessos simultâneos na FlaTV. O Flamengo também transmitiu o jogo no seu canal, mas sem exibir imagens da partida, após um longo imbróglio sobre quem poderia mostrar a partida. 

O suspense envolvendo a final da Taça Rio foi muito além da definição sobre o time campeão nesta quarta-feira. Após muita confusão, decisões contraditórias e declarações do comando dos dois clubes, o Fluminense foi o único a transmitir o clássico contra o Flamengo, em uma decisão que saiu apenas minutos antes do apito inicial.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) derrubou a liminar do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ), que no fim da tarde desta quarta-feira havia estabelecido mando de campo compartilhado na decisão. Com a decisão do STJD, o time tricolor foi o único mandante do jogo e, com isso, deteve os direitos de transmissão da partida.

A decisão foi do presidente da corte, Paulo César Salomão Filho, que acatou pedido do Fluminense "suspendendo os efeitos da decisão proferida pelo TJD-RJ, mantido, pois, o mando de campo, exclusivamente, em favor do Fluminense, conforme estabelecido no regulamento da competição". O Flamengo chegou a obter o direito de exibir o jogo com a decisão do TJD-RJ.


Ficha técnica
Fluminense: Muriel; Gilberto (Michel Araújo), Matheus Ferraz, Nino e Egídio; Dodi, Hudson e Yago (Yuri Lima); Nenê, Marcos Paulo (Caio Paulista) e Evanilson (Fernando Pacheco). Técnico: Odair Hellmann.

Flamengo: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Diego), Everton Ribeiro (Michael) e Arrascaeta (Pedro); Bruno Henrique (Vitinho) e Gabriel. Técnico: Jorge Jesus.