Na real tranquilidade ao pé da Pedra da Boca

Publicação: 2018-05-04 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Um local para quem busca a real tranquilidade, distante dos ruídos da cidade, próximo ao som da natureza. Um espaço para se reconectar consigo e com quem se gosta, sem sinal de celular e  tampouco wifi. Essa é a filosofia da pousada Fulô da Pedra, em Serra de São Bento, próximo à divisa com a Paraíba, de frente para a Pedra da Boca. A pousada soma novos atrativos àquela região também conhecida como Borborema potiguar.

Café da manhã tem clima e sabor de fazenda
Café da manhã tem clima e sabor de fazenda

Há duas opções de acesso, norte e sul, como explica o site da pousada, ambas pelo município de Passa e Fica. Também é oferecido serviço de traslado. Mas, uma vez instalado, a ordem é esquecer o asfalto, carros, computador, celular e televisão, e relaxar com as paisagens realmente exuberantes entrecortadas por grandes pedras e campo aberto.

“Há uma brisa constante e o silêncio da natureza, bom para tocar violão ao lado da fogueira, para conversar com o outro. Nossa proposta é promover essa energia de conexão interpessoal. Estamos ficando cada vez mais distantes uns dos outros”, diz Gil Macedo, proprietário da pousada juntamente com Anica Macedo.

Explorar a natureza é outra grande atração do local. São realizadas trilhas pela reserva ecológica da Pedra da Boca com grupos conduzidos por guias experientes. Rapel e escaladas nas rochas e desfiladeiros também estão à disposição dos hóspedes.

Entre as atividades, o local tem passeio a cavalo
Entre as atividades, o local tem passeio a cavalo

A Fulô da Pedra é bastante procurada por pessoas ligadas às artes e a movimentos holísticos,  bem como atletas e escaladores,  como conta Gil Macedo. Além dos hóspedes potiguares, que são maioria, a pousada recebe também pessoas de estados vizinhos e até mesmo do exterior.

Segundo o proprietário, a pousada costuma ficar lotada durante os fins de semana, apesar da crise atual. E a procura só aumenta com a proximidade do inverno. Portanto, recomenda-se fazer reservas com antecedência.

Sobre as acomodações, são nove chalés com nomes como Juriti, Papa Capim, Curió, Carcará, Asa Branca, Beja Fulô, Roxinó, Seu Zé e Casinha, com diárias que vão de R$160,00 (para duas pessoas) até R$280 (para quatro adultos), e ainda combinações intermediárias de acordo com o número de pessoas.

Pousada possui chalés, casarão e o alberguinho
Pousada possui chalés, casarão e o alberguinho

A casa grande adaptada, sede da pousada, tem quartos com varanda e vista para as pedras, e estão equipados com chuveiro quente, ventilador e colchões de mola.  

Alberguinho rural
Há também a opção do Alberguinho, para grupos acima de 12 pessoas, sendo cobrado R$60,00 por leito, com direito a café da manhã, roupa de cama e guarda-volumes.

Explorar a natureza em trilhas para todas as idades
Explorar a natureza em trilhas para todas as idades

A parte gastronômica tem como proposta unir a culinária sertaneja a toques gourmets. Entre os pratos do cardápio, Gil Macedo cita risoto com contra-filé no gengibre, carne no vinho e frango 'puxado no arado'. Almoço e jantar têm preço único: R$32,00 por pessoa. Há carta de vinhos.

Serviço
Pousada Fulô da Pedra. Para outras informações sobre a pousada e reservas, acesse o site.

Contatos: 84-99932 0267/   84-98804 0267/ 84-98875 1279. Email: contato@pedradaboca.com.br.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários