Política
Nível da Lagoa do Bonfim está em 49,27%
Publicado: 00:00:00 - 21/03/2021 Atualizado: 17:13:47 - 20/03/2021
Milka Moura
Repórter

A Lagoa do Bonfim, localizada no município de Nísia Floresta, levanta preocupações devido ao baixo de nível de água acumulada. A lagoa é responsável pelo abastecimento de 30 cidades potiguares, e atualmente comporta 49,27% de sua capacidade total que é de 84,268 milhões de metros cúbicos segundo a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh).

ARQUIVO/TN
Conforme monitoramento da Semarh/RN, lagoa acumula 49,27% da capacidade de armazenamento

Conforme monitoramento da Semarh/RN, lagoa acumula 49,27% da capacidade de armazenamento


Em novembro de 2020, a lagoa passou por uma perícia que apontou diminuição da água acumulada. O relatório pericial é assinado pela engenheira civilAmanda Roberta Mafra e pelos assistentes de perícia Davy Ramos, que é geólogo, e Maiza de Albuquerque, bióloga. 

A perícia aponta, entre outras causas, uma redução no nível da água após a instalação da Adutora Monsenhor Expedito. “Fundamentado em imagens de satélite e dados de monitoramento, é fato que a Lagoa do Bonfim, desde a instalação da Adutora Monsenhor Expedito, vem apresentando uma redução significativa no seu volume, de forma que os períodos de inverno não estão suprindo a necessidade de reposição hídrica do sistema. Tendo em vista o volume retirado pela CAERN e a evaporação natural, o balanço hídrico lacustre se mantém negativo nos últimos anos, comprometendo a recuperação natural deste ecossistema”, aponta o documento. 

A Adutora Monsenhor Expedito foi instalada pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) em 1998. A Caern explicou, em contato feito pela TRIBUNA DO NORTE, que a retirada da água do reservatório natural é feita através de uma captação flutuante. Segundo a companhia, existe a bateria de poços ao redor das Lagoa do Bonfim e de Boa Cica, e toda a água captada nesses pontos vai para o sistema adutor. 

Já a influência da Adutora Monsenhor Expedito no nível da água da Lagoa do Bonfim não foi comentada pela Companhia. A empresa esclareceu que realiza a captação para abastecimento humano, uso prioritário conforme a lei. “No manancial existem diversos usos em paralelo da água com captação equivalente ou superior a da utilizada para o abastecimento”, informou a Caern. 

A outra explicação para a diminuição da capacidade da lagoa, segundo o documento pericial, é a perda na capacidade de recuperação do reservatório com o passar do tempo. A preocupação com uma possível crise de falta de água em decorrência da baixa capacidade na Lagoa do Bonfim deve ser tema de audiência na Assembleia Legislativa. 

O documento pericial aponta também uma das causas do problema na lagoa, a retirada clandestina da água ao longo do sistema adutor Monsenhor Expedito. Em relação às denúncias de remoção clandestina da água, a Caern respondeu que “todas as tomadas clandestinas que chegam ao conhecimento da Caern são fiscalizadas e suprimidas. Por isso, é feito um trabalho contínuo de fiscalização.”

O estudo feito em 2020 de forma independente e não oficial, destacou que não existem condições técnicas e dados que respaldam a diminuição do nível da lagoa devido a retirada feita por moradores. 

Sobre existirem riscos de falta de água na região, a Caern disse que têm trabalhado para abastecer as 30 cidades atendidas pela Lagoa do Bonfim, porém, dependendo do período chuvoso e da prioridade que for dada ao uso da água da Lagoa, existe a possibilidade do fornecimento de água para região ser reduzido. 

Procurado pela TRIBUNA DO NORTE, o Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn) não retornou o contato até o fechamento dessa matéria. 

Abastecimento
Confira cidades bastecidas pela Lagoa do Bonfim: 
à Barcelona
à Boa Saúde
à Bom Jesus
à Campo Redondo
à Coronel Ezequiel
à Ielmo Marinho
à Jaçanã
à Japi
à Lagoa D`anta
à Lagoa de Pedras
à Lagoa de Velhos
à Lagoa Salgada
à Lajes Pintadas
à Monte Alegre
à Monte das Gameleiras
à Passa e Fica
à Rui Barbosa
à Santa Cruz
à Santa Maria 
à São Bento do Trairi
à São José de Campestre
à São Paulo do Potengi
à São Pedro
à São Tomé
à Senador Eloi de Souza 
à Serra Caiada
à Serra de São Bento
à Serrinha
à Sítio Novo 
à Tangará


















Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte