Nanquins, aquarelas e gravuras em duas mostras de arte

Publicação: 2019-11-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Nos desenhos e pinturas do artista Ramiro do Rego Barros, se aglutinam o real e imaginário, o somático e psíquico, a razão e sentimento, o fato e fantasia, a lucidez e delírio. Tudo se soma, formando um mesmo corpo a partir dos traços e cores do artista. É isso que o visitante verá na mais nova exposição individual de Ramiro, montada na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (Cidade Alta). Intitulada “Além do Olhar”, a individual fica em cartaz entre os dias 12 e 14, com entrada gratuita.

Ramiro Barros expõe produções recentes e mais antigas
Ramiro Barros expõe produções recentes e mais antigas

A exposição reúne 19 trabalhos, dentre obras coloridas, em aquarela e acrílico, e em preto e branco, em nanquim sobre papel. Segundo o artista, a mostra mescla sua produção recente e antiga, por isso o título “Além do Olhar", numa alusão direta à sua exposição anterior, “Olhares", de 2017.

Ainda de acordo com Ramiro, os trabalhos propiciam ao espectador a imersão num universo onde divergentes perspectivas se encontram e se fundem. “A ideia é reproduzir nos trabalhos figuras realistas, acessíveis ao olhar ordinário, complementadas por elementos fantásticos, surreais, que vão 'Além do Olhar' e só são captados pela visão do artista”.

Ramiro tem 39 anos e é artista autodidata. Pegou gosto pelo desenho na infância e perfeiçoou sua técnica com noções de sombra e luz dadas por sua avó que é artista plástica. Ramiro é formado em Direito, mora em Natal há nove anos, onde atua como procurador do município. Ele também é escritor, tendo lançado em 2016 o romance "Areópago".

Xilogravura e fotografia
Memória, história, mas sobretudo arquitetura em seus mínimos detalhes. Intitulada “Retro-Visões”, a exposição da artista Evana Macedo aborda justamente esses temas ao apresentar uma série de 500 impressões fotográficas, com superposição em xilogravura, sobre prédios históricos nas cidades potiguares de Acari, Currais Novos, Florânia, Natal e Picuí (PB). A individual está montada na Galeria do Sesc (Cidade Alta) e será aberta ao público na próxima quarta-feira (13), a partir das 19h, com entrada gratuita.

“Retro-Visões” é resultado do trabalho de pesquisa da artista, que aproxima sua experiência de viver em várias cidades, conhecendo sua arquitetura, memória e patrimônio material, à linguagem da fotografia e da xilogravura.

“O trabalho surgiu pela minha admiração por prédios antigos e por minhas histórias com essas cinco cidades, uni duas técnicas das quais eu gosto muito e foi a partir dai que surgiu esse trabalho”, conta a Evana Macedo. “A exposição tem o objetivo de instigar a percepção do visitante, para que o mesmo comece a reparar nos detalhes que cada prédio possui e comece a valorizar a história e o patrimônio cultural que os imóveis antigos apresentam”, explica a artista, Evana Macedo.

A individual da artista vai até o dia 15 de dezembro e encerra o calendário de 2019 da Galeria do Sesc, que neste ano realizou cinco exposições, todas selecionadas por meio do edital de ocupação da instituição. Nessas exposições, o público sempre teve à disposição a presença de um mediador em artes visuais, sendo a única galeria da cidade com esse serviço. Nos cinco anos de edital, já passaram pela galeria do Sesc cerca de 30 artistas e mais de 15 mil visitantes.

Serviço
Exposição “Além do Olhar”

De 12 a 14 de novembro

Horário de funcionamento igual ao da Assembleia - Entrada gratuita

Exposição “Retro-visões”
Galeria Sesc Cidade Alta (Rua Cel. Bezerra, 33, Cidade Alta)

Vernissage dia 13 de novembro, às 19h

Visitação até 15 de dezembro, de segunda à sexta, das 9h às 19h.

Agendamento de grupos: 3133-0360.

Entrada gratuita






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários