Número de mortes por coronavírus cresce na China

Publicação: 2020-02-14 00:00:00
A+ A-
A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que, nas últimas 24 horas, foram confirmados em laboratório 1.820 novos casos de coronavírus na China, levando o total para 46.550. Em adição, a entidade informou que mais 13.332 casos foram confirmados clinicamente na província de Hubei. Com isso, o número de pessoas infectadas pelo vírus no país asiático chegou a 59.882. Cerca de 1.360 mortes foram confirmadas.

Créditos: Erasmo SalomãoCasos passaram a ser confirmados em exames laboratoriaisCasos passaram a ser confirmados em exames laboratoriais


O volume de casos confirmados em laboratório tende a ser menor que o de confirmados clinicamente, porque exigem maior uso de recursos de exames médicos. Em  Genebra, em Suíça, representantes da Organização atribuíram o aumento à mudança no método de diagnóstico da doença.  “Em Hubei, médicos treinados podem agora classificar casos suspeitos como clinicamente confirmados baseados em exames de imagem, não por confirmação laboratorial", disse o diretor-executivo da OMS, Michael Ryan.

No restante do mundo, segundo a OMS, 447 pacientes foram diagnosticadas com coronavírus em 24 países, com duas mortes - uma nas Filipinas e outra no Japão. “Vimos aumento significativo de casos reportados na China, mas isso não traz mudança significativa na trajetória do surto", afirmou Ryan.

De acordo com o médico britânico, as mortes decorrentes da doença acontecem, predominantemente, na faixa de idade acima de 65 anos. Ele explicou que há diversos remédios sendo testados, incluindo alguns usados contra o HIV.

Em relação ao navio em quarentena na costa do Japão, a OMS afirmou que 218 passageiros foram diagnosticados com o vírus.

Morte no Japão
O Japão registrou, nesta quinta-feira a sua primeira morte coronavírus. A confirmação foi feita pelo ministro da Saúde do país, Katsunobu Kato. Trata-se de uma mulher japonesa de 80 anos. Segundo Kato, a mulher não estava a bordo do navio de cruzeiro Diamond Princess que está em quarentena no porto de Yokohama.

“A relação entre o novo coronavírus e a morte dessa pessoa está estabelecida", disse Katsunobu Kato durante uma coletiva de imprensa, adiantando que o resultado positivo do teste foi confirmado depois da morte.

No Japão, “este é o primeiro caso de morte de uma pessoa que o teste deu positivo" para o novo coronavírus, afirmou o ministro japonês.

A mulher morava em Kanagawa, perto de Tóquio, e esteve no hopital, pela primeira vez, em 22 de janeiro com sintomas de cansaço e fadiga. As condições de saúde dela foram monitoradas até que ela recebeu o diagnóstico de pneumonia e hospitalizada no dia 1° de fevereiro.

As condições respiratórias da paciente piorara e, no dia 6 de fevereiro, ela foi encaminhada a outro hospital. No dia 12, seu quadro se agravou e ela foi submetida ao teste para o novo coronavírus. O resultado positivo saiu na tarde de hoje, horas depois de sua morte. A idosa não tinha registros recentes de viagem ao exterior.

Filipinas
O óbito registrado no Japão é o segundo caso de morte por Covid-19 fora da China continental. O primeiro foi um cidadão filipino que tinha estado na província de Hubei, o epicentro do foco do novo coronavírus.