Natal atinge nota máxima em transparência pública, aponta TCE

Publicação: 2020-01-24 10:15:00 | Comentários: 0
A+ A-
Natal atingiu a nota máxima e foi considerado um município "Altamente Efetivo" no quesito transparência pública, de acordo com índice criado pelo Tribunal de Contas do Estado, que avaliou  os Portais de Transparência das Prefeituras e Câmaras Municipais do Estado do Rio Grande do Norte.
Créditos: Emanuel AmaralPalácio Felipe Camarão: Foi construído no local da antiga Intendência Municipal com o orçamento inicial de cento e vinte e oito contos, quatrocentos e noventa mil réis. Durante a sua construção foram gastos, de fato, cinco contos e duzentos mil réis.Palácio Felipe Camarão: Foi construído no local da antiga Intendência Municipal com o orçamento inicial de cento e vinte e oito contos, quatrocentos e noventa mil réis. Durante a sua construção foram gastos, de fato, cinco contos e duzentos mil réis.

A Diretoria de Assuntos Municipais (DAM), coletou dados dos 167 municípios do Estado, 97 Prefeituras e 150 Câmaras. Natal foi aprovada em todas os 22 quesitos do índice, verificado em seis dimensões, compreendendo as áreas de planejamento, contas, receitas, despesas, licitações e comunicação, sendo atribuída a cada uma delas um total de 60 pontos.

"Ficamos felizes com a colocação do município de Natal no grau máximo de transparência do TCE/RN, porque entendemos que a transparência dos órgãos públicos é o maior caminho para atrair confiança e respeito aos investidores, demonstrar a eficiência como são gastos os recursos e ao mesmo tempo exercer papel fundamental ao controle social", comemorou o controlador-geral do município, Rodrigo Quidute.

A análise foi feita levando-se em conta cada quesito atendido, a exemplo da divulgação dos instrumentos de planejamento, receitas, despesas e procedimentos licitatórios, entre outras questões, e corresponde a uma pontuação, cujo somatório dos pontos serve para classificação por faixa, a qual possui os seguintes extremos: “Altamente Efetivo” (A+), quando atingida a totalidade de 60 pontos naquela dimensão, como foi o caso de Natal, até “Baixo Nível de Adequação” (C), quando atingidos menos de 30 pontos.

"O alcance da nota máxima do TCE/RN quanto à transparência dos dados do Município, decorre do compromisso e responsabilidade da gestão em seguir o que preconiza a LRF e demais normas de âmbito Federal e Estadual. Nesse aspecto, todos os órgãos da administração direta e indireta trabalham em estrito alinhamento com as diretrizes das nossas orientações para atingirmos esse patamar", explicou o controlador.



Deixe seu comentário!

Comentários