Natal aventureira e acessível

Publicação: 2019-01-18 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Passear com os pés na areia à beira-mar é uma delícia, mas já experimentou voar ao sabor do vento, pegar uma onda, navegar  um rio, ou fazer rapel na ponte mais alta da cidade? Pois é, o verão também está aí para oferecer fortes emoções, e o segundo episódio da websérie “Bora Veranear” entrou no clima de aventura. Natal é o point dessa edição, e o passeio por suas praias mais badaladas vai mostrar que há muitas formas de sair da rotina na capital potiguar.

Apresentadora do Bora Veranear visita as praias urbanas que oferecem esportes e lazer para todos
Apresentadora do Bora Veranear visita as praias urbanas que oferecem esportes e lazer para todos

Ponta Negra é cartão postal e a praia mais badalada de Natal. É também o local onde se encontra a maioria das opções para curtir o verão à beira-mar na capital. Uma mania de verões passados que continua em alta, o stand up paddle segue firme – e de pé na prancha – com várias opções para quem deseja curtir o mar de forma mais tranquila. Os passeios náuticos em botes infláveis, como o 'disco boat', também são a opção que faz a alegria dos turistas – e nativos também.

O Bora Veranear também registrou um projeto que faz  diferença nas areias, o 'Natal Praia Inclusiva', que acontece todas as manhãs de sábado e domingo, das 8 às 12h, em Ponta Negra. O projeto permite o acesso de pessoas com deficiência, idosos e baixa mobilidade às atividades praieiras. Tem banho de mar assistido (com cadeiras anfíbias) e práticas esportivas diversas (vôlei sentado em quadra, stand up, caiaque e futebol adaptado). Todas as atividades são gratuitas. O 'Praia Inclusiva' está atrelado à Sociedade Amigos do Deficiente Físico do RN – SADEF.

Projeto Praia Inclusiva oferece banho de mar assistido (com cadeiras anfíbias) e práticas esportivas como vôlei sentado
Projeto Praia Inclusiva oferece banho de mar assistido (com cadeiras anfíbias) e práticas esportivas como vôlei sentado

Na área da Via Costeira, além dos grandes hotéis, outra cena comum da paisagem são os parapentes com suas velas coloridas cruzando o ar. Com uma estrutura semelhante a um para-quedas, o parapente é uma modalidade de vôo que pode ser livre (apenas com o vento) ou a motor (paramotor). O instrutor Diógenes da Cruz, que tem 10 anos de experiência na área, com a Caminhos do Vento, ressalta que o vôo livre só é realizado com ventos até 30 km de velocidade. “Passando disso a gente não faz, por questão se segurança. Vento muito forte não serve para isso”, diz. Segundo ele, os melhores pontos para fazer em Natal são Via Costeira e Mãe Luísa, e mais longe, Tabatinga e Pipa. O perfil dos praticantes? “Jovens e, na maioria, mulheres. Elas são mais corajosas que os homens”, ressalta. 

Para quem gosta de emoções fortes, a ponte Newton Navarro não está ali apenas para ser vista ou atravessada: pode ser escalada também. “Além da curtição, é um exercício de superação pra muita gente que tem medo de altura”, diz o instrutor Thúlio Sales, da agência de ecoturismo Eu Escolhi Trilhar. O rapel na ponte varia da altura de 35 a 70 metros, conforme o local escolhido. A escalada é feita com todo material necessário (ancoragem/corda, cadeirinha, mosquetão, freio, capacete e luva). Por baixo do escalador tem outro profissional, o “anjo”, mais uma garantia de segurança.

Na Costeira, a prática de parapente é em voo livre ou a motor. A apresentadora Anne Marjorie experimenta ao lado de instrutor
Na Costeira, a prática de parapente é em voo livre ou a motor. A apresentadora Anne Marjorie experimenta ao lado de instrutor

Quem preferir um passeio mais calmo, então o rio Potengi está lá, tranquilo, calmo e azul. A Potengi Tur realiza o passeio através de duas embarcações ao estilo catamarã. Os barcos têm serviço de bar e deck panorâmico. O passeio leva uma hora e 15 minutos, passando por diversos pontos entre o Forte dos Reis Magos, a ponte, o mangue, e a base naval Almirante Ary Parreiras. As reservas para o passeio podem ser feitas de terça a domingo. O horário do pôr do sol é o favorito do público.

Nada como uma boa refeição perto do mar. O Mangai, que é uma referência gastronômica local há anos, ganhou mais uns pontos após abrir sua filial em Ponta Negra, no ano passado. Conhecido por seu famoso buffet, na versão praieira a casa tem pratos a la carte à noite para incrementar o happy hour. Entre as opções tem filé na chapa com melado de rapadura, camarão sertanejo, espetinhos de filé mignon com queijo coalho, hambúrguer sertanejo, etc. O Bora Veranear 2019 tem patrocínio de O Boticário, Natal Card, Potiguar Turismo, Matersol, Pirangi Villas, Unimed Natal, Ster Bom, Johnny Coiffeur, e apoio da prefeitura de Natal.


Assista ao 2º episódio do #BoraVeranear:

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários