Cookie Consent
Natal
Natal ganha espaço para aulas de esportes olímpicos
Publicado: 00:00:00 - 04/12/2021 Atualizado: 23:40:16 - 04/12/2021
A Estação Cidadania Esporte Jorge Moura foi oficialmente entregue na sexta-feira (3) em cerimônia com a presença do prefeito de Natal Álvaro Dias e dos ministros João Roma, da Cidadania, e Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional. O equipamento, localizado na Rua do Baião, irá beneficiar cerca de 1.000 crianças e adolescentes, que terão aulas semanais de basquete, ginástica rítmica, judô e futsal, segundo Jódia Melo, secretária municipal de Esporte e Lazer de Natal (SEL).

Adriano Abreu
Espaço possui hoje cerca de 250 crianças cadastradas em 4 modalidades. Oferta deve crescer

Espaço possui hoje cerca de 250 crianças cadastradas em 4 modalidades. Oferta deve crescer


“Isso representa a realização de um sonho. Um espaço como esse para treinamento de modalidades olímpicas e paralímpicas em uma área em que as crianças e os adolescentes tanto precisam do esporte para transformar suas vidas em vidas que possam sonhar, que possam ter um foco na disciplina do atleta e nos valores que o esporte traz para cada ser humano”, detalha Melo.

O espaço poliesportivo tem atualmente 250 crianças e adolescentes cadastradas nas quatro modalidades. De acordo com a titular da SEL, a expectativa é de que mais modalidades sejam incorporadas para atrair mais praticantes. “A gente estima atingir 1.000 crianças. Estamos começando com quatro modalidades, no ano que vem vamos aumentar mais quatro, até atingir dez modalidades. Esse é um número que a gente consegue trabalhar bem e focar nas modalidades que são alvo aqui da população”, detalha. A tendência é de que modalidades como luta olímpica e boxe sejam incluídas no futuro.

O projeto da Estação Cidadania Esporte é oriundo de ações desenvolvidas para os Jogos Olímpicos Rio 2016. À época da realização das Olimpíadas em solo brasileiro, a capital potiguar foi classificada como cidade com potencial olímpico pelo extinto Ministério do Esporte, atualmente Secretaria Especial do Esporte, vinculada ao Ministério da Cidadania. O espaço fica localizado ao lado do Ginásio Nélio Dias, maior quadra esportiva de Natal, e é um dos 285 centros viabilizados em todo o País.

Com o sonho de disputar as Olimpíadas, a judoca Glenda Kauany, de 13 anos, moradora do bairro de Nossa Senhora da Apresentação, é uma das alunas cadastradas no novo complexo. “É muito bom ter esse espaço aqui para a gente poder praticar o esporte, aprender e também ensinar o que é o judô e passar o que o meu sensei me ensinou. Tenho o sonho de disputas as Olimpíadas, já disputei alguns torneios, mas ainda não cheguei às competições grandes que eu sonho”, disse a estudante.

Foram investidos R$ 4,2 milhões, sendo R$ 3,2 milhões do Governo Federal, e R$ 986 mil de contrapartida da Prefeitura de Natal. “É um espaço novo, grande, que se abre para o esporte. Duas grandes quadras, que podem ser utilizadas como quatro quadras porque o espaço é enorme, bem equipado, moderno, estilizado e realmente atende as necessidades de vários esportes. Todos os esportes que são praticados em quadra podem ser praticados aqui”, disse o prefeito Álvaro Dias durante a solenidade de inauguração.

A Estação Cidadania Esporte recebeu o nome do professor Jorge Moura, falecido no ano passado aos 74 anos, um dos principais nomes do vôlei potiguar. O espaço conta com 3,5 mil metros quadrados de área, quatro quadras, uma academia, quatro salas de aula, enfermaria, acessibilidade e capacidade para funcionamento 24 horas. Há também arquibancadas móveis para até 90 pessoas. Em agosto do ano passado, a estrutura física chegou a ser entregue, mas não houve cerimônia nem a presença das crianças que utilizarão o espaço a partir de segunda-feira (6).

O evento que a prefeitura chamou de “inauguração oficial” registrou também a presença dos vereadores Nivaldo Bacurau, Aroldo Alves e Luciano Nascimento; da deputada estadual Eudiane Macedo; e do deputado federal João Maia, além do prefeito Álvaro Dias e dos ministros João Roma e Rogério Marinho. As autoridades acompanharam apresentações de ginástica rítmica antes de discursarem aos presentes.

Para a técnica de basquete Jaísa Lopes, a estrutura desempenha uma função social, além da formação de atletas. “São crianças que passam muito tempo livre e a gente sabe, como diz aquele ditado, mente vazia é oficina do diabo. O esporte é uma oportunidade para as crianças experimentarem tudo que elas vivem na vida adulta e na adolescência. São problemas, sentimentos, situações adversas. Jogando eu preciso do meu colega para me ajudar, ganhar, defender. Tudo isso a gente leva para a vida, a competição, o ganhar, o perder, o ficar alegre com a vitória e o ficar decepcionado com a derrota”, destaca a profissional do quadro da SEL.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte