Natal na rota do UFC

Publicação: 2014-02-09 00:00:00
Carlos Arthur da Cruz - Repórter TNOnline

A melhor luta de 2011 e uma das melhores de todos os tempos. Assim é classificada por muitos especialistas, lutadores e fãs do MMA a primeira luta envolvendo o brasileiro Mauricio “Shogun” Rua e o norte-americano Dan Henderson. O primeiro duelo entre os dois lutadores aconteceu em novembro de 2011, nos Estados Unidos e a vitória foi de Henderson. Naquela luta, Henderson foi declarado vencedor unânime pelos jurados, depois de cinco rounds de intensa trocação e resistência por parte de ambos os atletas. Agora a revanche será no UFC Fight Night Combate: Shogun vs. Henderson 2. O lançamento do evento em Natal foi na última terça-feira (4) e contou com a presença dos dois lutadores, além da diretora de eventos do UFC no Brasil Grace Tourinho.
Shogun acredita que a torcida brasileira pode ser o diferencial
“Há tempos o UFC vem experimentando uma política de expansão por todo o país. Nós conseguimos fazer isso com sucesso no Sul, no Sudeste, no Nordeste e tenho certeza que aqui em Natal não será diferente. Hoje o Brasil detém dois títulos e um deles é de Natal. Renan Barão é um orgulho não só daqui, mas de todo o Brasil e tenho certeza que ele ainda nos dará muitas alegrias”, disse.

Aos 32 anos, Shogun foi campeão do GP da categoria peso-médio do Pride 2005 e é ex-campeão mundial dos pesos meio-pesados (até 93 kg) do UFC, quando perdeu o título para Jon Jones, o melhor lutador do peso por peso do mundo na atualidade. Faixa Preta em BJJ e Prajied Preto em Muay Thai, o lutador de 1,85m tem em seu cartel 30 lutas, com 22 vitórias, sendo 19 por nocaute e uma por finalização. Rua chega para o duelo contra Hendo após nocautear James Te Huna ainda no primeiro round no UFC Austrália.

“Estou muito feliz em enfrentar novamente o Dan Henderson, e mais ainda de poder voltar a lutar no Brasil, mais perto do público brasileiro, no país que eu amo”, disse Mauricio. Essa será a segunda vez o curitibano luta pelo UFC no Brasil. “Eu sempre digo que meus fãs e meu país são minha maior motivação, e quando lutei no UFC Rio senti uma energia incrível. Sei que o público em Natal vai passar uma vibração enorme para todos os atletas. Além disso, o Dan Henderson é uma lenda e nossa primeira luta foi uma verdadeira guerra, considerada a luta do ano de 2011 por muita gente, então estou muito motivado para essa revanche e para um grande espetáculo”, declarou.

O americano Dan Henderson tem 1,80m de altura e já campeão das categorias peso meio-médio e médio do Pride. Ele também já foi campeão dos pesos meio-pesados do Strikeforce. Com um total de 40 lutas no MMA, o cartel de Hendo tem 29 vitórias, com 13 por nocaute e duas por finalização. Ele chega depois de três derrotas para a revanche contra Shogun.
Dan Henderson está confiante por mais uma vitória no UFC
“Eu tive um tempo de antecedência um pouco menor para essa luta do que normalmente eu gosto. Ainda tenho um pouco de treinamentos a fazer até a luta, mas no dia estarei 100% pronto para enfrentar o Shogun”, revelou o americano.

Além da luta principal entre Shogun e Henderson, o UFC Natal contará também com a presença de outros lutadores potiguares. Gleison Tibau encara o russo Mairbek Taisumov pelos pesos leves, Ronny Markes enfrenta Thiago Marreta pelos pesos médio e Jussier Formiga duela contra o americano Scott Jorgensen na categoria peso mosca.

Markes vem de uma derrota para Yoel Romero e considera o fato de lutar em Natal um combustível extra na motivação para a luta. “Venho de derrota, mas tu quando perde quer dar a volta por cima a todo momento e voltar sempre melhor. Já tinha esse desejo em mim de voltar melhor e, fazer uma luta em casa, serve como um combustível extra, então espero com certeza sair com uma grande vitória no dia da luta. O Thiago Marreta é um atleta duro. Está na maior organização (de MMA do mundo), então acho que ele fez por merecer chegar como os outros atletas que estão lá, então não tem ninguém bobo ali. Ele é um cara duro, vem de derrota assim como eu e vou dar o melhor lá”, conta.

Formiga foi derrotado em sua última luta para o norte-americano Joseph Benavidez. Agora o natalense espera, em casa, volta a vencer. “Lutar aqui em casa acho que não tem sensação igual. Perto da família, perto dos amigos, perto de toda a equipe, então acho que é um combustível a mais lá em cima. Podem esperar um show. Com certeza um cara que vai chegar lá voando e sair na porrada. Eu espero fazer a melhor luta possível contra o Scott, que é um cara duro, muito bom de wrestling (luta no chão), mas ele está vindo para um ambiente hostil, não é a terra dele e eu estou lutando na minha casa, para os meus amigos e pode ter certeza que eu espero não fazer feio. Acho que o UFC é um evento que agrega muitos fatores, não só para o evento, mas também para a localidade. Acho que para o comércio, para os hotéis e para tudo o que move esse tipo de movimentação financeira aqui no estado”, falou.

Até o momento dez lutas já estão confirmadas para o UFC Natal. O evento acontece no próximo dia 23 de março, domingo, no ginásio Nélio Dias, na Zona Norte de Natal.

Nélio Dias vai ser reformado para o evento
Durante a última semana, Natal recebeu o evento oficial de lançamento do UFC Fight Night Combate: Shogun vs. Henderson 2. Durante a solenidade, o secretário municipal da Sejel/Secopa, Luiz Eduardo Machado anunciou que o ginásio receberá 1.122 cadeiras para o evento que ficarão de maneira fixa no equipamento de esportes. O secretário revelou a intenção de até o fim do ano as arquibancadas do ginásio estarem totalmente equipadas com as cadeiras. “Essas cadeiras já estavam previstas para serem instaladas no final do ano. Nós apenas antecipamos esse processo e é bom ressaltar que esse material ficará de legado para o ginásio Nélio Dias. É uma marca da passagem do UFC por Natal”, afirma o secretário.
O titular da Sejel afirmou que o ginásio vai passar por reformas
Segundo Machado, o ginásio foi o destaque principal para que a cidade pudesse receber um evento internacional desse porte. “O ponto principal foi o ginásio capaz de receber eventos como esse. Vamos fazer apenas algumas intervenções que já estavam previstas para o final do ano e nós antecipamos para o UFC”, ressaltou.

O Rio Grande do Norte será o sétimo estado brasileiro a receber um evento da maior organização de MMA do mundo. O evento terá transmissão de televisão para mais de 145 países e atinge quase 800 milhões de casas ao redor de todo o planeta. “Teremos a oportunidade de receber aqui uma das revanches mais esperadas do UFC e ter também a participação dos potiguares e tenho certeza que depois da defesa do cinturão do nosso também natalense Renan Barão, eles estarão muito mais inspirados para o nosso evento. A partir de agora começamos nossa grande contagem regressiva para o UFC Natal”, finalizou Luiz Eduardo Machado.
Grace Tourinho, diretora do UFC no Brasil, elogiou Natal
Números de Shogun

30 lutas tem Shogun no MMA, com 22 vitórias, sendo 19 por nocaute, uma por finalização e duas por decisão dos juízes. Seu último triunfo aconteceu em dezembro de 2013, contra James Te-Huna

8 derrotas na sua carreira como lutador. Em 2011, foi derrotado por Dan Henderson, em uma decisão contestada até hoje pelo brasileiro. Vai ter a revanche

Números de Henderson

40 lutas tem Dan Henderson no MMA. Foram 29 vitórias, sendo 13 por nocaute e duas finalizações. Foi campeão do extinto Pride e também no Strikeforce pelo meio médio, médio e meio pesado

11 derrotas acumula Dan Henderson na sua carreria como lutador de MMA. Vem para a revanche contra Shogun de três derrotas consecutivas