Cookie Consent
Viver
Natal recebe exposição multimídia O Sertão Virou Mar, do artista visual potiguar Azol
Publicado: 09:05:00 - 17/05/2022 Atualizado: 09:10:57 - 17/05/2022
Com estética inspirada no sertão brasileiro e com traços extremamente criativos, Azol, artista plástico potiguar residindo em São Paulo há quase 30 anos, está apresentando suas obras por várias capitais do país.
Divulgação
Artista visual potiguar Azol

Artista visual potiguar Azol

A próxima parada é Natal, que recebe sua exposição multimídia intitulada O Sertão Virou Mar, nome já bastante sugestivo para sua jornada poética. A Pinacoteca será o ponto de encontro para quem desejar apreciar suas obras de arte a partir do dia 24 de maio, às 19h, com entrada franca.

Azol, artista potiguar com formação em Cinema e Artes Gráficas, se utiliza da fotografia, pintura, escultura, vídeo, colagem e de outras linguagens para desenvolver sua arte, que possui uma característica única. Além do Brasil, suas peças também já passaram por países como França e Estados Unidos em apresentações coletivas.

As obras dessa exposição foram desenvolvidas a partir de fotografias produzidas nos sertões do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Sergipe, Alagoas e Bahia e unem elementos que rementem à construção de um sertão imaginário e utópico.

A exposição consta especialmente de fotomontagens, que são resultados da mistura de linguagens e diferentes estéticas, selecionadas a partir de seu acervo de mais de 6 mil fotografias que têm o sertão como tema recorrente. Essas fotografias foram captadas em incursões pela rota do cangaço, quando Azol realizou laboratórios e pesquisas.

“A técnica usada é a colagem digital. Transferi os arquivos de fotos e as fotos das pinturas e fui manipulando as imagens. O processo é demorado... Foram meses de tentativas e erros, até chegar a um resultado satisfatório”, esclarece Azol.

A curadoria fica por conta de Marcus de Lontra Costa, renomado jornalista, crítico de arte e curador independente com mais de 30 anos de experiência. A exposição é uma realização da Pinacoteca, do governo do estado do Rio Grande do Norte, da Fundação José Augusto, do Ateliê Azol e da Dila Oliveira Galeria.

Saiba mais sobre Azol

Artista visual formado em Cinema e Artes Gráficas nos Estados Unidos, Azol dirigiu curtas-metragens e produziu programas para TVs como Manchete, Bandeirantes e Globo. Trabalhou com publicidade, criou conteúdo para internet e produziu vídeos institucionais para empresas.

Trabalha em caráter multidisciplinar, visando criar um diálogo com outras formas de expressão artística para fomentar um pensamento poético e sensível às diversas questões que movem o espírito e o fazer artístico. Produz trabalhos em pintura, escultura, colagem, mural, videoarte, literatura e fotografia.

Em 2016, entrou para o grupo de estudos de arte no ateliê do pintor Sérgio Fingermann, com o intuito de aprofundar suas pesquisas nas diversas linguagens com as quais atua. Participou de exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior (França, EUA e Nações Unidas) e de feiras de arte em Paris e Nova York.

Em setembro de 2021, iniciou uma jornada de exposições individuais pelo Brasil intitulada O sertão virou mar, com curadoria de Marcus Lontra, iniciando pelo Centro Cultural Correios, no Rio de Janeiro. A exposição já passou pelo Centro Cultural Cais do Sertão, no Recife, e pelo Sobrado Dr. José Lourenço, em Fortaleza (SECULT – CE). A partir de maio de 2022, a exposição estará na Pinacoteca Potiguar.

Azol tem obras nos acervos do Centro Cultural Correios (Rio de Janeiro), na Pinacoteca Potiguar (Rio Grande do Norte), na Fundação Capitania das Artes (Funcarte - Prefeitura de Natal) e no Sistema FIERN (Federação da Indústria e Comercio do RN). Em 2020, recebeu o diploma comemorativo da fundação da cidade de São Paulo pela Academia de Ciências, Letras e Artes.

Para conferir o trabalho de Azol acesse o Instagram @azol.art

Serviço
Exposição O Sertão Virou Mar
Onde: Pinacoteca do RN - Palácio da Cultura, na Praça Sete de Setembro, s/n - Cidade Alta
Quando: de 24/05 a 24/07 (De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Sábado e domingo, das 9h às 16h)
Entrada: franca
Necessário apresentar o comprovante de vacinação em dia

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte