'Natal Solidário nos Trilhos' encerra atividades com presença do Papai Noel

Publicação: 2019-12-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A sede da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) de Natal abriu as portas para 500 crianças na manhã dessa sexta-feira (13), em mais uma edição do "Natal Solidário nos Trilhos". O projeto, que já existe há dez anos, é o encerramento anual do programa CBTU Nas Escolas, projeto educativo da Companhia que leva informações sobre trens e segurança nas proximidades de linhas férreas e informações para crianças dos quatro municípios da Região Metropolitana de Natal pelos quais passa a linha férrea: Natal, Parnamirim, Ceará-Mirim e Extremoz.

O Papai Noel usou uma das máquinas para entregar os presentes comprados pelos servidores ao longo do ano
O Papai Noel usou uma das máquinas para entregar os presentes comprados pelos servidores ao longo do ano

O evento, organizado todos os anos pela Companhia, visa promover a confraternização natalina a crianças que moram em áreas próximas à linha férrea nos municípios onde funciona o projeto. Todos os anos, são selecionadas 500 de instituições que participaram das ações educativas. A confraternização conta com animadores infantis, atividades recreativas e, por fim, o momento mais aguardado pelas crianças: a entrega dos presentes.

Sem patrocínios ou participação de entes públicos, os presentes são comprados anualmente graças ao dinheiro arrecadado em uma cota, feita pelos próprios ferroviários, como explica André Luís Versiani, que há 5 anos trabalha como ferroviário na Companhia.

“Para nós ferroviários, é de suma importância que, desde criança, as pessoas desenvolvam o apreço pelos trens e pelo nosso sistema”, afirma André. De acordo com ele, as ações educativas são importantes por ajudarem a ensinar as crianças sobre os cuidados que se deve tomar próximo à linha férrea, reduzindo o risco de acidentes. “Temos conseguido, desde cedo, fazer com que as crianças passem a gostar muito dos trens. Isso gera um impacto positivo inclusive para a segurança operacional, porque ajudamos a formar cidadãos mais conscientes”, completa.

A coordenadora pedagógica da ONG Atitude Cooperação, Francisca Ilda, conta que o projeto já funciona há anos na escola, e ajuda a complementar as aulas sobre educação no trânsito e cidadania, que já são feitas pela Organização. “Nós já conversamos com eles diariamente sobre as questões de segurança no trânsito: a necessidade de atravessar na faixa de pedestres, prestar atenção no sinal de trânsito... como muitos deles são usuários do trem, ter essas informações complementares é de suma importância”, destaca Francisca. Ao todo, 40 crianças da ONG, localizada no bairro de Felipe Camarão, participaram do evento.

Entre as recomendações de segurança para àqueles que passam ou moram próximos a linhas férreas, estão: seguir as orientações das placas afixadas ao longo das passagens, parar antes de cruzar as ferrovias, olhar para os lados e escutar atentamente para ouvir se o trem se aproxima. Além disso, manter uma distância mínima de 3 passos largos em relação aos trilhos, evitar atravessar a linha férrea falando ao celular também são algumas das medidas de segurança que podem ser tomadas para evitar acidentes.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários