Natal tem seis edifícios com altura acima de 104 metros

Publicação: 2015-05-31 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A  verticalização de Natal é observada em todas as regiões da cidade, sejam por grandes edifícios, centros de comércio ou pequenos residenciais. Masas mudanças mais nítidas ocorrem nas zonas Sul e Leste, como na praia de Areia Preta e nos bairros de Tirol, Petrópolis, Capim Macio e Ponta Negra.

De acordo com levantamento feito pela Semurb, à pedido da TRIBUNA DO NORTE, os seis maiores prédios da capital, inclusive, foram construídos nestas áreas. O maior deles,  Mirante José Olímpio Filho (43 pavimentos) fica na Ribeira, seguido pelo Edifício Hanna Safieh (37 pavimentos), no Tirol, e o Residencial Porto Arena (34 pavimentos), em Candelária. Todos eles de uso multifamiliar.
Para ultrapassar o maior edifício do mundo, seria necessário empilhar oito prédios semelhantes ao Mirante José Olímpio Filho
Os outros três edifícios foram construídos para uso comercial, multifamiliar e misto. São eles: o  Duna Barcane Mall, com 34 pavimentos e 208 lojas; o Condomínio Solar Alta Vista, de 33 pavimentos e 164 apartamentos; e o Residencial Vivant, que conta com 32 pavimentos e 76 unidades habitacionais. Eles estão localizados em Ponta Negra, Capim Macio e Lagoa Nova, respectivamente.

“Estes prédios foram licenciados antes do Plano Diretor de 2007, com o que era vigente nos anos anteriores, por isso são maiores que o atual limite. Mas, não há problema técnico-jurídico nisto. O que se evita é criar-se uma cortina, como ocorreu em outras capitais, onde você tem prédios de 32 andares colados em outros de 32 andares. Isso já acontece em Recife e em alguns cantos de Fortaleza, por exemplo”, afirmou Marcelo Rosado. 

O crescimento vertical reflete também no litoral de Natal. Além dos inúmeros hotéis na Via Costeira, há grandes construções na beira-mar de Ponta Negra e na orla de Areia Preta, que há quase 60 anos não possuía praticamente nenhuma edificação. Hoje, contudo, somente no trecho entre os acessos para Mãe Luíza, na avenida Governador Sílvio Pedroza, existem 16 residenciais, de alto padrão.

Apesar desta crescente popularização dos edifícios, além do limite de gabarito, o PDN resguarda outros pontos. “Vamos usar um exemplo clássico, que é Copacabana, no Rio de Janeiro. Lá, eles fecharam tudo, fizeram um paredão e, teoricamente, a ventilação tá impedida. No Plano Diretor vigente em Natal, existe um negócio chamado recuo. Aqui, você nunca vai ter um prédio colado no outro. Quando mais alto for, mais distante terá que ser o outro, porque o cálculo de recuo é escalonado. Ter o paredão Copacabana, hoje, para Natal, não há esse risco”, explicou Ana Adalgisa.

Comparados às grandes construções brasileiras e internacionais, os prédios de Natal também acabam sendo considerados mínimos. Em Balneário Camburiú, no Estado de Santa Catarina, por exemplo, o residencial Millenium Palace, inaugurado em 2014, possui 177 metros de altura. Já o Burj Khalifa, nos Emirados Árabes, em funcionamento há cinco anos, têm 828 metros de altura. Apesar do tamanho impressionante, ele será superado em 2019, com a conclusão da Kingdom Tower, em Jeddah, na Arábia Saudita, que terá 1.000 metros de altura.

Prédios mais altos de Natal

1º lugar

Mirante José Olímpio Filho
Bairro: Ribeira, zona Leste
Uso: Multifamiliar
Pavimentos: 43
Altura aproximada: 138 metros
Apartamentos: 35
Área Construída: 21.512,63 m²

2º lugar
Edifício Hanna Safieh
Bairro: Tirol, zona Leste
Uso: Multifamiliar
Pavimentos: 37
Altura aproximada: 115 metros
Apartamentos: 170
Área Construída: 16.995,65 m²

3º lugar
Residencial Porto Arena
Bairro: Candelária, zona Sul
Uso: Multifamiliar
Pavimentos: 34
Altura aproximada: 107 metros
Apartamentos: 213
Área Construída: 25.098,91 m²

4º lugar
Duna Barcane Mall
Bairro: Ponta Negra, zona Sul
Uso: Não Residencial
Pavimentos: 34
Altura aproximada: 107 metros
Lojas: 208
Área Construída: 18.972,31 m²

5º lugar
Condomínio Solar Alta Vista
Bairro: Capim Macio, zona Sul
Uso: Multifamiliar
Pavimentos: 33
Altura aproximada: 104 metros
Apartamentos: 164
Área Construída: 51.418,26 m²

6º lugar
Residencial Vivant
Bairro: Lagoa Nova, zona Sul
Uso: Misto
Pavimentos: 32
Altura aproximada: 101 metros
Apartamentos: 76
Área Construída: 19.244,41 m²

Prédios mais altos do mundo

1º lugar
Kingdom Tower
Local: Jeddah, Arábia Saudita
Uso: Misto
Altura: 1.000 metros
Conclusão: 2019

2º lugar
Burj Khalifa
Local: Dubai, Emirados Árabes
Uso: Misto
Altura: 828 metros
Conclusão: 2010

3º lugar
Shanghai Tower
Local: Xangai, China
Uso: Misto
Altura: 632 metros
Conclusão: 2015

4º lugar
Makkah Royal Clock Tower
Local: Meca, Arábia Saudita
Uso: Hotelaria
Altura: 601 metros
Conclusão: 2012



Deixe seu comentário!

Comentários