Negociação com os Estados

Publicação: 2021-01-27 00:00:00
[ colunanotas@tribunadonorte.com.br ]

O presidente da União Química, Fernando de Castro Marques, confirmou que os governos do Rio Grande do Norte, do Piauí e da Bahia estão entre os que mostraram interesse em comprar lotes de vacinas  Sputnik V. Além disso, o jornal O Globo informou que ontem o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), visitou a sede administrativa do laboratório, em São Paulo, e assinou um ofício também manifestando o interesse na compra de imunizantes.  Segundo a notícia publicada em O Globo, governadores se movimentam nessas negociações para tentar adquirir vacinas para seus estados. “Fontes ligadas a gestores da área relataram que ao menos 15 estados já tentam algum tipo de negociação por fora do Plano Nacional de Imunização para tentar aumentar a disponibilidade de doses de vacina enquanto o governo federal não consegue sustentar a oferta”. A Farmacêutica União Química tem um acordo com o Fundo Soberano da Federação da Rússia para transferência de tecnologia e produção da vacina Sputnik V e, por isso, abriu conversas com alguns governos estaduais. 

Estreia no Jornal da Manhã
A jornalista Virgínia Coelli estreia na bancada do Jornal da Manhã, a partir de segunda, dia 1º de fevereiro. Ela chega para somar na grade da Jovem Pan News Natal, integrando o Sistema Tribuna, com a missão de informar ainda mais sobre o dia a dia da politica local. A jornalista vai fazer a coluna Panorama Político, em formato de podcast, dentro da programação da emissora. O  podcast estará disponível também no portal da TRIBUNA DO NORTE. Virgínia Coelli marcou o jornalismo politico, na Rádio Cabugi, ao lado de Agnelo Alves, apresentando diariamente o emblemático, Panorama Político.

“Atentado à democracia”
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do RN (Fecomércio) divulgou uma nota de repúdio aos atos que impediram a pré-conferência para escolha de delegados dos movimentos sociais que votarão a minuto de revisão do  Plano Diretor de Natal (PDN).  “O ato, um verdadeiro atentado à democracia, se configurou, ainda, como um absurdo desrespeito a um trabalho sério, transparente e plural que vem sendo realizado há quase dois anos em torno da formatação desta minuta que, a nosso ver, terá como maiores beneficiários a cidade de Natal e toda a sua população”, destacou a nota da Fecomércio. “Vale destacar que as atuais regras estão em vigor desde 2007 e encontram-se em flagrante descompasso com as atuais necessidades sociais, econômicas e ambientais da nossa cidade”, acrescentou. É por uma Natal melhor para seus cidadãos e mais atraente a novos investimentos que queremos um novo e mais moderno Plano Diretor. E esperamos que a sua discussão possa seguir de maneira ordeira, transparente, plural e democrática”, destacou a nota da Federação do Comércio.  

“Baderna e desordem”
O Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS-RN) também classificou como “lamentáveis e um comportamento antidemocrático”, o ato que impediu a pré-conferência. O SHRBS-RN repudiou “com veemência os atos ocorridos durante uma das etapas de revisão do Plano Diretor de Natal, que foi impedida de realização por parte daqueles que, por certo, não querem ver o desenvolvimento de nossa cidade.” A entidade apontou que “os atos cometidos vão na contramão da democracia e liberdade de expressão tão defendidas em nossa sociedade”. “Infelizmente, a pré-conferência para escolha de parte dos delegados que irão votar a minuta do novo Plano Diretor de Natal se transformou em local de baderna e desordem”, disse. 

Fórum e a governadora 
Os representantes do Fórum Estadual dos Servidores vão se reunir com a governadora Fátima Bezerra e seus secretários hoje. Durante o encontro, por meio virtual, os sindicalistas querem   tratar das folhas salariais atrasadas. Na reunião anterior, a governadora definiu o pagamento do 13° de 2018 para os servidores que recebem até R$ 3.500,00. Ontem, o Fórum dos Servidores divulgou uma nota na qual afirma exigir “que o governo apresente a data de quitação para os demais servidores, além do pagamento de toda a folha de dezembro de 2018, que segue sem definição”. Segundo o Fórum, “o governo do RN ainda acumula dívida com seus servidores ativos, aposentados e pensionistas de duas folhas salariais, referentes ao mês de dezembro e 13° salário de 2018”. 

Alimentos 
O leite condensado se tornou um dos temas mais comentados do Twitter após o site Metrópoles mostrar que a administração federal - o que inclui de ministérios a autarquias - gastou mais de R$ 15 milhões em recursos públicos para comprar o doce em 2020.  Com isso, os gastos alimentícios do governo federal, que somaram mais de R$ 1,8 bilhão em 2020, entraram na mira da oposição. Parlamentares oposicionistas formalizaram uma representação no Tribunal de Contas da União (TCU) pedindo a abertura de investigação sobre as compras do Executivo. Segundo o site Metrópoles, o gasto global do Executivo federal com alimentos e bebidas registrou um aumento de 20% em relação a 2019. Neste total estão ainda despesas de cerca de R$ 2,2 milhões com chicletes e R$ 32,7 milhões com pizza e refrigerante.