No jogo de 2022

Publicação: 2021-03-05 00:00:00
colunanotas@tribunadonorte.com.br

O deputado federal General Girão (PSL) entrou no jogo da sucessão 2022 ao colocar o nome dele à disposição do grupo do presidente Bolsonaro para ser candidato a governador. A declaração foi dada durante entrevista ao Jornal da Manhã, na Rádio Jovem Pan News Natal. Ele criticou a atuação da governadora Fátima Bezerra (PT) durante a pandemia. O deputado foi o único parlamentar da bancada potiguar que não concordou em destinar recursos do orçamento 2021 para o Governo do RN comprar vacinas, alegando despreparo da gestão. Ele defendeu que a compra dos insumos continue sendo feita pelo Ministério da Saúde.

Votos anulados
Diante da condenação do deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) por “captação ilícita de recursos na campanha eleitoral de 2018”, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Felipe Salomão, concedeu liminar ao ex-deputado estadual Jacó Jácome para que se proceda a recálculo dos quocientes eleitorais e partidários relativos ao cargo de deputado estadual, sem os votos atribuídos a Sandro Pimentel e, assim, "adotem-se providências decorrentes do novo resultado". Com isso, Jacó Jácome deverá ser empossado com a cassação de Sandro Pimentel, e não o suplente do PSOL. Jacó Jácome é o primeiro suplente de deputado da Coligação Trabalho e Superação II (PR/PSB/PSDB/PSD/PROS). Ele interpôs cautelares depois que a Suprema Corte eleitoral cassou o diploma de deputado de Sandro Pimentel, tendo em vista o recebimento de depósitos de R$ 35.350,00 (78,82% do total arrecadado) sem que o parlamentar do PSOL identificasse os doadores originários.

Recurso ao TSE
Jacó Jácome foi candidato a deputado estadual pelo PSD e alegou que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na medida em que não anulou os 19.158 votos dados a Sandro Pimentel, "atingiu direta e concretamente direito” dele ao viabilizar eventual “assunção da titularidade do mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa do primeiro suplente do PSOL, não determinando a retotalização do resultado do pleito, com a supressão dos votos anulados”.

Ontem, Jacó Jácome disse que recebeu com naturalidade a decisão do TSE. “Espero o cumprimento pelo TRE e consequentemente a posse pela Assembleia Legislativa", comentou. Em 2018, ele obteve 26.864 votos. 

Legado e investimento
O ex-governador Robinson Faria registrou nas redes sociais que o aeroporto comercial de Mossoró foi um legado deixado pelo governo dele. Ele destacou o investimento de R$ 2 milhões e a negociação para garantir o voo da Azul ligando  Mossoró-Recife.

Desinfecção do Legislativo 
A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte passou esta semana - novamente - por desinfecção para conter a disseminação do novo Coronavírus. A iniciativa foi para descontaminação de ambientes, principalmente, nas superfícies, paredes, teto, pisos e móveis de uso comum.

Três décadas 
O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que deve viajar para Buenos Aires, capital da Argentina, em 26 de março. O compromisso no país vizinho ocorrerá em celebração aos 30 anos do Mercosul, bloco formado pelo Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. Bolsonaro disse que na viagem deve ter a primeira conversa com o presidente argentino, Alberto Fernández. O encontro deve ocorrer de forma "reservada" para tratar de interesses dos dois países.

Apelo à juventude 
Na abertura do 1° Seminário Estadual de Gestores Municipais de Juventude do Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra fez um apelo aos jovens para que participam do “esforço e Estado vença a pandemia do novo coronavírus. Ela disse que a Covid “está em fase de crescimento muito mais perigosa do que na primeira fase”. “A juventude é movida pelo sentimento da paixão, da compaixão. A juventude, que proclama o direito à vida, mais do que qualquer outro segmento, tem que dar o exemplo agora com muita solidariedade”, afirmou.

Imunização 
O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, destacou que o Brasil é o quinto país que mais vacina no mundo, com 17 milhões de pessoas imunizadas desde o início da vacinação. "O Brasil ofereceu até agora 17 milhões de doses. Somos o quinto país no mundo em quantidade total de pessoas vacinadas. Para que os senhores compreendam a diferença, a Argentina ofereceu 320 mil doses para sua população", destacou. O número de 17 milhões se refere à quantidade de doses distribuídas e não às doses já efetivamente aplicadas. Mesmo assim, o Brasil também é o quinto país com o maior número de doses já aplicadas na população, em números absolutos, segundo o ministro.