No RN, 569 trabalhadores foram desligados

Publicação: 2017-04-21 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
No Rio Grande do Norte, os dados mostram a perda de 569 empregos com carteira assinada em março – o quarto ano seguido em que o volume de trabalhadores desligados supera o total contratado nesse período. Em março de 2016, os cortes atingiram 2.383 trabalhadores.

Em texto divulgado à imprensa, ontem, o Ministério do Trabalho destaca que o Nordeste perdeu 29.495 postos de trabalho em março deste ano e que o desempenho foi melhor que em março de 2016, quando houve perda de 46.269 vagas.

 “Se não foi possível aumentar o número de postos de trabalho no mês, os indicadores apontam uma diminuição no ritmo de desemprego”, afirma o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. “Em março deste ano, o Brasil perdeu 63 mil postos de trabalho. No mesmo mês do ano passado, foram 118 mil, o dobro do registrado agora”, acrescenta.

 Na região Nordeste, o setor de Serviços Industriais de Utilidade Pública registrou variações positivas em quatro estados, destacando-se entre os setores que tiveram desempenho positivo.

 O Rio Grande do Norte teve saldo positivo em quatro setores: Construção Civil (436 vagas geradas), Comércio (96), Serviços (90) e Serviços Industriais de utilidade Pública (8). Na outra ponta, houve queda na agropecuária (-729), na indústria de transformação (-323), na extrativa mineral (-142) e na administração pública (-5).


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários