No RN, a meta é vacinar 55,8 mil pessoas até março contra o sarampo

Publicação: 2020-02-16 08:54:00
A+ A-
O “Dia D” de vacinação contra o sarampo foi realizado neste sábado, 15, em todo o Brasil e contou, em Natal, com 70 salas de vacinação para imunização da população. A ação faz parte de uma campanha nacional de vacinação contra a doença e o público alvo da primeira fase são pessoas que não tenham tomado a primeira dose da vacina contra o sarampo e que tenham idade entre 5 e 19 anos. No Rio Grande do Norte, existe na primeira etapa um público de 55.800 pessoas que não se encontram imunizadas com a primeira dose do sarampo. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) está unindo esforços com as secretarias municipais de saúde, para atingir a meta de vacinar no mínimo 95% dessa população.

Créditos: Magnus NascimentoVacinação contra o sarampo tem seu Dia D neste sábadoVacinação contra o sarampo tem seu Dia D neste sábado

Atendente na Unidade Básica de Saúde (USB) São João, situada na rua Romualdo Galvão, no Tirol, Nilda Ribeiro, explicou que, como a campanha “é limitada”, o comparecimento não tem sido tão grande. Ela explica que diversas pessoas que correspondem ao público alvo da 1ª fase da campanha já tomou esse tipo de vacina, que é obrigatória para nascidos com um ano de idade na 1ª dose e 1 ano e 3 meses na segunda, "A maioria das pessoas que vieram hoje pela manhã trazem o cartão de vacina, mas, com a informação que a imunização já havia sido feita, eles terminam voltando", detalha. 

Foi o caso da empresária Manoela Raissa Melo, que levou sua filha, mas soube que a imunização não seria feita. “Ela já tomou todas as vacinas e ai não foi preciso, mas todas as campanhas eu venho, se precisa ou não precisa, pra ter uma prevenção”.

Na primeira etapa, o público alvo de vacinação são as pessoas na faixa etária de 05 a 19 anos. Já a segunda etapa, que acontecerá no período de 03 a 31 de agosto, será voltada ao público de 30 a 59 anos de idade, com o Dia D de Mobilização Nacional em 22 de agosto. “A realização dessa ação e a adesão do público-alvo é imprescindível para garantir a devida proteção da população contra o sarampo e possibilitar a interrupção da circulação do vírus no país, sendo esse um passo importante para a recertificação da eliminação da doença do Brasil”, explicou a responsável técnica pelo Programa Estadual de Imunizações, Katiucia Roseli.

Sarampo
Em 2016, o Brasil recebeu o selo emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de “País livre da circulação de sarampo”. Por um ano, nenhum caso foi registrado. Porém, esse quadro mudou e com isso as campanhas do Sarampo são novamente necessárias para que a população não deixe de se vacinar.

O Sarampo é uma doença infectocontagiosa causada pelo vírus Measles morbillivirus e pode ser letal se não tratada adequadamente. Sua transmissão ocorre pelo contato com secreção expelida pelas vias respiratórias dos pacientes que possuem a doença, como espirro ou tosse. Entre os seus sintomas os pacientes podem apresentar febre, tosse e aparecimento de manchas avermelhadas pelo corpo e rosto. A única forma de evitar a doença é pela vacinação, que já se encontra disponível nas unidades de saúde do município.

A única forma de evitar a doença é pela vacinação, que deve ser aplicada em duas doses para pessoas com idade entre 12 meses e 29 anos de idade, sendo a segunda dose aplicada com intervalo de 30 dias. Para a população entre 30 a 49 anos é necessária apenas uma dose da vacina.  



Deixe seu comentário!

Comentários