No RN, produção de petróleo em terra terá R$ 18,2 milhões em investimentos

Publicação: 2019-09-11 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ricardo Araújo
Editor de Economia

O Rio Grande do Norte saiu vitorioso do 1º Leilão de Oferta Permanente de Petróleo e Gás realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta terça-feira, 10, no Rio de Janeiro. Dos 33 blocos exploratórios arrematados, 19 (57,57%) estão na região Oeste potiguar. As quatro empresas que adquiriram os blocos deverão investir, ao longo dos próximos três anos, cerca de R$ 18.254.500,00 em pesquisas, perfuração de poços e exploração de petróleo. À TRIBUNA DO NORTE, empresários do setor disseram que o arremate desses blocos exploratórios significa a retomada da produção do petróleo em terra, mas sem a participação da Petrobras no processo.

Primeiro leilão de Oferta Permamente foi realizado nesta terça
Primeiro leilão de Oferta Permamente foi realizado nesta terça

“Isso mostra que há uma boa perspectiva para a retomada da produção de petróleo e gás em terra. As empresas estão otimistas e os nossos campos ainda têm muito a ofertar. O Estado precisa aproveitar esse momento para voltar a crescer”, analisa o presidente da RedePetro/RN, Gutemberg Dias.  Ele explica que os recursos anunciados pelas empresas para investimentos no Estado deverão ser consumidos ao longo de três anos, pois os processos incluem a assunção das áreas a serem exploradas, desenvolvimento de pesquisas com o objetivo de encontrar novas potenciais áreas de exploração, perfuração de poços, análise de viabilidade econômica e extração do petróleo em si. “Nós queremos que as empresas descubram mais poços”, destaca Dias. Por enquanto, ele diz que não é possível estimar quantos empregos diretos e indiretos serão gerados, tampouco quanto de petróleo será produzido. “Tudo isso depende dos estudos que serão feitos”, ressalta.

No leilão desta terça-feira foram arrematados 33 blocos nas bacias Sergipe-Alagoas, Parnaíba, Potiguar e Recôncavo, e 12 áreas com acumulações marginais, nas bacias Potiguar, Sergipe-Alagoas, Recôncavo e Espírito Santo. Para os blocos exploratórios, o bônus total arrecadado foi de R$ 15,32 milhões (ágio médio de 61,48%) e há previsão de R$ 309,8 milhões em investimentos. Já para as áreas com acumulações marginais, o bônus total foi de R$ 6,98 milhões (ágio de 2.221,78%), com previsão de R$ 10,5 milhões em investimentos. Para o Rio Grande do Norte, o bônus de assinatura total foi de R$ 3.967.750,30.

Representando do Governo do Estado durante o certame no Rio de Janeiro, a presidente da Companhia Potiguar de Gás (Potigás), Larissa Dantas, comemorou o resultado. “Foi um resultado espetacular, incrível. A gente vê um momento propício para a retomada do desenvolvimento do setor no Rio Grande do Norte. O Estado, as indústrias e os trabalhadores que já trabalhavam com a Petrobras irão ter oportunidade de trabalhar com essas empresas que estão chegando”, argumenta Larissa Dantas. Das quatro empresas que arremataram os blocos, três delas – Phoenix, Geopark e Imetame – já atuam no RN. A Petro-Victory, que arrematou o maior volume de blocos em quantidade e bônus de assinatura, deverá se instalar nos próximos meses na região de Mossoró.

O presidente da empresa Phoenix, Gustavo Cachina, que já atua na exploração de petróleo na região de Mossoró e arrematou mais dois blocos no leilão desta terça-feira, analisa o resultado como extremamente positivo. “A rodada foi um sucesso. O resultado desse leilão é muito importante para o RN, pois atrai mais investimentos, estudos e possível exploração nos próximos anos. Nós arrematamos dois blocos com o intuito de ampliar a exploração e produção de petróleo no Estado”, destaca.

Polo Macau e Riacho da Forquilha são vendidos
A Petrobras assinou no último dia 9 de agosto com a SPE 3R Petroleum S.A., subsidiária integral da 3R Petroleum e Participações S.A., contrato para a venda da totalidade de sua participação em um conjunto de campos de produção, terrestres e marítimos, denominado Polo Macau, na Bacia Potiguar. O valor da venda é de 191,1 milhões de dólares (aproximadamente R$ 750 milhões conforme cotação do dia 9 de agosto). Essa é a segunda venda de campos petrolíferos realizada pela estatal no Rio Grande do Norte.

Em 31 de maio, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a cessão de ativos da Petrobras em campos de produção terrestres para a empresa Potiguar E&P S.A., subsidiária da Petrorecôncavo. que deverá investir cerca de 150 milhões de dólares no RN nos próximos cinco anos.

Os ativos adquiridos pela Potiguar E&P compõem o Campo do Polo Riacho da Forquilha, que tem área de desenvolvimento aproximada de 588,3 quilômetros quadrados e está localizado nos municípios de Apodi, Mossoró e Governador Dix-Sept Rosado. A empresa adquiriu os campos em negociação que girou em torno de R$ 1,5 bilhão com a estatal.

Veja abaixo os 19 blocos exploratórios arrematados no RN
Bacia Potiguar

Bloco: POT-T-392

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-432

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-432

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-433

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-434

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-476

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-477

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-478

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-519

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-521

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-564

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-566

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-606

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-

Victory

Bloco: POT-T-650

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-651

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-652

Bônus: R$ 214.345,00

Empresa: Petro-Victory

Bloco: POT-T-565

Bônus: R$ 100.000,00

Empresa: Phoenix

Bloco: POT-T-610

Bônus: R$ 70.000,00

Empresa: Phoenix

Bloco: POT-T-740

Bônus: R$ 75.115,00

Empresa: Imetame

Bloco: POT-T-834

Bônus: R$ 250.034,00

Empresa: Geopark Brasil

Áreas com acumulações marginais
Bloco: SPOT-T4-AM

Bônus: R$ 215.322,10

Empresa: Petromais Global Exploração e Produção LTDA* (50%) e Eagle Exploração de Óleo e Gás Ltda. (50%)

Bloco: SPOT-T4-AM

Bônus: R$ 42.104,20

Empresa: Petro-Victory


Fonte: Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários