No Sine, mais atendimentos e menos vagas de emprego

Publicação: 2017-06-18 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Diariamente, várias pessoas que estão à procura de recolocação no mercado se dirigem às unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine) para tentar conquistar uma nova chance. Dados do Sine/RN mostram que mais de 9.100 pessoas foram atendidas de janeiro até 13 de junho deste ano somente em Natal. Estiveram em disputa 908 vagas em áreas como construção civil, indústria e serviços. Destas, 614 foram novos postos, enquanto 294 destinaram-se a substituições.

De acordo com a sub-coordenadora de intermediação de mão de obra do Sine/RN, Nira Nilma, a procura de profissionais para contratação pelas empresas tem registrado melhora. Uma média de 260 pessoas foram inseridas novamente no mercado de trabalho por meio do Sine em Natal em 2017. Contudo, a coordenadora pontua que esse índice está aquém do esperado. "Eu vejo que a colocação dos trabalhadores ainda é baixa, diante da quantidade de vagas, mas também tem a questão de falta de qualificação profissional", afirma.

Atendimento presencial do Sine, em Natal: Serviço também tem um aplicativo que reúne vagas
Atendimento presencial do Sine, em Natal: Serviço também tem um aplicativo que reúne vagas

Para reverter esse cenário, o Sine/RN tem promovido cursos à distância de qualificação profissional e aperfeiçoamento, em parceria com o Instituto Técnico Profissionalizante (ITB) – Prospere. Qualquer trabalhador que tenha inscrição no sistema, desde que tenha nível de escolaridade acima do fundamental, pode participar dos cursos.

Sem filas
Lançado em 23 de maio pelo Ministério do Trabalho, o aplicativo Sine Fácil é mais uma ferramenta para auxiliar candidatas e candidatos com os serviços oferecidos pelo sistema. Dados divulgados pelo Ministério mostram que a aceitação entre os usuários foi positiva. A meta inicial era superar 100.000 downloads no país após um mês do lançamento. No entanto, a marca foi atingida no último dia 5 de junho. Por meio do Sine Fácil, 2.368 pessoas foram encaminhadas a vagas de trabalho oferecidas pelas empresas - em apenas um dia, o aplicativo encaminhou 523 candidatos. Os números referentes à ferramenta no RN, assim como em cada estado, não foram consolidados pelo Ministério até o momento.

Através do aplicativo, disponível para dispositivos móveis com sistema operacional Android - em breve estará liberado para iOS, é possível conferir as vagas disponíveis em cada região, agendar entrevistas com empregadores - que verificam os currículos de acordo com o perfil desejado, acompanhar a situação do seguro-desemprego, acessar o histórico de vínculos empregatícios que podem auxiliar nas informações para o saque do FGTS, dentre outras consultas. A ideia é descongestionar as longas filas formadas nas unidades do Sine.

Para acessar o aplicativo, o usuário deve obter um código de acesso (QR Code), fornecido nas unidades do Sine espalhadas pelo País, nas agências próprias do Ministério do Trabalho ou no site Emprega Brasil (www.empregabrasil.mte.gov.br) - caso o trabalhador já tenha cadastro e já tenha sido atendido na rede Sine. Com o acesso liberado, o usuário poderá conferir cerca de 50.000 vagas diárias ofertadas em todo o Brasil, cuja inserção pode ser acompanhada em tempo real.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários