Noites coroadas de música erudita

Publicação: 2019-09-20 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Há quem ainda pense na música erudita como algo inacessível e distante de seu cotidiano. Para mostrar que esse gênero pode dialogar e tocar as mais variadas audições, dois eventos gratuitos e abertos ao público vão dar um toque de classe ao fim de semana: a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte (OSRN) fará dois concertos especiais na sexta (20) e na terça (24), ambos em igrejas, com um repertório devidamente harmonizado com os ambientes sacros; e de 25 a 29 deste mês, a Escola de Música da UFRN receberá o 4º Festival de Piano de Natal, onde serão apresentados três concertos para o grande público.

Orquestra Sinfônica do RN se apresenta na Paróquia do Santuário dos Santos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, no bairro de Nossa Senhora de Nazaré, e na Catedral Metropolitana de Natal, dentro da programação do I Festival de Música Sacra do RN
Orquestra Sinfônica do RN se apresenta na Paróquia do Santuário dos Santos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, no bairro de Nossa Senhora de Nazaré, e na Catedral Metropolitana de Natal, dentro da programação do I Festival de Música Sacra do RN

Missa da Coroação
O primeiro concerto da OSRN está ligado ao I Festival de Música Sacra do RN, e será realizado nesta sexta na Paróquia do Santuário dos Santos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, no bairro de Nossa Senhora de Nazaré, às 19h. O segundo, considerado o oficial, será apresentado na Catedral Metropolitana, seguindo o cronograma das Terças Clássicas. Em ambas as apresentações, o diretor artístico e maestro da orquestra, Linus Lerner, preparou um programa especial com base em obras memoráveis – e não necessariamente religiosas.

“Há temas religiosos no repertório, mas no geral ele não se prende ao tema. Mas tivemos o cuidado de escolher peças clássicas que tenham um clima contemplativo, meditativo, um perfil que combina bem com o ambiente das igrejas”, explica Linus. O maestro acredita todo lugar tem sua essência, mas as igrejas possuem um ambiente naturalmente receptivo para a música. “As igrejas têm uma acústica diferenciada. E não é à toa que boa parte da música europeia clássica foi composta em igrejas, desde a idade média”, afirma.

Para os dois concertos a OSRN convidou coros e solistas para participações especias em várias partes do repertório. A solista soprano lírico do Rio de Janeiro, Paolla Soneghetti, profissional premiada, com participações importantes em festivais, óperas e musicais dentro e fora do país, cantará nas obras “Domine Deus do Gloria”, de Antonio Vivaldi, “Canção à Lua”, da Ópera Rusalka, de Antonín Dvorak, e “Um Bel di Vedremo”, da ópera Madame Butterfly, de Gioacomo Puccini.

O natalense André Kolodiuk  irá apresentar ao público, um solo de violino na obra “Meditação da Ópera Thaís”, do compositor francês Jules Massenet. Outra obra que promete envolver o público é a “Missa da Coroação”, a 15ª missa composta por Mozart no século XVIII, umas das mais populares entre as suas missas. Para esta, a Orquestra convidou os solistas Leciana Oliveira (soprano), Franz Ribeiro (contratenor), César Leonardo (tenor), José Fernandez (barítono) e, também, a participação especial do Coral Canto do Povo e do Coral Harmus.

O programa também inclui a execução da peça “Intermezzo” da ópera Cavaleria Rusticana, de Pietro Mascagni, e “Adágio para cordas” do norte-americano Samuel Barber. Escrita em 1936, “Adagio” é uma peça que tem feito parte da trilha sonora de vários filmes e séries, como no clássico “Platoon”, de Oliver Stone. Outra peça versátil  é “Abertura da Páscoa Russa”, do compositor russo Nikolai Rimsky-Korsakov, que inclui cantos de igrejas de várias nacionalidades: gregos, búlgaros, ucranianos e russos.

A OSRN é patrimônio cultural do RN. Atualmente conta com 60 músicos que ensaiam diariamente na Cidade da Criança. Tem o Governo do Estado como seu principal mantenedor. Segundo Linus, a filosofia da orquestra é sempre tentar ir aonde o povo está. “Concertos gratuitos são importantíssimos. É sempre bom ir além dos palcos do teatro, que ainda são inacessíveis para muita gente. Em outubro faremos um concerto especial para o Dia da Criança. Promete ser incrível”, diz.

Lições ao piano
A 4ª edição do Festival de Piano de Natal tem boa parte de sua programação destinada a estudantes de música, mas reverbera para além da academia universitária: entre as palestras, oficinas, workshops, e master classes, o evento também oferecerá concertos gratuitos e abertos ao público nos dias 26, 27 e 28, sempre no auditório da Escola de Música da UFRN, às 19h. 

A pianista Isadora Resende participa do Festival de Piano de Natal, realizado na UFRN
A pianista Isadora Resende participa do Festival de Piano de Natal, realizado na UFRN

O festival está trazendo novamente professores e artistas renomados que irão ensinar mas também tocar o público com sua arte. O professor Antônio Nigro, de Recife, fará seu recital solo no dia 26, às 19h, apresentando as peças “Cenas Infantis”, “Papillons Op. 2” e “Carnaval Op. 9”, as três de Schumann. Dia 27, às 17h, terá recital do duo Dessoles Marochi, saxofone e piano, a cargo de Mário Marochi e Cleber Dessoles. Eles tocarão as Bachianas Brasileiras n. 4, de Heitor Villa-Lobos, “Prelude, Fuga e Variação”, de Cesar Frank, “Sonatine”, de Maurice Ravel, e “Parsimon”, de Liduino Pitombeira.

Dia 27 o concerto será de Mauricy Martin, conhecido por seu som “claro, limpo e bonito”. No seu programa terá “Fantasia em ré menor”, de Mozart, “Sonata em mi maior”, de Beethoven, “Noturno” e “Polonaise”, de Chopin, e “Suite Brasileira 2”, de Lorenzo Fernandez. No dia 28 o recital ficará a cargo de Luciana Noda (SP), tocando “Melodia Húngara” e “Improviso op. 90”, de Schubert, e “Sonata op. 26”, de Beethoven, “Pó”, de Liduino Pitombeira, “Liebstraume n. 3” e “Valsa Mefisto”, de Liszt.

Para o coordenador do evento e professor Tarcísio Gomes Filho, o festival procura acima de tudo fomentar o interesse das pessoas pela arte e pela música do piano. “A música erudita ainda tem pouca divulgação por aqui, portanto, eventos como esse geram interesse por essa arte, pode chegar a pessoas que normalmente não tem acesso a esse tipo de música. E quem sabe até gere interesse em estudar piano, que é nossa meta”, diz. 

Serviço:
Concertos da Orquestra Sinfônica do RN. Sexta, às 19h, Paróquia do Santuário dos Santos Mártires, em Nazaré. E terça (24) na Catedral Metropolitana. Entrada gratuita.

4º Festival de Piano de Natal. De 25 a 29/09 na Escola de Música da UFRN. Acesso gratuito aos concertos.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários