Cookie Consent
Natal
Nota de corte mais alta no RN é de Medicina em Caicó
Publicado: 00:00:00 - 26/01/2017 Atualizado: 23:39:58 - 25/01/2017
Mais uma vez, o curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) do campi de Caicó tem a maior nota de corte entre as universidades potiguares, ao final do primeiro dia das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A nota de corte para ampla concorrência no curso da UFRN, no Seridó, que tem argumento de inclusão para candidatos da região, era de 891,29 até 0h de ontem (25). A  pontuação, no entanto, pode variar de acordo com os próximos dias. Os resultados do Sisu serão divulgados na próxima segunda-feira (30).
UFRN/Caicó oferta 475 vagas em 11 cursos e tem argumento de inclusão para candidatos da região

Leia Mais

O argumento de inclusão, criado em 2013, é uma fórmula de estimular que candidatos da região estudem na cidade e não deixem o local após a conclusão do curso. O benefício consiste no acréscimo de 20% no valor da nota para os candidatos que sejam da região e entrem na disputa. Isso contribuir para que, anualmente, o curso de Medicina da UFRN de Caicó tenha uma das maiores notas de corte do país. O campi da UFRN/Caicó oferta 475 vagas em 11 cursos.

No curso de Medicina do campus da Saúde de Natal, também da UFRN, a nota de corte no primeiro dia ficou em 780,09, a maior da unidade de ensino, seguida por Engenharia Civil, com 734,38, Direito (matutino), com 722,83, e Engenharia de Produção, com 717,74.

Também oferecendo o curso de Medicina, a UERN de Mossoró teve nota de corte de 776,16 para o curso, que é um dos mais procurados no ensino superior. Também na UERN de Mossoró, o curso de Direito teve nota de corte de 694,90 e 704,96, para os turnos matutino e noturno, respectivamente, enquanto os cursos em Natal tiveram notas de corte de 703,78 e 704,32, para o noturno e matutino.

O prazo para quem ainda não se inscreveu vai até 23h59 (horário de Brasília) de sexta-feira (27) e, com isso, a tendência é que ocorra variação nas notas de corte de cada curso. Mais de 1,2 milhão de estudantes tinham aderido ao Sisu do primeiro semestre de 2017 até as 19h de ontem (24), dia de abertura das inscrições, que devem ser feitas exclusivamente na página do Sisu na internet.

Serão 238.397 vagas para educação superior pública, distribuídas em 131 instituições. O número de inscrições alcançou 2.365.170 – cada estudante pode fazer até duas opções de curso.

Nas redes sociais, os candidatos relataram problemas para fazer a inscrição. Questionado sobre a continuidade dos problemas enfrentados pelos alunos. Em nota, o MEC informou que foram identificados que cerca de 700 candidatos cujas notas na base de dados do Enem registravam participação na primeira e na segunda aplicação do Exame. "Essas inconsistências já foram corrigidas", garantiu o ministério.

O MEC, juntamente com o Inep, informou que “continua trabalhando para identificar qualquer outra inconsistência e resolvê-la com a máxima brevidade, assegurando que não haverá prejuízo a nenhum candidato", informou em nota.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte