Cookie Consent
Notas e Comentários
Notas e Comentários
Publicado: 00:00:00 - 19/08/2021 Atualizado: 02:42:31 - 19/08/2021
Transmissão
Os deputados estaduais aprovaram alterações no regimento interno da Assembleia Legislativa. Com isso, entre outras medidas, a AL oficializa a liberação das transmissões ao vivo por televisão e internet das sessões das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs). A proposta foi aprovada por unanimidade.

Certificado
A Câmara Municipal de Natal aprovou, em regime de urgência, um projeto de lei que trata da criação de um certificado de vacinação contra a covid-19 aos natalenses imunizados.  Segundo a proposta, quem tiver com o esquema vacinal completo terá descontos em estabelecimentos comerciais da cidade. “A única maneira de caminhar para a volta ao normal é com uma grande adesão da população à campanha de vacinação. Portanto, ao adotar medidas dessa natureza, o poder público contribui para motivar, cada vez mais, as pessoas a procurarem se imunizar, bem como ajuda a fomentar a nossa economia”, disse o vereador Felipe Alves, autor do projeto.

Domiciliar
A Assembleia Legislativa aprovou um projeto de lei para determinar que instituições bancárias façam visita domiciliar na prova de vida dos beneficiários do INSS. “São pessoas que se encontram, muitas vezes, em enfermidade e precisam se colocar em exposição a outras doenças, inclusive ao próprio coronavírus para não perderem o benefício”, disse o deputado Ubaldo Fernandes.  Segundo o projeto, terá direito a visita domiciliar apenas aqueles beneficiários que comprovem a impossibilidade de deslocamento.

Candidatura
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso reiterou seu apoio ao governador de São Paulo, João Doria, nas prévias que definirão o pré-candidato do PSDB à Presidência da República. "É o bom pro Brasil. Qual é o X da política? É a capacidade de juntar. Quem que junta mais? É o Doria nesse momento", disse o tucano, em vídeo divulgado por sua assessoria de imprensa. "O Doria representa o Brasil do futuro". FHC ainda defendeu a realização de prévias no partido como forma de aferir "como está o PSDB". "As prévias não excluem ninguém. Mas escolhem", afirmou. As prévias do partido estão marcadas para novembro em meio a um clima de divisão dentro da legenda. O principal adversário de Doria na disputa pela vaga de pré-candidato é o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, mas o senador Tasso Jereissati (CE) e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio também se colocam no páreo.

Preferências
Apesar da posição de FHC em defesa das prévias, outros tucanos com projeção nacional são avessos à disputa interna. O ex-governador paulista Geraldo Alckmin, por exemplo, quer voltar ao Palácio dos Bandeirantes, mas não aceita disputar a indicação da sigla com o candidato de Doria para o cargo, o vice-governador Rodrigo Garcia. Por isso, Alckmin está de malas prontas para o PSD para tentar um quinto mandato como governador em 2022.

Profissão
O jornalista Boris Casoy mostrou que nunca é tarde para ser um universitário, mesmo aos 80 anos de idade. Com 65 anos de profissão, o jornalista entrou para a faculdade de medicina veterinária na Universidade Cruzeiro do Sul. Casoy já iniciou as aulas de veterinária no período noturno. Por enquanto, as aulas são à distância por causa da pandemia do novo coronavírus. "Vou manter todos os meus compromissos jornalísticos, inclusive o Jornal do Boris", afirmou o jornalista sobre seu programa de comentários e análises sobre política, economia e esporte.

Máscara
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou ontem ser contra o uso obrigatório da máscara como medida de proteção à covid-19. Queiroga disse, em entrevista um canal do YouTube, que também é contrário à aplicação de multas a quem não usa o equipamento. Ao longo da pandemia, estudos científicos têm apontado a eficácia da proteção facial como estratégia contra o contágio - a medida foi adotada em grande parte dos países. "Nós somos contra essa questão de obrigatoriedade (do uso de máscara). O Brasil é um país que tem muitas leis e que as pessoas, infelizmente, não as observam. O uso da máscara tem de ser um ato de conscientização", disse. "Não têm sentido essas multas. Não se pode criar uma 'indústria de multa'. Imagina, estão multando as pessoas porque não estão com máscara. Se está precisando fazer isso, é porque não estamos sendo eficientes em conscientizar a população sobre o uso desse equipamento de proteção individual", acrescentou.

Restrição
O Senado aprovou um projeto de lei para proibir o acesso a armas de fogo para quem agrediu mulher, idoso ou criança. A proposta altera o Estatuto do Desarmamento e estabelece que, havendo a prática de violência, o juiz determinará a imediata apreensão de arma de fogo que esteja na posse do agressor. Além disso, não será permitida a aquisição de armas por quem tenha praticado agressão anteriormente. Em caso de absolvição do acusado no processo de agressão, o projeto determina a devolução da arma apreendida. A proposta dependerá de análise da Câmara e, se aprovada pelos deputados, de sanção presidencial.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte