Nova geração da RAM 2500

Publicação: 2019-08-25 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Dodge Ram

A pick-up Ram 2500 está de volta ao Brasil. A nova geração está disponível em pré-venda, por R$ 289.990,00. As entregas estão previstas para  começar em novembro do corrente ano.

Ela será comercializada em versão única, denominada Laramie, com tração 4x4 e motor de 6 cilindros, 6.7 turbodiesel. São nada menos do que 365 cavalos de potência e 110 kgfm de torque. O câmbio é automático, de SEIS velocidades. A nova RAM 2500 havia sido vista rodando em testes no interior do Estado de São Paulo.

Na aparência, a dianteira do novo modelo ganhou faróis mais horizontalizados em relação à geração antiga e cromados por toda parte. A grade, com a inscrição "Ram" no centro, vai até a altura do capô.

Na traseira, há lanternas de formato convencional com iluminação em LED.

A nova RAM 2500 também traz novidades em seu  interior. A principal, e maior delas, é a central multimídia que passa a dispor de uma tela vertical de 12 polegadas. Além das funções de áudio e navegação, ela também agrega comandos de ventilação.

Entre os equipamentos, há ar-condicionado digital, quadro de instrumentos digital, faróis de LED, caixa de compartimentos com tomada de 110V na caçamba, volante com aquecimento, pedais com ajustes elétricos, controles de tração e estabilidade, acesso e partida sem a necessidade de chave nas mãos.

Vale lembrar que a Ram 2500 só pode ser conduzida por motoristas habilitados na categoria C, válida para caminhões.

Isso porque ela possui peso bruto total (PBT) acima de 3,5 toneladas, valor máximo permitido pela categoria "B", para automóveis denominados de passeio.

Modelo superior
A nova pick-up RAM 2500, modelo 2019/2020, é um veículo de elevada categoria, graças às suas inequívocas qualidades técnicas,  além de entregar conforto, desempenho, robustez e confiabilidade.

Manutenção do "alternador"
A peça que realiza a conversão da energia mecânica em energia elétrica é o alternador. Ele é que alimentaos sistemas que funcionam a partir dessa energia : rádio, faróis, lanternas, motor de partida, etc., fazendo a recarga da bateria. O alternador precisa de revisão preventiva. Nela, troque os itens de grande desgaste pela severa utilização: rolamentos e  escovas (se a peça possuir esse item). "Nesse caso, entende-se que o carro funciona normal, sem apresentar problemas. Então, não há necessidade da troca. Vale apenas substituir os itens de maior desgaste para prolongar a vida útil da peça, além de checagem do torque dos parafusos e da tensão correta das correias", afirma Rodrigo Sgala, da Lucas.

Além disso,  realize a revisão a cada 2 anos, dependendo do uso do carro. No caso de taxi, que roda mais de 60.000 kms por ano, o ideal é fazer anualmente.

Mesmo com a revisão preventiva, é importante dar atenção aos sinais de mau funcionamento do sistema elétrico. No caso do alternador, o principal alerta é quando luz de bateria no painel acende ou fica oscilando.

Isso quer dizer que pode estar ocorrendo uma deficiência de carregamento da bateria por parte do alternador. Não significa que o problema está no alternador, mas indica que o sistema elétrico como um todo deve ser checado.

Outra dica: utilize peças com as mesmas especificações da original, e mecânico especializado para manutenção ou instalação do alternador.

Radares móveis
Os radares móveis, recolhidos dia 15/8 pela Polícia Rodoviária Federal em todo o País, flagraram 38% das infrações registradas nas estradas federais do RN no 1o- semestre. Foram 12.091 autuações por excesso de velocidade.

Ao todo, os motoristas foram autuados em 31.674 casos.

O total de infrações no Brasil foi de 1.190.765, de janeiro  a junho.

O número de autuações registrou aumento de 56% em relação ao 1o- semestre do ano passado (7.720 por excesso de velocidade). Total nos primeiros 6 meses de 2018 (29.1762).

Radares móveis são os instalados em carros da PRF parados ou sobre suportes (estáticos); em veículos em movimento (móveis) ou direcionados manualmente para os carros (portáteis).







continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários