Novidades tecnológicas atraem olhares curiosos

Publicação: 2018-04-13 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Novidades tecnológicas que prendem a atenção dos campuseiros e demais participantes da Campus Party Natal são um dos atrativos desta edição 2018. Confira algumas imagens de projetos e de dos desenvolvedores que estão no evento:

Cosplay Robô gigante atrai atenção
Cosplay
A velocidade com que as informações são repassadas na Campus Party é espantosa, mas sempre há espaço para tirar uma fotografia com o robô gigante que circulou no meio do público escoltado por dois bombeiros civis que garantiram a segurança da 'personalidade' inusitada. Com mais de dois metros de altura, o paciente e simpático robô fez selfies e posou para fotos.

Música para surdos
Música
O professor de música Magnaldo Araújo, do IFRN em Apodi, trouxe para a CP Natal o “MagMusic”, um aparelho portátil capaz de auxiliar o ensino de iniciação musical para alunos com deficiência auditiva. O equipamento, que funciona através de um aplicativo que pode ser instalado em celulares ou computadores, trabalha o ritmo a partir de estímulos visuais e táteis. “Temos duas versões: a 'light' pode ser construída por qualquer pessoa. Temos um tutorial, com a relação de todas as peças e um passo a passo para montar o equipamento, disponível no site (magmusic4.wixsite.com). Já a versão 'pro', mais elaborada, traz display para inserir a cifra das músicas”. O professor disse que desenvolveu o MagMusic com o aluno de engenharia da Ufersa (Universidade Federal do Semiárido) Liepson Henrique. O projeto foi aprovado em duas categorias: “makers”, que remete à máxima do faça você mesmo, e a “Future”, momento onde o potencial do equipamento será apresentado ao público.

Simuladores são atrações concorridas
Simuladores
Na área “Campus Open”, da CPNatal, o público pode tentar pilotar um avião de caça ou fazer um voo de asa delta. Simuladores e realidade virtual estão entre as atrações mais concorridas do evento.

Robótica Auxiliando o ensino
Robótica
Alunos da Escola Quarto Centenário, da rede pública de Natal, apresentaram ao público que visitou o estande da Prefeitura de Natal como a robótica auxilia no aprendizado.

Robô professor
Robô
A escola Robô Ciência, com sede em Natal, está na CPNatal com o robô de fabricação francesa Nao (nome inspirado na palavra cérebro em chinês). O robô, com quase um metro de altura, interage com o aluno, dança, e fala 20 idiomas. “O objetivo é mostrar como a robótica pode funcionar como ferramenta pedagógica para auxiliar no ensino de ciências, principalmente disciplinas mais abstratas como Física, Química, Matemática e Biologia, além de programação e idiomas. O robô tornam as experimentações mais palpáveis”, garante o professor Alexandre Amaral. A Robô Ciência atende cerca de 30 escolas de Natal, e em outros oito estados. “Estamos aqui para divulgar”.


continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários