Novos sócios vão assumir controle da TV Ponta Negra

Publicação: 2014-01-28 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Os empresários Jorge Pinheiro e Cândido Pinheiro, presidente e vice-presidente do grupo cearense Hapvida, compraram 51% de participação da TV Ponta Negra, afiliada do SBT no Rio Grande do Norte. Jorge e Cândido passarão a integrar, junto com a antiga proprietária Miriam de Sousa, o conselho de administração da emissora, e a comandar as decisões. A negociação, que começou em dezembro, foi fechada na última sexta-feira e confirmada ontem pelo novo superintendente da TV, Fernando Eugênio, ex-diretor comercial da TV Tropical, afiliada da Record no RN, que passou a deter 5% de participação na TV.
Adriano AbreuTelevisão Ponta Negra receberá investimentos imediatos para implantação do sistema digitalTelevisão Ponta Negra receberá investimentos imediatos para implantação do sistema digital

Miriam de Sousa, que até então detinha 100% da emissora junto com as filhas, entre elas a ex-prefeita de Natal, Micarla de Sousa, permanece por enquanto com 44% de participação. Segundo Eugênio, existe a possibilidade de o SBT comprar parte da emissora. As negociações estão em curso e deverão chegar a um desfecho já em fevereiro. A equipe de reportagem tentou contato com a assessoria de comunicação do SBT para obter mais detalhes, mas não obteve retorno até o fechamento da edição.

Eugênio não informou por quanto a participação da TV foi vendida, em respeito a uma cláusula de ‘confidencialidade’, mas afirmou que a intenção por trás da aquisição é investir na empresa e aumentar a audiência.

Logo de início os novos controladores investirão R$ 2 milhões na TV em novos equipamentos para que a emissora inicie suas transmissões em sinal digital até abril. Mudanças na empresa não estão descartadas, segundo Eugênio, que foi superintendente da TV Ponta Negra anos atrás e voltou a assumir o comando da emissora. “Vamos analisar toda a estrutura de pessoal e os processos administrativos e operacionais da TV. Tudo será analisado. O que for preciso aprimorar, vamos aprimorar”, afirmou.

Novos quadros deverão ser incluídos e o cenário alterado, como costuma ocorrer todos os anos, quando se aproxima o aniversário da TV. “Está tudo em fase de planejamento”, afirmou Eugênio. Mudanças na equipe de profissionais não foram comentadas. Hoje, a TV conta com 130 funcionários.

O Grupo Ponta Negra de Comunicação chegou a divulgar uma nota no dia 30 de dezembro sobre as negociações. De acordo com Miriam de Sousa, um protocolo de intenções foi assinado na data com a empresa cearense Canadá, para formalização do contrato de aquisição de parte das ações da TV Ponta Negra. Na nota, Miriam esclareceu que a gestão da empresa seria compartilhada entre os dois grupos. “O contrato definitivo deverá ser assinado em janeiro e os dois grupos anunciam, de imediato, além de vários investimentos na programação e operação, a digitalização da transmissão do sinal da emissora ainda no primeiro semestre”.

A TV Ponta Negra é pioneira entre as televisões comerciais no Rio Grande do Norte. Ela começou a operar em 1987, sob o comando do então senador Carlos Alberto de Sousa, que iniciou carreira política nos palanques do MDB  e depois ingressou no PDS, partido que dava sustentação ao regime militar.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários