Alex Medeiros
O atentado contra Pelé em 1970
Publicado: 00:00:00 - 28/07/2021 Atualizado: 22:39:18 - 27/07/2021
Alex Medeiros 
alexmedeiros1959@gmail.com

Quando o ano de 1970 começou, praticamente tudo no Brasil passou a ter relação com a Copa do Mundo a ser disputada no México. Jornais, Canais de TV, rádios, comércio, indústria, serviços se dedicaram a criar promoções e alternativas explorando o torneio mundial. Mais de um álbum de figurinhas circularam pelo país e até revistas em quadrinhos entraram na onda da seleção brasileira. Era a tal “corrente pra frente” cantada no jingle de Miguel Gustavo.

A Rio Gráfica Editora, do Rio de Janeiro, disputava o mercado de HQ com a Ebal, Abril, Bloch e outras publicando as revistinhas de três populares personagens, Cavaleiro Negro, Fantasma e Mandrake. No começo do ano, em plenas férias da estudantada, lançou uma coleção de figurinhas dos craques do Brasil, impressas nas capas para que fossem recortadas e coladas no álbum “As Feras do Saldanha”, encartado na edição de 8 de março do Mandrake.

A promoção foi um sucesso que incomodou a campeã de vendas Ebal com seus super-heróis da DC e Marvel. Foi por saber disso que a Toddy comprou a ideia e patrocinou todas os exemplares com a exclusividade das contracapas.

Quem chegou até aqui na leitura deve estar se perguntando: e o atentado contra o rei Pelé? Pois é, o fato foi destaque na edição número 165 do próprio Mandrake, que saiu nas bancas em 14 de junho de 1970, com a Copa iniciada.

A revista foi a única da RGE com uma aventura do poderoso mágico totalmente ambientada no clima do futebol e em solo carioca. Começa com o herói chegando no Galeão, de férias com a noiva Narda e o seu fiel escudeiro, Lotar.

Sua chegada na Marvel City ganhou manchete em O Globo, que ao ser lido por um dirigente da CBD (hoje CBF) telefona para o Copacabana Palace e marca um encontro com Mandrake. E lhe suplica ajuda para solucionar um mistério.

O cartola conta que recebeu uma carta anônima em 1969 pedindo que não deixasse a seleção brasileira se classificar para o torneio no México. Quando veio a classificação, recebeu uma segunda carta exigindo retirar-se da Copa. 

Como a entidade não deu a devida atenção, veio o terceiro recado com a ameaça de eliminar Pelé. E o perigo estava no último amistoso, no final de abril, contra a Áustria no Maracanã. Mandrake decide ir ao treino das feras.

Quer observar o ambiente, identificar suspeitos e também falar com os craques. E nesse clima, é convidado para um racha, onde vai atuar no gol vestindo a camisa negra de Félix. Sua mágica faz Pelé e Gerson de bobos.

Após alguns treinos antes do amistoso, Lotar percebe um cara de boné vermelho (seria um terrorista do PCdoB?), todos os dias nas arquibancadas. O suspeito puxa uma arma, mas Mandrake o faz pensar que aponta um sapato.

Imprensado pelos músculos de Lotar, ele confessa a trama, e revela que o grupo está num sítio fora da cidade. Mandrake comanda uma operação com agentes policiais e desbarata a gangue com incríveis truques de ilusionismo.

Alguns leitores naqueles anos perceberam nos detalhes das cartas anônimas e nas camisas e bonés vermelhos dos criminosos alusões aos militantes da guerrilha urbana que ocorria no país. Mas eram apenas golpistas de apostas.

A revista do Mandrake é a mais preciosa daquela série da RGE, a única inserindo o personagem no ambiente da Copa do Mundo de 1970, a última de Pelé e que ele ganhou sem risco nenhum de sequestro ou de eliminação. 

Divulgação


As castas
Enquanto pequenos e médios comércios fecharam na pandemia, empregos sumiram e alunos perderam o ano, os privilegiados do serviço público vão ganhar aumento, acrescentando mais R$ 43 milhões no orçamento do estado.

Renúncia
O deputado republicano Ronny Jackson, ex-médico de Obama e Trump, disse sábado que é provável uma renúncia do presidente Joe Biden, por problemas senis. Seria desastroso pra humanidade ter Kamala Harris no Salão Oval.

Caixa forte
Onix Lorenzoni é o cara que caiu para cima. Sai da Casa Civil e vai assumir o novo ministério do Emprego e Previdência, sentado sobre fundos de pensão e cuidando da política de geração de emprego e da fiscalização trabalhista.

Estranho
É muito estranho o fato da Polícia não ter achado indícios de invasão no apartamento da deputada Joice Hasselmann e ao mesmo tempo ela ter se negado a fazer exame toxicológico, e somente horas depois resolver fazer.

Distorção
Na narrativa da GloboNews, o presidente da Tunísia suspendeu o parlamento e decretou toque de recolher por causa dos protestos no país. Mas é o contrário: tomou a decisão atendendo ao apelo das multidões que ocupam as ruas.

Dízimos
O historiador mexicano Fernando Cervantes conta em sua obra “Os Conquistadores” que para receber ajuda dos Reis Católicos em sua viagem, Cristóvão Colombo prometeu achar riquezas para uma cruzada em Jerusalém.

Mimimi
A modelo Yasmine Brunet, mulher do surfista Gabriel Medina, incendiou as redes sociais com uma tese de complô contra seu marido dentro das Olimpíadas. O ataque foi tão agressivo que uma plataforma derrubou sua live.

Ah, o amor
O amor é jóia. Que o diga os noivos Michael Lewis e Lady Kitty Spencer, que casaram numa vila nos arredores de Roma. Ele um milionário sul-africano de 62 anos, ela uma prima de 30 anos da Lady Diana. Nessa, o negócio é casar.







Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.





Leia também