O Batuque soa mais forte no Dia Nacional do Samba

Publicação: 2019-11-30 00:00:00
A+ A-
Ramon Ribeiro
Repórter

O dia 2 de dezembro é oficialmente o Dia Nacional do Samba, mas como diz o ditado clichê, “todo dia é dia" para o gênero musical mais contagiante do país. Em Natal, o berço do samba é nas Rocas, logo é lá que o batuque vai soar mais forte – não apenas no dia, mas na véspera também.

Créditos: ReproduçãoMeriti compôs sucessos gravados por Zeca Pagodinho e AlcioneMeriti compôs sucessos gravados por Zeca Pagodinho e Alcione
Meriti compôs sucessos gravados por Zeca Pagodinho e Alcione

No domingo (1º), a partir das 17h, um palco estará montado na Rotatória da Vila, nas Rocas, para a festa “Um samba malandro”, com entrada franca. Na programação está o carioca Serginho Meriti, nome forte do samba nacional, compositor de partido alto, autor de vários sucessos, dentre os quais “Deixa a vida me levar", famosa na voz de Zeca Pagodinho. Mas Meriti também foi gravado por bambas da altura de Bezerra da Silva, Fundo de Quintal, Beth Carvalho e Alcione, e chegou a faturas o Grammy Latino em 2003 e o Prêmio TIM em 2004.

Além do carioca, a programação do “Um Samba Malandro” conta com Debinha Ramos, o grupo Batukedô e Babá Cláudio Zambi. “A ideia é fazer uma roda de samba para homenagear o cara que vivia na noite, na rua, o malandro jogador, sambista, boêmio na essência. Será um dia de Samba Malandro, é por ai”, comenta Debinha Ramos. Antes, porém, o cantor potiguar estará reunido com outra turma de sambistas no Estádio Senador João Câmara, onde acontece uma edição especial do projeto Encontro de Sambas e Choros.

Créditos: DivulgaçãoBatuque de um Povo servirá o café com música no Bar da NazaréBatuque de um Povo servirá o café com música no Bar da Nazaré
Batuque de um Povo servirá o café com música no Bar da Nazaré

A apresentação do Encontro de Sambas e Choros começa às 12h, logo após o fim da rodada de futebol do Campeonato das Rocas. A entrada é gratuita. A programação conta com Debinha Ramos, Eri, Rogerinho, Leduá, Zorro, Denício, Ezequias, Amarelinho, dentre outros, todos cantores das Rocas. Para acompanhá-los, foi convocado um time de grande músicos do grupo Roda de Bambas.

Homenagem a Melé
Na segunda-feira (2), Dia Nacional do Samba, um dos mestres das Rocas ganhará uma justa homenagem: Antônio Melé, que se vivo fosse estaria completando 100 anos. Melé é fundador da Malandros do Samba, a escola mais antiga em atividade em Natal. Jogava baralho como poucos, dai o apelido. Mas sua vida sempre esteve mesmo associada ao samba e o mar. Seria o que podemos de dizer de pescador sambista. Sua composição mais conhecida é o samba enredo “Praieira”, que rendeu à Malandros o título de 1967.

No Beco da Lama, abrindo a programação gratuita do Dia Nacional do Samba, patrocinado pela Prefeitura do Natal, a cantora Andiara Freitas põe na rua seu show especial com repertório completo do mestre Melé. A apresentação começa às 16h. Na sequência, sobem ao palco Pedro Neto, Silvana Martins, Eri da Balanço e Hélia Braga. E às 18h, será exibido um mini documentário sobre o sambista. Também no Beco da Lama, no Borogodó Lounge, o grupo D'Breque recebe convidados para brindar o samba, a partir das 16h.

Créditos: DivulgaçãoSambista Antônio Melé será homenageado com praça nas RocasSambista Antônio Melé será homenageado com praça nas Rocas
Sambista Antônio Melé será homenageado com praça nas Rocas

Natural das Rocas, Melé será lembrado também em seu bairro com o projeto “O Ais do Samba Potiguar”, que marcará a reinauguração da praça  Antônio Melé, na rua Miramar. A programação começa às 17h e contará com roda de samba e participação da Velha Guarda da Malandros do Samba. No mesmo bairro, às 16h, no Racing Club, Mestre Zorro e Mestre Luiz são os convidados da Roda de Samba que festejará o ritmo mais brasileiro de todos.

Café da Manhã com Samba
No Dia Nacional do Samba já virou tradição o Café da Manhã no Bar de Nazaré, nas adjacências do Beco da Lama. A ação é encabeçada pelo grupo Batuque de um Povo, que fará uma roda de samba no local. A ação começa às 8h, com lanche colaborativo e muita música para começar da melhor forma possível a semana.

Serviço:

Um samba malandro, com Serginho Meriti e convidados
Dia 1º de dezembro, às 17h

Rotatória da Vila (Rocas)

Gratuito

Encontro de Sambas e Choros
Dia 1º de dezembro, às 12h

Estádio Senador João Câmara (Rocas)

Gratuito

Dia Nacional do Samba
Dia 2 de dezembro, às 16h

Beco da Lama

Gratuito

“O Ais do Samba Potiguar”
Dia 2 de dezembro, às 17h

Praça  Antônio Melé (rua Miramar, Rocas)

Gratuito

Café da Manhã com Batuque de um Povo
Dia 2 de dezembro, às 8h

Bar de Nazaré (Beco da Lama)

Gratuito







Deixe seu comentário!

Comentários