O Brexit e os chefões

Publicação: 2019-09-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Alex Medeiros
alexmedeiros1959@gmail.com

O Palácio de Westminster balançou em julho, quando o primeiro-ministro inglês Boris Johnson disse numa entrevista ao Daily Mail que sua cena favorita do cinema era a sequência de múltiplos assassinatos em O Poderoso Chefão. Com a repercussão nos tabloides londrinos, o diário econômico Financial Times resolveu colocar na conversa o diretor da clássica trilogia, Francis Ford Coppola, que não demonstrou o menor agrado pela escolha do líder inglês.

Pelo contrário, Coppola reagiu de forma áspera acrescentando que sentia muito pela preferência de Johnson ser a mesma de ditadores terríveis como o iraquiano Sadam Hussein e o líbio Muammar Gaddafi, ambos já mortos. O cineasta americano ironizou dizendo que a “corrida tola” do ministro para o Brexit seria tão catastrófico quanto uma outra produção cult que ele dirigiu, Apocalipse Now, lançado sete anos depois do início de O Poderoso Chefão.

“Sinto muito que as cenas de um filme de mafiosos possam inspirar qualquer atividade no mundo real ou possam encorajar alguém a quem vejo que está prestes a arruinar o amado Reino Unido”, disparou Coppola no famoso diário.

Aos 80 anos, Francis Ford Coppola não se negou a receber o repórter do Financial Times, Tom Teodorczuk, que assinou a matéria. “Eu amo a Inglaterra e suas muitas contribuições para a humanidade, da linguagem à penicilina”, disse.

Citando também os avanços da física a partir de Isaac Newton, a literatura de William Shakespeare e Charles Dickens, a música e o cinema contemporâneos, Coppola se disse horrorizado com a ameaça do Brexit.

Depois que o Financial Times publicou a opinião do diretor sobre o comentário de Boris Johnson a respeito das cenas violentas, vários outros jornais trataram de repercutir usando o termo vingança, supondo uma reação raivosa.

Coppola ganhou um Oscar de melhor diretor em 1975 com a segunda parte de O Poderoso Chefão. Um assessor do primeiro-ministro britânico, ao ser procurado pela imprensa, afirmou que Boris Johnson não iria dar atenção aos comentários do diretor americano.

Reis Magos
Em reportagem do Portal no Ar, alguém disse que o processo do destino das ruínas do velho hotel aguarda a decisão do secretário de educação. Quem disse que o dito cujo tem esse poder? Qual foi o Poder que ungiu o secretário?

Educação
Uma determinação do MEC ao Consed, o Conselho Nacional de Secretários de Educação, pegou estados e cidades do País de surpresa. Foi suspenso, até segunda ordem, o pagamento dos recursos do programa Mais Alfabetização.

Impacto
O Mais Alfabetização envolve todas as prefeituras do País e só no RN beneficia 3 mil educadores e dezenas de milhares de alunos. Os recursos, mesmo já estando no caixa das secretarias, não serão pagos até nova definição.

Merenda
Outro problemão na área da educação é a alteração no processo de compra e licitação da merenda das escolas. Foi dada iniciativa aos diretores para efetuar as compras, sem depender mais das secretarias municipais de todo o Brasil.

Brasil grande
Durante o governo militar, o Brasil cresceu 6,29% ao ano. Com Sarney, 4,38%; com Collor e Itamar, 1,4%; com FHC, 2,37%; com Lula, 4,09%; com Dilma e Temer, 0,6%. Vamos aguardar dezembro de 2022 e ver o índice de Bolsonaro.

Jornalismo
O retrato da falência da mídia, ontem, durante o dia inteiro, na GloboNews. O canal criado para programação diferenciada exauriu-se em todos os horários exibindo um roubo de celular na rua, como se fosse a reportagem do ano.

Literatura
Prestes a fazer 58 anos, a escritora Martha Medeiros está com um roteiro pronto para o cinema. Em entrevista ao SBT, ela disse não gostar do termo “empoderamento” usado pelo feminismo atual. “Acho meio totalitário”, disse.

Cidade cult
Hoje, das 8h30 às 12h, no Espaço Cultural Balalaika, na Vigário Bartolomeu, o evento Cidade Alta Desenhada. Uma roda de conversa e muito som com Joca Costa, Franklin Novaes, Eliana Pinheiros, Bruno 7 cordas e Quarteto Chorinho.

Música
Com apoio do Sebrae, Bardallo’s, A3 Gráfica e Marcelo Veni, os bairros das Rocas e Redinha terão neste sábado e no domingo o show “Por Amor” do cantor Zé Maria Pescador. Hoje no Canto do Mangue às 11h e domingo na Praça do Pescador às 10h. Acesso gratuito ao público.

coluna

Basquete
As seleções da Argentina e Espanha irão disputar a final da Copa do Mundo de Basquete, realizada na China. Ambas superaram outras duas grandes seleções, França e Austrália, nas semifinais. No atual torneio, a performance dos argentinos foi mais forte que a dos espanhóis, mas as duas equipes estão invictas, sendo que a Espanha vem chegando em finais há anos seguidos.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários