O compromisso de fazer Natal avançar

Publicação: 2020-11-22 00:00:00
Álvaro Dias 
Prefeito de Natal

Inicialmente, quero expressar meu mais profundo sentimento de gratidão, a Deus e a Natal, pelo maciço reconhecimento que nos conduziu à reeleição, nos permitindo levar nossa gestão adiante em janeiro próximo. Receber um apoio na proporção em que recebemos — com quase 200 mil votos —, além de muito gratificante, é combustível para o ânimo de poder trabalhar e  tentar conduzir o destino de quase 900 mil pessoas.

Da desconfiança inicial, quando assumi e muitos questionavam o futuro, passei a ser fiel depositário da confiança da grande maioria dos natalenses, vontade inequivocamente expressa nas urnas. Mais do que isto: me sinto plenamente autorizado por esse desejo expresso pela população que —  de maneira amplamente majoritária — com votação surpreendente, superando 13 outros candidatos, manifestou democraticamente seu desejo de que prossigamos à frente da Prefeitura do Natal por mais quatro anos. Constato agora toda a dimensão do ensinamento de Sun Tzu, o filósofo chinês que pregava que “a vitória está reservada para aqueles que estão dispostos a pagar o preço”. Paguei o preço imposto pela dedicação e pelo trabalho, e hoje posso me dirigir à cidade como alguém que honrou sua confiança por ter um vasto volume de serviços a apresentar.

Aproveito para reafirmar: quero e vou fazer ainda mais por Natal!

 A aprovação dos natalenses à nossa forma de administrar sem dúvida nos fortalece para cumprir os compromissos assumidos no recém-encerrado período eleitoral. Me refiro a projetos que já iniciamos, como a construção do Terminal Turístico da Redinha, e a outros que vamos desenvolver muito em breve, como a instalação do novo Hospital Municipal. A nossa audaciosa obra que vai drenar e pavimentar grande parte do bairro Planalto, na Zona Oeste, e a não menos arrojada engorda da praia de Ponta Negra, que vai dar um novo impulso ao nosso maior cartão postal, expandindo ainda mais os horizontes para o Turismo, nossa principal atividade econômica, gerando emprego e renda para Natal.

Vamos trabalhar também pela expansão em áreas como Assistência Social, Educação, Habitação e até na Segurança Pública, que, mesmo não sendo nossa obrigação constitucional, continuará recebendo toda a nossa atenção. Não nos faltam metas estabelecidas que iremos concretizar, pois as perseguiremos com afinco, desde já.

O enfrentamento à Covid-19 é um capítulo à parte e, evidentemente, continuará merecendo toda concentração e prioridade da nossa gestão. Trata-se, posso dizer, do maior desafio de toda a minha vida, tanto como cidadão, como profissional da Medicina e como gestor da cidade. Por isso, merece tratamento à altura. Mahatma Gandhi já nos ensinava lá atrás: “Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas, se você não fizer nada, não existirão resultados”. Foi o que fizemos e continuaremos a fazer diante da Covid: vamos agir!!

Nesse sentido, ampliaremos as medidas que estamos empreendendo, a começar da manutenção, com pleno funcionamento, do Hospital de Campanha, dos três Centros de Atendimento e das nossas unidades de saúde para prestar a assistência necessária à população. Temos a convicção de que nossa atuação, complementada com medidas de tratamento preventivo, distribuição de máscaras e de medicamentos como a Ivermectina, contribuiu decisivamente para que Natal seja reconhecida pelas autoridades sanitárias e por instituições como a Transparência Internacional como um caso de sucesso no combate à Covid-19.  Até que a ciência nos ofereça uma vacina ou outra solução eficaz contra este coronavírus, precisamos todos redobrar a vigilância e a obediência às normas de segurança sanitária.

Vamos também nos dedicar ao desafio imposto pela necessária revisão do Plano Diretor. Uma revisão com proposta já bem avançada, após ser exaustivamente discutida com a sociedade, em uma sequência de eventos que torna este, sem dúvida, o Plano Diretor mais transparente e participativo já apresentado em Natal.

Reforço o convite aos vereadores para nos dar a mão em torno dessa causa. Ultrapassado o período eleitoral, o momento passa a ser o de arregaçar as mangas por Natal. Aliados ou não, temos todos a imensa responsabilidade de congregar pelos próximos quatro anos todo o nosso empenho em favor da cidade e dos seus 900 mil habitantes. As diferenças políticas têm que ser superadas em favor dos interesses maiores dos natalenses.

Não podemos nos intimidar diante de investidas sectárias e de tentativas de boicote de setores que não enxergam que a cidade e os natalenses mudaram e exigem que Natal precisa se desenvolver e se modernizar. Tampouco podemos aceitar que Natal continue apegada ao atraso, conformada em acumular prejuízos, enquanto outras cidades nordestinas experimentam o justo crescimento. Natal merece mais!
É um desafio que todos temos que encarar a partir de agora – evidentemente, respeitadas as atribuições institucionais de cada um. Como disse, isto se faz necessário. Não por capricho do prefeito, mas por exigência dos natalenses.

Estamos permanentemente abertos ao diálogo, não apenas com a Câmara, mas com todos os segmentos da cidade. Não somente em relação ao Plano Diretor, mas a todos os temas de interesse comum do nosso povo. Temos muito a fazer, seguindo o princípio anunciado com muita genialidade pelo inesquecível líder mundial, o sul-africano Nelson Mandela: “Depois de escalar uma montanha muito alta, descobrimos que há muitas outras montanhas por escalar.”

Vamos, assim, enfrentar todos os obstáculos, tentar superá-los e construir uma Natal ainda melhor para todos!!!