O indelével legado de Nevaldo Rocha

Publicação: 2020-06-21 00:00:00
A+ A-
Ricardo Araújo
Editor de Economia

De moeda em moeda, se iniciou a construção de um império. Dos 13 anos, como menor aprendiz numa relojoaria em Natal, aos 91 anos, como proprietário de um dos maiores grupos empresarias do Brasil, Nevaldo Rocha colocou em prática, e em inúmeros momentos da vida ressignificou, o que é empreender. Seu legado, que vai além do patrimônio material construído com a loja A Capital, no início de tudo, e depois com as Lojas Riachuelo, Midway Mall, Midway Financeira e Transportadora Casa Verde, permanecerá indelével na memória de familiares, amigos, colaboradores, fornecedores e empresários que nele se inspiram e nas gerações futuras.
Créditos: Ney Douglas/acervo Novo JornalNevaldo Rocha esteve sempre próximo aos funcionários durante sua trajetória empresarialNevaldo Rocha esteve sempre próximo aos funcionários durante sua trajetória empresarial

“Nevaldo deixa um legado de inspiração para as gerações presentes e futuras do povo potiguar, em simplicidade no trato com todos e grandiosidade no espírito empreendedor e desenvolvimentista, que gerou milhares de empregos para milhares de famílias em nosso Estado e em outros Estados brasileiros, ao longo de décadas. Que a perda inestimável se transforme, também, em força para superar a dor da família e que o povo potiguar tenha sempre nele um ícone a se inspirar”, ressalta a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, ressalta que, além de uma grande figura humana, Nevaldo Rocha foi um exemplo de empresário e grande contribuidor para o desenvolvimento social e econômico do Rio Grande do Norte. “Além de um grande empresário, Nevaldo era um grande ser humano. Empregou milhares de pessoas e contribuiu diretamente com o desenvolvimento de Natal e do Rio Grande do Norte. Será sempre lembrado e deixará o seu exemplo de vida como legado para muitas e muitas gerações”.

Conforme Flávio Azevedo, empresário e ex-diretor da Confederação Nacional da Indústria e ex-presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern), Nevaldo Rocha comprovou, ao longo da sua vida, que o trabalho árduo, a dedicação e a honestidade são pilares do sucesso empresarial. “Nevaldo deixa vários legados. O principal deles é a prova de que qualquer empresário, por menor que seja, pode chegar ao topo do seu segmento. Ele mostrou que, na vida, tudo é possível. É possível começar pequeno e ser grande”, afirma Azevedo.

Em artigo publicado neste domingo na TRIBUNA DO NORTE, o fundador e presidente do Conselho de Administração da Ale Combustíveis, Marcelo Alecrim, enaltece a contribuição de Nevaldo Rocha para o Rio Grande do Norte. Marcelo Alecrim frisa sua alegria de poder ter dividido experiências e convívio com a família Rocha, além de ter tido a oportunidade de conhecer um pouco mais da sua forma de trabalhar e conduzir os negócios.

“Ele deixou um legado de trabalho que nos enche de orgulho e admiração. Um exemplo de vontade, obstinação, dedicação, amor ao trabalho. Quem diria que um homem com a simplicidade desta exemplar figura, nascida na modesta Caraúbas, localizado na microrregião da Chapada do Apodi e na mesorregião do Oeste Potiguar, fosse capaz de criar um dos maiores empreendimentos do varejo no Brasil, amparando-se  na experiência que adquiriu como proprietário de uma pequena alfaiataria em Natal? As Lojas Riachuelo povoam mentes de milhões de consumidores, que ali vão encontrar os modelos mais recentes da moda à confecções simples, na esteira de uma gestão competente, onde a tecnologia se faz presente. Uma peça retirada das gôndolas é imediatamente reposta graças ao rigoroso e científico sistema de controle”, ressalta Marcelo Alecrim.

Para Zeca Melo, diretor-superintendente do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Rio Grande do Norte (Sebrae/RN), Zeca Melo, a visão de vanguarda de Nevaldo Rocha o elevou a um patamar digno de referência e estudo para as gerações atuais e futuras do mundo dos negócios. “Eu não lembro de alguém tão importante na história econômica do Rio Grande do Norte. Não há ninguém que gerou tantos empregos dentro e fora do Estado, que viabilizou tantos negócios. Ele deixa uma marca importante como realizador de sonhos e com uma obra muito significativa. É um caso de sucesso, sem dúvida nenhuma”, garante Zeca Melo.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, relembra êxitos de Nevaldo. “Um visionário e um realizador de sonhos, sua obra e seu legado permanecem como monumento ao empreendedorismo na sua forma mais emblemática. O RNe o Brasil ficam mais pobres”.

Entidades destacam pioneirismo e exemplo

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern), Amaro Sales de Araújo, define Nevaldo Rocha como um empreendedor com muitos talentos, merecedor de todas as homenagens diante da sua relevância para o Estado. “O grupo Guararapes/Riachuelo é importantíssimo para o Rio Grande do Norte e muito, muito devemos a Nevaldo Rocha pelos empregos gerados (diretos e indiretos) em todo o Estado e, consequentemente, pela renda que circula a partir de sua decisão em permanecer aqui e trabalhar com os seus conterrâneos, conterrâneas. Seguramente, Nevaldo Rocha é um dos maiores empreendedores da história do Brasil", ressalta Amaro Sales.

O olhar visionário do potiguar natural de Caraúbas, que deixou a cidade natal aos 12 anos de idade, é relembrado pelo presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN), Marcelo Queiroz. “Nevaldo Rocha foi um visionário. Um empreendedor nato, que interligou, com maestria ímpar e de maneira pioneira, os segmentos de indústria, comércio e serviços em seus negócios. Um grande gerador de emprego e renda para o nosso povo e pessoa de uma determinação e firmeza inexpugnáveis. Ele deixa, ao Rio Grande do Norte e ao Brasil, um legado composto de valores cada vez mais raros e necessários a todos nós nos dias de hoje. Seu Nevaldo foi um ícone de honradez, ética, amor pelo trabalho e respeito aos seus colaboradores e clientes", elencou  Marcelo Queiroz.

O economista e ex-secretário de Estado de Planejamento e ex-presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern), Bira Rocha, cita que Nevaldo Rocha, ao lado de João Câmara, deixaram os mais relevantes legados. “Em perspectivas diferentes, mas deixaram uma obra importante. O grande legado de Nevaldo Rocha foi chegar ao ponto de gerar 40 mil empregos e conseguir mantê-los”, destaca.

O secretário de  Estado do Planejamento e das Finanças, José Aldemir Freire, acredita que o empresário potiguar é que obteve o maior destaque no cenário nacional até hoje. “O Sr. Nevaldo Rocha foi a liderança empresarial do Rio Grande do Norte de maior projeção nacional. Sua visão do setor têxtil e de confecções construiu um dos maiores conglomerados no país integrando a área industrial e de varejo. Além disso, a Guararapes é uma das maiores empregadoras do Estado", declara Freire.

A Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste (Fetronor), através do presidente Eudo Laranjeiras, diz que Nevaldo Rocha é um  Ícone do desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte. “Nevaldo deixa um legado de coragem, ousadia e olhar social”, assina Laranjeiras.

Empreender como palavra de ordem

Para o presidente da Associação de Lojistas do Shopping Midway Mall, Francisco Denerval de Sá Júnior, o fundador do empreendimento é um agente transformador da realidade econômica local. “O empresário Nevaldo Rocha era um homem visionário e transformou, definitivamente, o mercado varejista do RN, ao trazer, há 15 anos para Natal, um dos maiores shoppings centers do Brasil: o Midway Mall. Hoje são mais de 250 lojas em um empreendimento responsável pela geração de mais de 4 mil empregos diretos, e outros tantos indiretos.

Exemplo de empreendedor, Nevaldo Rocha deixa um legado de valores que são cada vez mais importantes nos dias atuais, como honestidade, correção e amor ao trabalho”, afirma Francisco Derneval de Sá Júnior. O Midway Mall é um dos maiores empreendimentos do setor no Brasil construído por Nevaldo Rocha na antiga sede da Guararapes em Natal.

O presidente do Sindicato da Indústria Têxtil do Rio Grande do Norte (SIFT-RN), João Batista Gomes de Lima, os feitos do empresário caraubense permanecerão eternos. “O Dr. Nevaldo deixa como marca indelével e herança às futuras gerações o seu trabalho, a sua simplicidade e o respeito que sempre dedicou a todos da sua convivência. Está deixando, pois, a nossa convivência um ser humano especial, que deixará como legado uma imagem e um exemplo que servirão de norte para todos nós que atuamos no setor têxtil e de confecção do nosso estado”.

José Lucena, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal), reforça o quão visionário e comprometido com o trabalho Nevaldo Rocha foi. “Um homem que se dedicou e acreditou nas potencialidades de comércio. Construiu ao longo de sua vida grandes empresas e grandes marcas. Fez história na indústria têxtil com o Grupo Guararapes e com a Riachuelo.

É um orgulho para nós empreendedores. Tenho certeza de que muitos lojistas o tem como uma referência. Nevaldo deixou um grande legado, a cultura empreendedora e a visão  de que podemos sempre mais”, declara. O presidente da Federação da Câmara de Dirigentes Lojistas (FCDL RN), José Maria da Silva ressalta que Rocha era um líder, empreendedor nato, dedicado e apaixonado pelo mundo do comércio e do varejo. “Será sempre lembrado pela sagacidade e seriedade com que administrava suas empresas”, frisa José Maria da Silva.